Sermão no Salmo 100:1-5 – O que levar para a igreja

Esboço de Sermão no Salmo 100:1-5 com o tema O que levar para a igreja. Pregação expositiva elaborada através de um estudo do Salmo 100.

Tema do Sermão no Salmo 100: O que levar para a igreja

Texto do Sermão: Salmo 100:1-5

“CELEBRAI com júbilo ao SENHOR, todas as terras.

Servi ao SENHOR com alegria;

E entrai diante dele com canto.

Sabei que o SENHOR é Deus;

Foi ele que nos fez, e não nós a nós mesmos;

Somos povo seu e ovelhas do seu pasto.

Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com louvor;

Louvai-o, e bendizei o seu nome.

Porque o SENHOR é bom, e eterna a sua misericórdia;

E a sua verdade dura de geração em geração.”

Introdução deste Sermão no Salmo 100:

As pessoas trazem todos os tipos de coisas para a igreja. Alguns trazem lanche, doces e brinquedos para
entreter as crianças. Já vi pessoas lendo livros ou Jornal enquanto o sermão estava sendo pregado! Alguns pensam que este é o momento para se preocuparem com suas contas. Outros até cortam as unhas durante o culto.

Claro, algumas coisas são necessárias, como por exemplo, a Bíblia. Mas algumas coisas devem ser deixadas em casa!

Contudo, hoje quero pregar sobre algumas coisas que todos deveriam trazer para a igreja.

O Salmo 100 é um Salmo do futuro reino milenar que descreve como será a adoração no dia em que o
Senhor Jesus Cristo reinar em glória e poder sobre a terra.

Não estamos naquele dia glorioso agora, mas estamos na família de Deus e somos ordenados a nos reunir e adorá-Lo em Sua igreja (Hebreus 10:25).

Com isso em mente, diga-se que este Salmo nos diz exatamente o que cada um deve levar para a igreja.

Vamos então olhar para isso juntos neste sermão.

I. Traga o Espírito Certo (Salmo 100: 1-2)

A. Espírito Evidente (v.1)

Somos instruídos a “Fazer um barulho de júbilo ao Senhor”.

Vamos detalhar isso e ver o que Ele está nos ordenando a fazer.

  • Primeiro, há a palavra “Fazer”. Esta palavra significa “Fazer música” É usada para se referir ao canto e aos Salmos.
  • Depois, há a palavra “Alegre”. Esta palavra significa “dar uma confissão pública dos atributos e obras de Deus”.
  • Em terceiro lugar, há a palavra “ruído”. Esta palavra significa “dar um grito”. Refere-se a um “grito ressoante” Um grito que perfura o tímpano!

Quando todas essas coisas são colocadas juntas, podemos ver que o salmista está chamando o povo para levantar um hino de louvor de seus corações ao Senhor.

Este é um desafio para participar do louvor público da Pessoa e das obras de Deus.

Você diz: “Mas Pastor, eu não posso cantar!” Perceba que cantar não depende de habilidade, só depende de ter uma música!

Salmo 40:2-3 diz: “Também me tirou de uma cova horrível, do lodo de lodo, e pôs os meus pés sobre uma rocha, e firmou os meus passos. E pôs na minha boca um novo cântico, um louvor ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão, e confiarão no Senhor.”

B. Espírito de Serviço (v.2)

A palavra “servir” significa “estar em servidão”.

Refere-se a fazer tudo o que o senhor manda o servo fazer.

Significa “estar à sua disposição”.

Quando fomos salvos, nos tornamos propriedade do Senhor.

1 Coríntios 6:20 diz: “Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, que são de Deus.”

Portanto, devemos fazer o que Ele nos diz para fazer sem questionar ou hesitar.

Mas algumas pessoas já não gostam disso. Eles não gostam que ninguém lhes diga o que fazer.

No entanto, Ele nos diz que devemos servi-Lo com “alegria”.

Este versículo está nos dizendo que devemos servir ao Senhor com alegria!

Devemos estar tão cheios de amor por Ele que, independentemente do que Ele nos peça para fazer, sentiremos alegria até a morte!

Salmo 122:1 diz “Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor.”

II. Traga a submissão certa (Salmo 100:3)

A. Submeta-se à Pessoa de Deus

É-nos dito para “saber” que o Senhor é Deus.

Esta palavra significa “fazer uma distinção”

Devemos saber que Ele e somente Ele é Deus!

A quem dedicamos mais tempo, atenção e dinheiro?

