Mateus 5:14 Significado de “Vós sois a luz do mundo”

Mateus 5:14 – ACF (Almeida Corrigida Fiel)

“Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte.”

Traduções Bíblicas de Mateus 5:14

Mateus 5:14 – NAA (Nova Almeida Atualizada)

“Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada no alto de um monte.”

Mateus 5:14 – NVI (Nova Versão Internacional)

“Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte.

Mateus 5:14 – O Livro

“Vocês são a luz do mundo. Uma cidade construída no topo de um monte, toda a gente a vê”

Explicação e Comentário sobre Mateus 5:14

Jesus está se dirigindo a seus seguidores neste texto encorajador, mas desafiador. O próprio Jesus é a “luz de toda a humanidade… que brilha nas trevas” (Jo 1:4-5). Ele é a verdade. Jesus veio para revelar a verdadeira natureza de Seu Pai no céu e mostrou como Deus realmente é.

O mundo está em trevas desde a queda do homem no Jardim do Éden. Desde então, satanás tem dominado, e os caminhos do mundo têm dominado os corações e mentes da humanidade.

Jesus diz a seus seguidores que serão eles que levarão sua luz aos lugares escuros do mundo e ao coração humano. É pelo nosso amor que o mundo deve ser capaz de nos reconhecer como o povo de Deus (Jo 13:35). É por nossa ousadia que o mundo deve reconhecer que “estamos com Jesus” (Atos 4:13). Devemos sempre ter o cuidado de fixar nossos olhos no Sumo Pastor, Jesus Cristo, para que possamos continuar a ser a luz na escuridão que ele nos deixou aqui para ser.

Interpretação de Mateus 5:14, as partes chave do versículo

# 1 “Você é a luz do mundo.”

O plano de Jesus o tempo todo era ascender ao céu por uma era que se estenderia por pelo menos dois milênios. Mas ele também pretendia desde o início deixar seu Corpo, a Igreja como sua presença terrena para continuar seu ministério. Ele prometeu estar conosco “até o fim dos tempos” (Mt 28:20). Se ele fosse a luz, certamente pretendia que sua Igreja fosse a luz.

# 2 “Uma cidade construída sobre uma colina…

Em Mateus 5:15, Jesus nos ordena a não esconder nossa luz, mas deixá-la ser vista. A Igreja é um refúgio da ira de Deus que está por vir, mas ela não deve ficar escondida porque o mundo precisa vê-la como um farol de esperança. Aqueles com olhos para ver serão atraídos.

# 3 “…não pode ser escondido.”

Desde o alvorecer da Era da Igreja, os cristãos têm sofrido perseguição com o objetivo de extinguir a fé em Cristo. Mas quanto mais ela é oprimida, mais poderosamente a Igreja atrai os escolhidos para Deus. Mesmo nos lugares onde a Igreja vai à clandestinidade, dela emana uma luz poderosa que atrai as pessoas para Deus. Esta cidade em uma colina não pode e não deve ser escondida. Deixe sua luz brilhar diante dos homens.

Comentários sobre o que Significa Mateus 5:14

comentários bíblicos sobre o versículo

Comentário de Beacon Mateus 5:14

Jesus declarou certa vez: “Eu sou a luz do mundo” (Jo 8:12). Aqui Ele diz aos seus discípulos: Vós sois a luz do mundo (14). Assim como a lua reflete a luz do sol no lado escurecido da terra, a igreja deve refletir os raios do “Sol da Justiça” (Ml 4.2) em um mundo escurecido pelo pecado.

Os cristãos são como uma cidade edificada sobre um monte – uma imagem comum na Palestina. Gostem ou não, eles estão expostos perante o mundo o tempo todo. Não se pode mais escapar de sua influência, assim como ninguém é capaz de fugir de sua própria sombra.

O termo candeia (15) deve se entender como “lâmpada”; alqueire deve se entender como “medida de cereal” ou “cuba de farinha”; velador deve se entender como “castiçal”. Não se usavam velas nos dias de Jesus, mas pequenas lâmpadas de barro do tamanho aproximado da palma da mão de um homem.

