Sermão em João 6:35 – Eu Sou o Pão da Vida

Neste Sermão estudaremos a declaração de Jesus: “Eu sou o pão da vida”. Observe o significado, a fonte, a ceia e o suprimento do pão da vida.

TÍTULO deste Sermão: “Eu Sou o Pão da Vida”

TEXTO deste Sermão: João 6:35

E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede.

PROPOSTA: Nesta lição estudaremos a declaração de Jesus: “Eu sou o pão da vida.” Veremos 1) O significado do pão, 2) a fonte do pão, 3) a ceia do pão e 4) o suprimento do pão.

OBJETIVO GERAL: Cada pessoa deve ser capaz de compreender o significado da afirmação “Eu sou o pão da vida” e como essa afirmação se aplica a eles como indivíduos.

OBJETIVO ESPECÍFICO: Responder à pergunta “Quem é Jesus” olhando para as próprias palavras de Jesus sobre si mesmo.

INTRODUÇÃO deste sermão sobre Eu sou o pão da vida:

A. Sobre o texto:

1) O pano de fundo desta afirmação é a alimentação dos 5000.

2) No final desta alimentação, eles queriam levar Jesus à força e torná-lo rei.

3) Jesus os havia deixado para atravessar a Galiléia.

4) Eles o seguiram e foram para o outro lado.

5) Jesus os acusou de seguir apenas para satisfazer seus estômagos vazios.

6) Ele então redirecionou a conversa para assuntos mais espirituais.

7) É neste contexto que esta afirmação é feita.

B. Sobre a série.

1) Esta é a primeira de uma série de lições sobre o que Jesus disse sobre si mesmo no livro de João.

2) Essas declarações são conhecidas como declarações “Eu Sou”.

3) Essas declarações são significativas porque nos dão uma compreensão do relacionamento que precisamos ter com Jesus.

Veremos então, neste sermão Eu sou o pão da vida…

I. O SIGNIFICADO DO PÃO DA VIDA – O QUE O PÃO SIGNIFICA? (JOÃO 6:35).

A. O pão é uma mercadoria universal.

1) Cada país do mundo tem alguma forma de pão.

2) Mesmo nos tempos antigos eles faziam pão e o pão foi encontrado fossilizado em muitas escavações arqueológicas.

3) Pão está associado à vida, saúde, nutrição e prosperidade.

B. Jesus diz: “Eu sou o pão da vida”.

1) Esta é uma reivindicação exclusiva. Você não consegue esse tipo de pão em nenhum outro lugar.

2) João 14: 6 “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.”

3) Jesus disse que ele era o Filho de Deus. (Mateus 27:43).

4) João 1: 34 – João, o batizador, deu testemunho e disse: “Este é o Filho de Deus”.

5) Jesus disse: “Quem me vê, vê o Pai”. (João 14: 9).

6) Pedro disse em Atos 4:12 “Nem há salvação em nenhum outro: porque não há nenhum outro nome debaixo do céu, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.”

7) Você não pode reconciliar essas declarações de Jesus com as declarações de outras religiões de que Jesus era apenas um homem bom.

8) Jesus disse: “Nem sejais chamados senhores: porque um é o vosso mestre, sim, o Cristo”. (Mateus 23:10).

9) Isaías escreveu a respeito Dele: “Porque um menino nos nasceu…” (Isaías 9: 6).

10) Há apenas Um Mestre, Senhor, Salvador e Deus e Ele é Jesus o Cristo, o Messias, o Ungido.

11) Ele e somente Ele é o pão da vida.

C. Quem foi Jesus? Nesse contexto

1) Ele é quem dá o alimento que leva à vida eterna (v.27).

2) Ele é aquele a quem Deus, o Pai, selou (v.27).

3) Ele é aquele a quem Deus, o Pai, enviou (v.29, 40, 57).

4) Ele é aquele em quem você deve acreditar (v.29).

5) Ele é o VERDADEIRO pão do céu (v.32).

6) Ele é aquele que desceu do céu (v.33).

7) Ele é o pão que dá vida ao mundo (v.33).

8) Ele é o pão da vida (v.35, 48).

9) Ele promete saciar nossa fome e nossa sede (v.35).

10) Ele é aquele que faz a vontade do Pai (v.38).

11) Ele é aquele que levantará aqueles que crêem nele no último dia (v.39, 40).

12) Ele é o Filho (v.40).

13) Ele é aquele que declara a vontade do Pai (v.40).

14) Ele é quem concede a vida eterna àqueles que nele crêem (v.40, 47).

