Quem eram os essênios na Bíblia e o que eles pregavam?

Existem alguns assuntos no mundo religioso que nos ajudam a compreender a origem de certos pensamentos cristãos. Por isso, vamos conhecer neste artigo quem eram os essênios na Bíblia e o que eles pregavam?

Com essa leitura vamos compreender melhor se alguns conceitos que acreditamos como pureza ritual, disciplina e vida em comunidade. 

Vamos compreender um pouco mais sobre como pensavam alguns religiosos do século I e II depois de Cristo. 

Se este é um assunto interessante para você, continue lendo para conhecer quem eram e no acreditavam e como seu legado influencia a nossa vida espiritual?

Quem eram os essênios na Bíblia?

Os essênios eram um grupo de judeus piedosos que viveram durante o período do Segundo Templo, aproximadamente entre o século II a.C. e o século I d.C. 

Como eles se isolavam em comunidades para se separarem dos costumes de outras pessoas, geralmente, se abrigavam em locais remotos como as margens do Mar Morto.

Além de se isolarem, eles praticavam:

  • Uma disciplina rigorosa;
  • A busca pela pureza espiritual;
  • Um estilo de vida comunitário.

As ações desse grupo não constam nas narrativas bíblicas. Porém, informações sobre a sua existência aparecem em fontes não-canônicas, como os escritos de Flávio Josefo e os Manuscritos do Mar Morto

Flávio Josefo, um historiador do primeiro século d.C., por exemplo, descreveu:

  • O estilo de vida ascético;
  • O voto de castidade;
  • A prática do batismo ritual;
  • A adesão a uma rigorosa observância do sábado. 

Além disso, eles também enfatizavam a importância da justiça social, igualdade e compartilhamento de bens entre os membros da comunidade.

Em 1946, na antiga cidade de Qumran, nos Manuscritos do Mar Morto, encontraram mais informações sobre a vida e as crenças deles, nos textos religiosos, regulamentos comunitários e escritos sobre temas teológicos. 

Em que eles acreditavam?

Esses documentos mostram que eles acreditavam na existência de um mundo espiritual complexo, no qual as forças do bem e do mal estavam em constante batalha. 

A partir deles, conseguimos conhecer:

  • O foco que eles davam a pureza espiritual;
  • A luta entre as forças do bem e do mal;
  • Sua visão apocalíptica da história e do fim dos tempos.

Daí, era preciso se purificar através da prática do batismo e da adesão a um código ético rígido e do guardar o sábado.

Sem contar que eles acreditavam estarem vivendo em tempos finais e esperavam a vinda de um Messias que os libertaria da opressão e estabeleceria um reino de justiça e paz.

O cânon deles era próprio de escrituras, que incluía livros do Antigo Testamento, bem como textos adicionais que eram considerados sagrados por eles.

Embora a Bíblia não os mencione diretamente, algumas características e ideias associadas a eles podem ser identificadas em certos textos bíblicos. 

Por exemplo, a ênfase na pureza ritual e a adesão rigorosa aos mandamentos podem ser encontradas em práticas e ensinamentos descritos na Lei Mosaica, especialmente no Livro de Levítico. 

O que podemos aprender sobre essas curiosidades sobre os essênios?

Entender quem eram os essênios na Bíblia nos ajudam a conhecer algumas curiosidades importantes por várias razões. Aqui estão algumas delas:

Contexto histórico

Como eles foram um grupo que existiu durante um período crucial da história judaica, conhecido como o Segundo Templo. 

Assim, entender quem eram os essênios e compreender sua existência, estilo de vida e crenças, nos ajuda a contextualizar o cenário religioso, social e político da época.

Influência religiosa

É importante porque nos ajuda compreender como eles influenciaram significativamente o desenvolvimento do judaísmo e do cristianismo. Por exemplo, encontramos algumas dos seguintes aspectos nas tradições religiosas, confira:

  • Práticas ascéticas, isto é, práxis espirituais, levando vida contemplativa com mortificação dos sentidos;
  • Visão apocalíptica;
  • Ênfase na pureza ritual.

Por isso, explorar as origens e influências dessas crenças pode nos ajudar a entender melhor a formação dessas religiões e seu impacto posterior na história mundial.

Reflexão sobre a espiritualidade

Por fim, ao analisar suas práticas conseguimos levantar questões e reflexões sobre espiritualidade, vida comunitária, ética e o significado de viver uma vida dedicada a princípios religiosos. 

Portanto, ao explorar suas ideias, podemos expandir nosso horizonte de compreensão e buscar insights relevantes para nossa própria busca espiritual.

Esperamos que essas informações te ajudem a compreender melhor sobre a nossa necessidade de buscar a Deus para entender a Bíblia para servir a Deus melhor.

Josiane Silva

Olá, eu sou a Josiane Silva, mãe, avó e procuro servir a Deus. Amo estudar a bíblia para compreender o comportamento humano. Afinal podemos aprender muito com as histórias dos outros, não é mesmo? Como gosto muito de ler e de escrever, também trabalho como redatora freelancer.

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!