Muitas lâmpadas do tempo de Cristo foram desenterradas na Palestina. Nas casas sem janelas daqueles dias, a lâmpada deveria se colocar em um pedestal, ou mais provavelmente em um nicho na parede de barro; ela daria luz a todos aqueles que estivessem na casa. Isto seria literalmente verdadeiro nas casas de apenas um cômodo das pessoas pobres da Palestina. O azeite era o combustível usado nestas lâmpadas.

A luz dos discípulos deveria ser as suas boas obras (16). Se eles brilhassem de forma coerente com aquilo que professavam, ela iria glorificar a Deus. Louvar ao Senhor com a nossa vida é mais importante do que louvá-lo com os nossos lábios

Comentário de Ellicott

Mateus 5:14 – A luz do mundo. Em seu sentido mais elevado ou verdadeiro, a palavra pertence a Cristo, e somente a Ele (Jo 1:9; Jo 8:12). A comparação com a “vela” ou “lâmpada” em Mateus 5:15 mostra, de fato, que mesmo aqui os discípulos são mencionados como brilhando no mundo com um brilho derivado fluindo para eles da Fonte de luz.

Uma cidade que está situada em uma colina. Supondo que o Sermão da Montanha tenha sido pregado de uma das colinas da Galiléia perto dos “chifres de Hattin”, nosso Senhor pode ter olhado ou apontado para Safed, 2.650 pés acima do mar, com uma das maiores vistas panorâmicas da Palestina. Agora é uma das quatro cidades sagradas dos judeus e provavelmente existiu como uma fortaleza no tempo de nosso Senhor. A imagem pode, no entanto, vir das visões proféticas da Sião do futuro, idealizando a posição da Sião real (Isaías 2:2; Miquéias 4:1). Nenhuma imagem poderia expor tão vividamente o chamado da Igreja de Cristo como uma sociedade visível. Para o bem ou para o mal, não poderia deixar de se destacar na história do mundo, cidade de refúgio para os cansados, ou aberta aos ataques do invasor.

Notas de Barnes sobre a Bíblia

Mateus 5:14 – A luz do mundo – A luz do mundo geralmente denota o sol, Jo 11:9. O sol torna os objetos visíveis, mostra sua forma, sua natureza, suas belezas, suas deformidades. O termo luz frequentemente se aplicava a professores religiosos. É preeminentemente aplicado a Jesus nesses lugares, porque ele é, no mundo moral, o que o sol é no mundo natural. Os apóstolos, ministros cristãos e todos os cristãos são luzes do mundo, porque eles, por suas instruções e exemplo, mostram o que Deus requer, qual é a condição do homem, qual é o caminho do dever, paz e felicidade o caminho. que leva ao céu.

Uma cidade situada em uma colina… – Muitas das cidades da Judéia foram colocadas nos cumes ou nas encostas das montanhas e podiam ser vistas de longe. Talvez Jesus tenha apontado para tal cidade e dito a seus discípulos que eles eram como ela. Suas ações não podiam esconder. Os olhos do mundo estavam sobre eles. Eles devem ser vistos; e como esse era o caso, eles deveriam ser santos, inofensivos e imaculados.

Comentário de Matthew Poole Mateus 5:14

Vocês que serão meus apóstolos são tão eminentemente, mas todos vocês que são meus discípulos também são. Cristo é a Luz do mundo Jo 1: 4,9; mas embora o sol seja a luz do mundo, não se segue que a lua e as estrelas também não o sejam: ele é a Luz original, a grande Luz que tem luz de e em si mesmo. Os ministros do evangelho também são as luzes do mundo; os anjos das igrejas são estrelas, Apocalipse 1:20, e as pessoas santas são filhos da luz, 1 Ts 5:5. 

Não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte. A igreja é frequentemente chamada de cidade de Deus. Cristo compara seu povo aqui não a uma cidade, mas a uma cidade sobre uma colina; de modo que tudo para o qual nosso Salvador menciona uma cidade aqui é a conspicuidade de uma cidade assim construída. É como se nosso Salvador tivesse dito: Você precisa ser santo, pois sua conversa não pode ser escondida, assim como uma cidade construída sobre uma colina, que é óbvia a todos os olhos. Todos os olhos dos homens estarão sobre você.

Estudo Bíblico em Mateus 1-13

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo