O que Siginifica machado posto à raiz das árvores na Bíblia?

O que Significa machado posto à raiz das árvores no texto de Mateus 3:10?

E também agora está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo” (Mt 3:10).

A LINGUAGEM DE JOÃO BATISTA

Os que ouviram João falar a respeito do pecado de forma incomparável devem ter lembrado a linguagem severa de Elias e de outros profetas do Antigo Testamento.

Aqui a linguagem parabólica de João Batista é vivida e alarmante, pois “O machado já está posto à raiz das árvores” mostra que as árvores já estavam tremendo mesmo nos galhos mais estendidos.

Já que as árvores são consideradas infrutíferas, o juízo começa a cair e haveria de durar até ser concluído.

O MINISTÉRIO DE JOÃO BATISTA

Um antigo comentarista diz a respeito de João Batista:

“Seu ministério ardia como um forno, e não deixou para os fariseus nem a raiz da aliança de Abraão, nem os ramos de suas boas obras; ele os arrancou da aliança de Abraão e, por arrancá-los da raiz, deixou-lhes sem nenhuma terra a que pudessem se agarrar”.

O QUE ERA A RAÍZ DAS ÁRVORES EM QUE O MACHADO ERA POSTO?

A raiz de que fala João é a parte em que a árvore e os ramos se fixam e crescem, servindo de parábola de Abraão e da aliança que Deus firmou
com ele.

Foi essa raiz ou fundação que os líderes judaicos reivindicaram,
quando João lhes resistiu: “Somos descendentes de Abraão” (Jo 8:33).

Por árvore entendemos a descendência do tronco de Abraão segundo a carne.

Infelizmente, porém, o povo judeu tornou-se “árvore má” (Mt 7:17) e corrupta, devendo, portanto, ser derrubada.

O QUE ERA O MACHADO POSTO À RAÍZ DAS ÁRVORES?

No machado que toca as árvores temos simbolizados os instrumentos que Deus usou para tratar com aqueles que, a despeito de seus direitos e privilégios de Abraão, eram árvores infrutíferas (SI 17:14).

A Palavra de Deus, mais afiada que espada de dois gumes, era o machado que ele usou para derrubar a árvore má e sem frutos. “… com as palavras da minha boca os matei…” (Os 6:5).

A sua verdade é tanto cheiro de vida para a vida quanto cheiro de morte para a morte (2 Co 2:16).

Mas nesse fato descansamos e nos regozijamos, pois o machado está nas mãos de um Deus justo.

Nestes dias de tanta corrupção e infrutividade, o desejo de Deus é fazer de nós seus martelos e suas armas de guerra (Jr 51:20,24).

Cristo, a pedra cortada do monte, é o machado de Deus para destruir os poderes que se opõem ao estabelecimento do seu reino e se põem no seu caminho.

COMPARTILHE estudos esbocos BIBLIOTECA DO PREGADOR

7 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


  1. eu tenho apenas a agradecer pela maravilha explanação da palavra do SENHOR DEUS!

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.