15) Ele é aquele a quem vêm os homens que aprenderam do Pai (v.45).

16) Ele é aquele que viu o Pai (v.46).

17) Ele provê o pão do qual aqueles que comem não morrerão (v.50, 51).

18) Ele é o pão VIVO que desceu do céu (v.51).

19) Ele é quem dá a sua carne, que é o pão, para a vida do mundo (v.51).

20) Ele é aquele que dá sua carne e sangue em comida e bebida (v.54, 55).

21) É aquele que habita naquele que come a sua carne e bebe o seu sangue (v.56).

22) Ele é aquele que vive segundo o Pai (v.57).

23) Ele é aquele de quem aqueles que dele participam viverão por ele (v.57).

D. O que significa o termo “pão” neste contexto.

1) Jesus se refere à mesma coisa como “carne” no versículo 27.

2) É aquilo que dá vida eterna (v.27, 33, 35, 48, 50, 51).

3) Ele diz que este pão é a sua carne (v.51).

4) Jesus diz: “Eu sou o pão” (v.35, 48, 51).

5) Este pão é contrastado com o maná, do qual aqueles que comiam morriam (v.49).

6) Este pão está se referindo à ceia do Senhor? Não.

a. Neste contexto, o pão é o próprio Jesus.

b. Não é um pão que dá vida eterna, mas Jesus dá vida eterna.

c. É o ensino sobre Jesus que devemos acreditar para sermos salvos, a saber:

a) Que ele foi enviado por Deus Pai.

b) Que sempre fez a vontade do Pai.

c) Que ele representa o pai.

d) Que ele ensina o que o Pai quer que ouçamos.

e) Que este ensino inclui o fato da morte, sepultamento e ressurreição de Jesus.

f) Que este ensino inclui o fato de que aqueles que crêem em Jesus terão vida eterna.

g) Este é o ensino de que podemos festejar e comer para ter a vida eterna.

h) O versículo 45 é fundamental a esse respeito, é explicativo: “Está escrito nos profetas: E todos eles serão ensinados por Deus. Portanto, todo homem que ouviu e aprendeu do Pai, vem a mim.”

II. A FONTE DO PÃO DA VIDA – DE ONDE VEM ESTE PÃO?

A. Fora do céu.

1) As pessoas comparam este pão ao maná.

a. Maná era o que Deus usava para alimentar os filhos de Israel quando vagavam pelo deserto. Temos registro disso em Êxodo 16: 14-15

“E, quando o orvalho que caía, subiu, eis que sobre a face do deserto estava uma coisa pequena e redonda…”

b. De acordo com a história judaica, havia uma tradição de longa data de que, quando o Messias viesse, ele restauraria o milagre do maná.

c. Então, as pessoas comparam o pão de que Jesus está falando com o maná.

d. Eles fazem referência ao Salmo 78:24 que diz:

“Embora ele tivesse ordenado às nuvens do alto e aberto as portas do céu, E tivesse feito chover maná sobre eles para comerem, e lhes tivesse dado pão do céu.”

e. Jesus diz: “Em verdade, em verdade vos digo: Moisés não vos deu aquele pão do céu; mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu” (V.32).

2) Existem apenas dois locais possíveis de onde este pão poderia vir, do céu ou da terra.

3) Jesus perguntou aos judeus a respeito de João, o batizador: “O batismo de João, de onde era? do céu ou dos homens?” (Mateus 21:25).

4) Jesus comparou essas duas autoridades em Mateus 6: 19-24, “Não ajunteis tesouros na terra…”

5) Este é o pão que desce do céu – não é dos homens.

B. Do pai.

1) Jesus corrige o pensamento das pessoas sobre de onde veio o pão.

a. O povo disse: “Que sinal você mostra, então, para que o vejamos e acreditemos em ti? o que você trabalha? Nossos pais comeram maná no deserto; como está escrito, Ele lhes deu pão do céu para comer.” (v.30, 31)

b. Jesus disse: “Em verdade, em verdade vos digo: Moisés não vos deu aquele pão do céu; mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu” (V.32).

c. Mesmo o maná não veio de Moisés, mas de Deus Pai.

d. Maná era um tipo e símbolo da Antiga Lei do ensino de Deus.

e. Jesus diz que este é o verdadeiro pão – o ensino do Pai e que Ele (Jesus) foi aquele por meio de quem veio esse ensino, exclusivamente.

2) Jesus ensina sobre o pai.