O que quer que responda a essa pergunta é o seu Deus!

B. Submeta-se ao propósito de Deus

Somos lembrados de que somos o que somos porque Ele nos “criou”.

Esta palavra significa simplesmente “pegar algum material e criar algo novo a partir dele!”

Deus tomou o barro que éramos nós e formou uma nova criatura com o Seu poder.

Independentemente do que somos esta noite, somos o que somos pelo poder de Deus.

1 Co 15:10 diz: “Mas pela graça de Deus sou o que sou; e a graça que me foi concedida não foi vã; mas trabalhei mais abundantemente do que todos eles; contudo, não eu, mas a graça de Deus que estava comigo.”

Sem Ele, não só não podemos fazer nada, como não somos nada!

João 15:5 diz: “Eu sou a videira, vós os ramos; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.”

Precisamos entender que Deus nos salvou para um propósito.

Ele não nos salvou apenas para nos livrar do inferno. Mas Ele nos salvou para que pudéssemos servi-Lo, e Ele tem um plano para nossa vida.

Ele nos usará se nos submetermos ao Seu propósito em nossas vidas!

C. Submeta-se à promessa de Deus

Somos “as ovelhas do seu pasto”.

Esta declaração simplesmente nos lembra que pertencemos a Ele.

Se conseguirmos entender essa verdade, ela nos transformará para sempre.

Perceberemos que nunca precisamos nos preocupar com o atendimento de uma necessidade.

Nunca devemos temer nada que surja na vida.

Somos Suas promessas e Sua garantia de que tudo está sob Seu controle.

Se somos salvos, pertencemos ao Sumo Pastor e Ele cuidará das necessidades que surgirem em nossa vida.

Salmo 23:1 diz: “O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.”

O problema é que muitas vezes não confiamos Nele, como deveríamos!

III. Traga o sacrifício certo (v. 4-5)

Hebreus 13:15 diz: “Por ele, pois, ofereçamos continuamente a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos nossos lábios que dão graças ao seu nome.”

A. Louve a Deus por Sua Bondade

Dizem-nos que o Senhor é “bom”.

Tudo o que Deus faz é uma expressão da Sua bondade!

Podemos louvar ao nosso Deus porque Ele é bom!

Independentemente do que aconteça na vida, Deus é bom!

Não importa como as coisas aconteçam, Deus ainda é bom!

Portanto, louve-O por Sua bondade!

B. Louvado seja Deus por Sua Graça

Em seguida, somos informados de que a “misericórdia de Deus é eterna”.

Podemos louvar a Deus porque Ele está constantemente estendendo Sua misericórdia para nós à medida que passamos pela vida.

Como você sabe, misericórdia é definida como “não conseguir o que você merece”.

Vivemos em uma época em que todos querem o que está vindo para eles.

Eu não! Se eu conseguisse o que estava vindo para mim, eu teria o Inferno.

Sua misericórdia nunca se esgotará!

Lamentações 3:22 diz: “É da misericórdia do Senhor que não sejamos consumidos, porque as suas
misericórdias não falham. Eles são novos a cada manhã: grande é a tua fidelidade.”

Essa é, portanto, uma boa razão para louvar ao Senhor!

C. Louve a Deus por Sua Garantia.

É-nos dito que a “verdade de Deus permanece por todas as gerações”.

Simplificando, enquanto os anos se acumulam, nem uma única promessa da Palavra de Deus falhará!

Veja, Deus não pode mentir, e o que Ele prometeu será tão bom em 10.000 anos quanto foi no instante em que Ele prometeu!

Quando Ele nos diz que nos ama, podemos contar com isso.

Quando Ele nos diz que nos salvará se você vier a Ele, podemos contar com isso.

Se Ele nos disser que cuidará de nós, podemos confiar nisso.

Se Ele nos disser que voltará para nos buscar, podemos esperar isso.

E se Ele nos disser que nos manterá salvos, podemos acreditar nisso.

Basta dizer que se o Senhor nos diz alguma coisa, então podemos contar com isso.

Conclusão deste Sermão no Salmo 100

E então, o que estamos levando para a igreja?

Chegamos a Ele com ações de graças, louvor e bênção?

Estamos levando o espírito certo, a submissão certa e o sacrifício certo?

Seja qual for a situação, devemos preparar nossos corações enquanto para o encontro com Ele.

Veja mais esboços de pregações aqui.

Botão Voltar ao topo