Símbolo cristão do peixe: 5 fatos de origem e história

Você pode encontrá-lo em qualquer lugar: na camisa de alguém, em um anúncio de jornal, até mesmo na parte de trás de um carro. O símbolo é reconhecido como peixe cristão ou o peixe de Jesus. Se assemelha a um peixe desenhado à mão que às vezes inclui o nome de Jesus no meio. 

Embora o símbolo cristão do peixe tenha ressurgido durante a década de 1960, possui características históricas que atribuem à disseminação e unidade do cristianismo muito antes de ser popular na sociedade atual.

Esses cinco fatos de origem vão encorajá-lo a olhar de forma diferente para o peixe cristão.

Isso pode fazer com que você agradeça ou fique surpreso que uma figura tão simples possa ter impactado tanto a fé cristã.

1. O simbolismo do peixe surgiu dos gregos – Ichthys.

O peixe, que muitos podem ter visto nesta forma <><, origina-se da palavra grega para peixe, “ichthys/ichthus”. Esta palavra é ainda definida no acróstico IXNYy (com o N invertido) que se traduz em:

I – Iota ou Iesous (que significa Jesus)

X – Chi ou Christos (que significa Cristo)

N – Theta ou Theou (que significa Deus)

Y – Upsilon ou Yidos/Huios (que significa Filho)

Y – Sigma ou Soter (que significa Salvador).

Basicamente, o peixe representa a frase de “Jesus Cristo, o Filho de Deus é Salvador”. 

Algumas pesquisas sugeriram que o símbolo do peixe surgiu no primeiro século ou mesmo antes de Jesus morrer na cruz. Mas nada foi confirmado sobre quando o símbolo e seu significado começaram.

2. Os cristãos perseguidos usaram o peixe como código para se encontrarem.

Durante os tempos de perseguição pelos romanos nos primeiros séculos, os cristãos escondidos usavam o símbolo do peixe nos locais para todos se encontrarem e adorarem. 

Eles podiam ser vistos em árvores, em portais ou até mesmo tumbas. E, ao mesmo tempo, várias religiões pagãs usavam o símbolo do peixe  para que não levantassem suspeitas de ninguém sobre o que poderia ser.

3. O peixe poderia ser usado para determinar quem era cristão e quem era inimigo.

Uma história sobre o símbolo do peixe afirma seu uso como uma forma de saber se alguém era cristão ou se procurava perseguir os cristãos. 

Quando duas pessoas se encontravam, o cristão desenhava a primeira metade do peixe na areia. Se a outra pessoa desenhou a metade restante do peixe, corretamente, então o cristão sabia que estava com outro cristão. 

Se fosse desenhado e a outra pessoa não terminasse o peixe, seria como se uma pessoa inocente estivesse apenas desenhando na areia.

Também representava uma maneira de os cristãos se levantarem contra o pecado de idolatria. Predominante entre o império romano e outras culturas da época.

4. O peixe cristão se relaciona com várias referências bíblicas de peixe na Bíblia.

Vários podem ser capazes de recordar referências na Bíblia a peixes. Como Jesus alimentando os cinco mil com cinco pães e dois peixes (Mateus 14:15-21; Marcos 6:34-44; Lucas 9:11-17; João 6:5-13). 

Há também Jesus chamando Seus discípulos para serem “pescadores de homens” (Mt 4:19). O reino dos céus é descrito como uma “rede de arrasto” para reunir todos os tipos para o reino, transmitindo também o exemplo da pesca (Mt 13:47). 

Quem também poderia esquecer que Jesus, após Sua ressurreição, cozinhou peixe para Seus discípulos e provou que Ele era seu Senhor (João 21:9-14).

O que todos esses versículos transmitem é que o peixe representa um elemento significativo da Bíblia. Não foi usado apenas para trazer comunhão e o amor de Jesus a todos, mas também apresentar o reino de Deus de maneira visual e poderosa aos crentes. 

Os versículos abrangem a crença de que quando mostramos o amor e a graça de Jesus aos outros (como uma rede), atrairemos pessoas perdidas para nós que precisam saber que o Salvador as ama.

5. Existem várias outras formas de peixe usadas hoje.

Então, talvez você tenha visto os peixes nos para-choques dos carros, mas eles são mais significantes do que pensava.

Assim como o símbolo do peixe cristão tornou-se popular na década de 1960 em diante, aqueles que acreditam de forma diferente da fé cristã deixaram suas crenças por meio de exibições alternativas do peixe cristão.

Os evolucionistas alteraram o peixe cristão para representar suas crenças.

Quando você encontrar alguém exibindo esses símbolos “únicos” em seus carros ou de outra forma, ore para que elas reconheçam o que Deus está tentando dizer a elas. E dessa forma, encontrem a paz de que precisam no Salvador.

Conclusão sobre o símbolo cristão do peixe

Apenas ter o peixe cristão em uma camisa, ou em qualquer lugar, não é suficiente para substituir um relacionamento com Jesus. Então, pense nisso!

O que se espera é que, ao ver esse símbolo cristão de peixe em algum lugar, você se lembre de Jesus e Seu desejo que todos nós sejamos “pescadores de homens”. 

Leve a sério esse conhecimento do peixe cristão e deixe que ele influencie sua vida e suas escolhas diárias. 

Leia as referências das escrituras. Lembre-se daqueles que usavam este símbolo para adorar seu Senhor quando punido com a morte. Além disso, o desenho simples de um peixe manteve o cristianismo vivo durante os tempos sombrios da história. 

À medida que você aprende mais sobre a verdade por trás desse símbolo memorável, <><, a esperança é que você se sinta atraído a ser um pescador levando outros a Cristo e ao amor de Deus que nunca acaba ou decepciona.


Autora Blair Parke.

Botão Voltar ao topo