“Todo aquele que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. Pois eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. E esta é a vontade do Pai que me enviou: que eu nada perca de tudo o que ele me deu, mas o ressuscite no último dia” (37-39).

a) É o Pai que traz os homens a Jesus. Antes de conhecer Jesus, é preciso acreditar que Deus existe. Paulo diz que a humanidade não tem desculpa a esse respeito (Romanos 1:20).

b) Jesus não procura fazer a sua vontade, mas a vontade do Pai. Ele sempre fez aquelas coisas que agradam ao Pai. João 8: 28-29

c) É a vontade do Pai que os salvos sejam dados a Jesus e que sejam ressuscitados no último dia. Paulo diz em 1 Tessalonicenses 4:16

“Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, à voz do arcanjo, e ao som da trombeta de Deus; e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro.” 

C. De Jesus.

1) Jesus diz: “Esta é a obra de Deus: que acrediteis naquele que ele enviou” (v.29).

2) Jesus diz: “Eu sou o pão da vida” (v.35).

3) Jesus também diz: “Aquele que vem a mim nunca terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede.” (v.35).

4) Jesus diz: “Em verdade, em verdade vos digo: quem crê em mim tem a vida eterna. Eu sou o pão da vida.” (v.47, 48).

5) Jesus diz: “Eu sou o pão vivo que desceu do céu: se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu darei é a minha carne, a qual darei pela vida de o mundo.” (v.51).

6) Sobre aqueles que crêem nele, ele diz: “Eu o ressuscitarei no último dia” (v.44).

7) Jesus é a fonte de salvação para toda a humanidade. João 3:16

III. A CEIA DO PÃO DA VIDA – O QUE FAZEMOS COM ESTE PÃO?

A. Trabalhe pela carne que nunca perece (v.27).

1) Aqui encontramos uma lição sobre o contraste entre o material e o espiritual.

2) Devemos TRABALHAR pelo espiritual, pois é eterno.

3) Eclesiastes 5: 11-16

4) Jesus disse: “Não ajunteis para vós tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem consomem, e onde os ladrões arrombam e roubam; mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não arrombe nem roube: Pois onde estiver o seu tesouro, aí estará também o seu coração”. (Mateus 6: 19-21).

B. Creia naquele a quem o Pai enviou (v.29).

1) Jesus disse que esta era a “obra de Deus”.

2) Isso significa muito mais do que apenas uma afirmação mental.

3) Uma fé profunda e duradoura naquele que Deus enviou nos levará a FAZER o que Jesus disse para fazer.

4) Acreditar em Jesus, neste contexto, significa que reconhecemos sua autoridade sobre nossa vida.

5) Jesus disse: “Toda autoridade me foi dada”. (Mateus 28:18).

C. Ouça e aprenda sobre o Pai (v.45).

1) Esta é a maneira que Deus ensina hoje.

2) Conhecemos a verdade ao continuar na palavra de Deus. João 8: 31-32 “Disse, pois, Jesus aos judeus que nele creram: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sois meus discípulos; E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.”

3) Jesus não falava de si mesmo, era a palavra do Pai que ele ensinava. João 14:10

“Não crês tu que eu estou no Pai e que o Pai está em mim? as palavras que vos digo, não falo por mim mesmo; mas o Pai, que habita em mim, faz as obras”.

4) João 7: 16-17 “Jesus lhes respondeu, e disse: A minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou. Se alguém quiser fazer a sua vontade, ele saberá da doutrina, se é de Deus, ou se eu falo de mim mesmo.”

5) O evangelho é o poder de Deus. Romanos 1:16

6) Para aprender, devemos conhecer o ensino.

7) Onde está o problema? Devemos ouvir E aprender.

D. Coma o pão (v.51, 58).

1) Canção: “Parti o pão da vida”.

2) Comer o pão é aprender sobre Jesus.

3) Para fazer isso, devemos estudar: 2 Timóteo 2:15 “Estudar para mostrar… ”

4) Devemos ser como os bereanos que buscam diariamente (Atos 17:11). 

“Estes foram mais nobres do que os de Tessalônica, porque receberam a palavra com toda a prontidão de espírito e examinaram as escrituras diariamente, para ver se essas coisas eram assim.”

5) Devemos ter fome e sede de justiça (Mateus 5: 6)

6) Devemos viver por cada palavra de Deus (Lucas 4: 4).

7) Devemos ter a atitude de Jeremias: “Acharam-se as tuas palavras, e eu as comi; e a tua palavra foi para mim o gozo e alegria do meu coração; porque sou chamado pelo teu nome, ó Senhor Deus dos exércitos.” (Jeremias 15:16).

8) Salmo 119: 102, “Quão doces são as tuas palavras ao meu paladar! sim, mais doce que mel para minha boca!”

E. Coma sua carne e beba seu sangue (v.54).

1) Aqui está vivendo a vida de Cristo.

2) Observe que isso não é algo que ocorre apenas uma vez na vida.

3) O verbo grego indica que devemos continuar comendo e bebendo!

4) Jesus disse que devemos segui-lo. 

“Disse então Jesus aos seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois todo aquele que quiser salvar a sua vida, a perderá; e todo aquele que perder a sua vida por minha causa, a encontrará.” (Mateus 16: 24-25).

5) Não pode ser seu discípulo se não fizermos isso. Lucas 14:27 “E qualquer que não levar a sua cruz e não vier após mim, não pode ser meu discípulo”.

6) Gálatas 2:20 “Estou crucificado com Cristo…”

7) Filipenses 1:20 “…que com toda ousadia, como sempre, assim também agora Cristo será engrandecido em meu corpo, seja pela vida, seja pela morte.”

8) Gal. 6:14 “Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.”

Finalmente, neste sermão eu sou o pão da vida…

4. O SUPRIMENTO DO PÃO DA VIDA – O QUE ESSE PÃO FAZ CONOSCO?

A. Dá vida (v.33).

1) Ele é a razão de viver. Filipenses 1:21 “Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é lucro.”

2) Ele nos dá as coisas de que precisamos para viver se o buscarmos primeiro. (Mateus 6:33)

B. Nunca tenha fome e nunca tenha sede (v.35).

1) Mateus 5: 6 “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça porque eles serão fartos”

2) Salmos 107: 9 “Porque ele sacia a alma que anseia, e enche de bondade a alma faminta.”

3) João 4: 13-14 “Todo aquele que beber desta água tornará a ter sede; mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede; mas a água que eu der a ele será nele uma fonte de água que salta para a vida eterna.”

C. Dá vida eterna (v.27, 40, 47, 51, 54, 58).

1) João 3:16

2) 1 Tim. 1:16 “Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, o primeiro Jesus Cristo, mostrasse toda a longanimidade, para modelo para os que futuramente crerem nele para a vida eterna.”

D. Garante que participaremos da ressurreição (v.39, 44, 54).

1) Filipenses 3: 10-11 “Para que o conheça, e o poder da sua ressurreição, e a comunhão dos seus sofrimentos, sendo tornado conforme até a sua morte; Para ver se de alguma forma posso alcançar a ressurreição dos mortos”.

2) 1 Pedro 1: 3 “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que segundo a sua abundante misericórdia nos gerou de novo para uma viva esperança pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos,”

E. Coloca-nos aos cuidados do Pai (v.32, 37-39, 44-46).

1) Gálatas 3: 4-6 “Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para resgatar os que estavam debaixo da lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos. E porque sois filhos, Deus enviou o Espírito de seu Filho aos vossos corações, clamando: Aba, Pai.”

2) 1 Pedro 5: 6-7 “Humilhai-vos, pois, sob a poderosa mão de Deus, para que ele vos exalte a seu tempo: Lançando sobre ele todos os vossos cuidados; porque ele cuida de você.”

F. Nos coloca em comunhão com o Filho (v.56).

1) 1 João 1: 3 “O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também vós também tenhais comunhão conosco; e verdadeiramente a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho Jesus Cristo.”

2) João 14:21 “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele”.

G. Permite-nos viver por Jesus (v.57).

1) Nesta vida.

a. Vivemos por ele quando reconhecemos que ele possui as respostas para todos os problemas da vida. 2 Pedro 1: 3-4

“Segundo o seu divino poder nos deu todas as coisas que dizem respeito à vida e à piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou para a glória e a virtude: pelas quais nos são dadas grandes e preciosas promessas : para que por estes sejais participantes da natureza divina, tendo escapado da corrupção que está no mundo pela concupiscência.”

b. Vivemos por ele quando fazemos todas as coisas de acordo com sua autoridade. Colossenses 3:17

2) Na vida futura.

a. 1 Coríntios 15:22 “Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo.”

b. 1 João 4: 9 “Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: em que Deus enviou o seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivêssemos.”

CONCLUSÃO deste sermão Eu sou o pão da vida:

A. Colocamos diante de você O Pão da Vida!

1) O significado do Pão.

2) A fonte do Pão.

3) A ceia do Pão.

4) O fornecimento do Pão.

2. O que você vai fazer com este pão esta noite? Convidamos você a se alimentar Dele e viver!

Veja mais Esboços de Sermão Aqui.

Botão Voltar ao topo