6 símbolos cristãos mais conhecidos e seus significados

Os símbolos cristãos têm sido importantes desde a Bíblia. Apesar de simples, eles carregam significados profundos. No cristianismo, há muitos símbolos diferentes. Vamos analisar seis deles e ver como nos inspiram.

O que é o simbolismo cristão?

O simbolismo cristão abrange sinais do cristianismo. Nos primeiros séculos, os cristãos usavam os símbolos menos óbvios para evitar perseguições.

Com a legalização do cristianismo pelo Império Romano no século IV, os símbolos cristãos se popularizaram. Hoje, eles incluem tanto símbolos originais (como a cruz) quanto aqueles adotados de outros contextos para expressar ideias cristãs (como a vela).

Esses símbolos simplificam conceitos espirituais complexos, concentrando-nos em sua essência. Eles nos orientam para aspectos profundos da fé, incentivando-nos a explorar seus significados.

A compreensão dos símbolos cristãos mais conhecidos pode nos levar a descobrir as verdades espirituais que representam.

Símbolo 1: A Cruz

símbolo cristão - a cruz


A cruz, um símbolo da fé cristã, representa o sacrifício de Jesus para a salvação da humanidade. Feitas de madeira ou metal, as cruzes tinham várias formas e tamanhos.

Aprenda qual era o Significado da Cruz Antes da Crucificação de Cristo.

Algumas incluem a figura de Jesus, conhecidas como crucifixos. Igrejas exibem grandes cruzes em seus edifícios, enquanto indivíduos as mantêm em casa como fonte de inspiração durante a oração.

Leia também: O Peso da Cruz: Quanto realmente pesava?

A cruz é o principal símbolo do cristianismo, representando a morte sacrificial de Jesus para redimir os pecados da humanidade.

De acordo com João 3:16-17, Deus enviou Jesus ao mundo para oferecer vida eterna àqueles que creem nele, não para condená-los.

A cruz nos lembra desse presente supremo de Deus e da possibilidade de ter um relacionamento com Ele, apesar de nossas falhas.

Símbolo 2: A Pomba

símbolo cristão pomba

As pombas são pássaros elegantes, estreitamente ligados aos pombos. Embora apresentem diversas cores e padrões bonitos, as pombas brancas são destacadas no simbolismo cristão devido ao branco representar tradicionalmente a pureza.

Em Lucas 3:21-22, a Bíblia descreve o Espírito Santo aparecendo como uma pomba no batismo de Jesus:

“Quando todas as pessoas estavam sendo batizadas, Jesus também foi batizado. E enquanto ele orava, o céu se abriu e o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea como uma pomba. E uma voz veio do céu: Você é meu Filho, a quem eu amo; convosco me agrado.” 

Mateus 3:16-17 também descreve esse evento:

“Assim que Jesus foi batizado, saiu da água. Naquele momento o céu se abriu e ele viu o Espírito de Deus descendo como uma pomba e pousando sobre ele. E uma voz do céu disse: Este é meu Filho, a quem eu amo; com ele estou satisfeito.”

Assim, no cristianismo, a pomba simboliza o Espírito Santo.

Além disso, a pomba é um símbolo de paz em nossa fé. Na história do dilúvio mundial na Bíblia, uma pomba é apresentada como símbolo de paz. Deus inundou a Terra devido à corrupção pelo pecado, mas salvou aqueles que eram fiéis, incluindo Noé. Ele os salvou junto com dois de cada criatura da terra e do ar na arca de Noé, para que pudessem repovoar a Terra após o dilúvio.

Após o dilúvio, Noé envia uma pomba da arca, e Gênesis 8:8-11 diz:

“Então ele soltou uma pomba para ver se a água havia baixado da superfície do solo. Mas a pomba não encontrou lugar para pousar porque havia água em toda a superfície da terra; então voltou para Noé na arca. Ele estendeu a mão e pegou a pomba e a trouxe de volta para si na arca. Ele esperou mais sete dias e novamente soltou a pomba da arca. Quando a pomba voltou para ele à noite, havia em seu bico uma folha de oliveira recém-colhida! Então Noé soube que a água havia baixado da terra”. 

Na história, o ramo de oliveira simboliza a paz da nova promessa de Deus para a humanidade. Em vez de permitir a destruição total devido ao pecado, Deus oferece graça e salvação.

Símbolo 3: O Peixe

símbolos cristãos - peixe

Na igreja primitiva, os cristãos usavam um símbolo de peixe chamado Ichthys para identificar a fé uns dos outros em círculos secretos, porque muitos cristãos foram perseguidos durante esse tempo. 

Ichthys é a antiga palavra grega para peixe, e forma a sigla “Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador”. O símbolo do peixe cristão apresenta o contorno de um peixe mostrado com dois arcos que se cruzam.

Jesus usa o simbolismo do peixe quando chama pela primeira vez seus discípulos para se juntarem a ele. Enquanto eles estão pescando em um lago, Jesus os chama. 

Marcos 1:17 registra: “Venha, siga-me, disse Jesus, e eu o enviarei para pescar pessoas.”

A Bíblia frequentemente menciona peixes, que eram um alimento básico para as pessoas durante os tempos bíblicos

Quando Jesus estava ensinando para milhares de pessoas, ele realizou dois milagres notáveis envolvendo comida. Em um deles, ele transformou alguns peixes e pães em comida suficiente para saciar toda a grande multidão.

Esses milagres são descritos na Bíblia como alimentar a multidão, conhecidos individualmente como alimentar os 5.000 e alimentar os 4.000, mencionados em Mateus 14, Marcos 6, Lucas 9, João 6, Mateus 15 e Marcos 8.

Após sua ressurreição, conforme registrado em João 21:1-14, Jesus apareceu a seus discípulos à beira do Mar da Galiléia.

Lá, ele realizou outro milagre: os discípulos pegaram uma quantidade extraordinária de grandes peixes durante a pesca.

Então, Jesus cozinhou alguns dos peixes junto com um pouco de pão e convidou os discípulos a se juntarem a ele para comerem.

Símbolo 4: O cordeiro

Símbolo do cristianismo O cordeiro

Jesus, sendo o cordeiro de Deus, ofereceu-se como sacrifício em nosso lugar. No Antigo Testamento, o cordeiro era usado para expiar os pecados, e cada judeu tinha a obrigação de oferecer um como sacrifício desde os tempos do Egito (Êxodo 12:21-23).

Devido à constante natureza pecaminosa da humanidade, os sacrifícios eram necessários repetidamente, mas eram imperfeitos. Assim, Deus enviou seu Filho como sacrifício perfeito para nos libertar pelo Seu sangue, concedendo-nos vida eterna. Jesus é o cordeiro de Deus que removeu o pecado do mundo (João 1:29).

Desde então, o cordeiro tornou-se um símbolo do sacrifício do Filho de Deus por nós. No catolicismo, o cordeiro é frequentemente representado segurando uma bandeira, simbolizando a Ressurreição e a vitória sobre a morte.

Símbolo 5: A Vela

A Vela - simbolismo cristão

As velas têm servido como símbolos de esperança e iluminação espiritual desde os tempos antigos. Em muitas religiões, incluindo o cristianismo, a luz representa a presença de Deus, que traz esperança e iluminação da sabedoria. 

A Bíblia nos diz em 1 João 1:5 que Deus é luz, e 1 João 1:5-7 nos encoraja a andar na luz do relacionamento com Deus:

“Esta é a mensagem que dele ouvimos e vos anunciamos: Deus é luz; nele não há escuridão alguma. Se afirmamos ter comunhão com ele e ainda andamos nas trevas, mentimos e não vivemos a verdade. Mas se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado”.

Os cristãos adotaram a vela como símbolo do trabalho de Jesus, dando esperança e iluminação ao mundo. Jesus serve como a luz final em nosso mundo, e ele nos chama para nos unirmos a ele, brilhando na escuridão do nosso mundo caído. 

Em João 8:12, Jesus diz:

“Eu sou a luz do mundo. Quem me segue nunca andará nas trevas, mas terá a luz da vida”. 

Durante seu Sermão da Montanha, Jesus exorta todos nós a brilhar nossas luzes dadas por Deus no mundo por meio de boas obras, dizendo em Mateus 5:14-16:

“Você é a luz do mundo. Uma cidade construída sobre uma colina não pode ser escondida. Nem as pessoas acendem uma lâmpada e a colocam debaixo de uma tigela. Em vez disso, eles o colocam em seu suporte e ilumina todos na casa. Do mesmo modo, brilhe a vossa luz diante dos outros, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”.

O símbolo da vela nos lembra que Deus está conosco, então podemos escolher a fé ao invés do medo em qualquer circunstância. Como diz o Salmo 27:1:

“O Senhor é a minha luz e a minha salvação, a quem temerei? O Senhor é a fortaleza da minha vida – de quem terei medo?”

Símbolo 6: O arco-íris

símbolos cristãos - arco íris


Primeiramente, os arco-íris são espetacularmente belos. Revelam as diversas cores da luz visível, estendendo-se em grandes arcos pelo céu.

Contemplar um arco-íris pode ser inspirador, lembrando-nos da maravilha da obra de Deus na natureza e em nossas vidas. No cristianismo, o arco-íris nos lembra da linda fidelidade e graça de Deus.

A Bíblia, em Gênesis 9, explica que o arco-íris é um sinal da promessa de Deus de nunca mais destruir a criação através de um dilúvio, como fez na época de Noé, em resposta ao julgamento do pecado.

Em Gênesis 9:11-16 está escrito:

“Estabeleço minha aliança com vocês: nunca mais toda a vida será destruída pelas águas de um dilúvio; nunca mais haverá um dilúvio para destruir a terra. E Deus disse: Este é o sinal da aliança que faço entre mim e vós e todos os seres viventes convosco, uma aliança para todas as gerações vindouras: pus o meu arco-íris nas nuvens, e será o sinal da a aliança entre mim e a terra. Sempre que eu trouxer nuvens sobre a terra e o arco-íris aparecer nas nuvens, eu me lembrarei da minha aliança entre mim e você e todos os seres vivos de toda espécie. Nunca mais as águas se tornarão um dilúvio para destruir toda a vida. Sempre que o arco-íris aparecer nas nuvens, eu o verei e me lembrarei da aliança eterna entre Deus e todas as criaturas vivas de todos os tipos na terra.”

A glória de Deus também aparece na forma de arco-íris na Bíblia. O profeta Ezequiel descreve uma visão em Ezequiel 1:28:

“Como a aparência de um arco-íris nas nuvens em um dia chuvoso, assim era o resplendor ao seu redor. Este foi o aspecto da semelhança da glória do Senhor. Quando o vi, caí de bruços e ouvi a voz de quem falava”. 

Em Apocalipse 4:3, o apóstolo João menciona que um arco-íris circunda o trono de Deus no céu: “Um arco-íris que brilhava como uma esmeralda circundava o trono.”

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!