4 Conselhos para aqueles que vivem em um casamento infeliz

Ontem, pela primeira vez em muito tempo, eu disse ao meu marido sem nenhuma mentira que agora, acho que vamos conseguir!

Se você não passou por um período realmente difícil ou não vivenciou um casamento infeliz, poderá não entender o quanto essas palavras são significativas.

Antes de mais nada, ficamos presos em rotinas difíceis, profundas e às vezes aparentemente impossíveis. Eu, portanto, sou um exemplo, de quem vivia sentindo que um dia presenciaria o fim do meu casamento. 

A coisa louca é que você não pensaria isso de nós se nos conhecesse. Pois, temos uma família adorável. Meu marido é um homem incrível. Nós dois, contudo amamos a Deus e sobretudo, queremos que nosso casamento funcione. 

No entanto, temos lutado porque somos pecadores, pessoas muito diferentes, e nosso casamento só tem uma chance para dar certo, é manter o poder de Deus em nossas vidas. Sozinhos, não conseguiremos.

Se você passou horas lutando, sentindo-se invisível e não sendo ouvido. Se você jurou que nunca discutiria na frente de seus filhos, mas teve os planos arruinados, porque não suportam a visão um do outro, nós estivemos lá. 

Talvez, você estudou sobre as linguagens do amor, apenas para perceber que você e seu marido são basicamente incompatíveis. Se você lutou com dificuldades em sua saúde mental, esgotamento, solidão, falta de comunicação, amargura, mágoa, raiva e desesperança, eu passei por todos esses vales em meu casamento.

Apesar de tudo, eu lhes digo uma verdade, que nosso casamento só se sustenta porque Deus é gracioso.

Vou compartilhar, portanto, algumas verdades que Deus falou ao meu coração, nos últimos meses, que ajudaram a trazer uma nova esperança em meu casamento infeliz, e sem esperança.

1. Não precisa ser perfeito para ser bonito

Posso ficar tão desanimada porque continuo cometendo os mesmos erros repetidamente. Meu marido continua não me ouvindo da mesma maneira. Continuamos caindo na mesma rotina. Este Espírito sem esperança leva a mais e mais infelicidade em nosso lar.

Deus me tirou desse ciclo de pensamento sem esperança, lembrando-me que ele não é um Deus que requer perfeição para fazer beleza. Na verdade, ele é especialista em pegar as coisas mais quebradas e transformá-las em novas criações. 

Contudo, Isaías 61 fala sobre como ele faz beleza das cinzas. No entanto, pedi a Deus que me ajudasse a ver a beleza que vive em nosso lar e em nosso casamento. Agora, estou entregando ativamente a ele as cinzas da mágoa que nos roubaram.

Quando começo a mudar minha perspectiva, vejo 15 anos cheios de alegria em vez de 15 anos cheios de luta. A alegria de crescer juntos, adorar, fazer amigos, conhecer nossos quatro filhos, ser pais, mudar, servir, relaxar e rir juntos. 

Enfim, nossa história mostra beleza quando entrego os anos de fracassos ao Senhor.

2. Encontre alegria no Senhor

Tanto meu marido quanto eu podemos ser ferozmente teimosos, embora eu ache que ele é mais teimoso do que eu. 

Recentemente, percebi que, embora seja importante me comunicar com meu marido sobre meus sentimentos, não posso mudar o comportamento dele. 

Eu tive, portanto, que desistir do meu desejo de fazê-lo mudar, me ouvir ou fazer algo que ele não tinha feito ao Senhor (isso ainda é uma luta).

Uma parte desse processo de entrega parecia encontrar minha própria alegria no Senhor, que nem sempre dependia de como ele estava. Isso não quer dizer que eu não me importo com o que ele está fazendo, mas que meu bem-estar não depende dele. 

Meu marido é um bom homem, mas ainda é um mero homem, e toda vez que eu busco nele minha integridade quando me sinto ansiosa, deprimida, solitária ou chateada, as coisas simplesmente vão mal. 

Afinal, ele não foi capaz de me dar o que eu estava procurando. Ele continua a se esforçar para crescer como educador, mas nós dois percebemos que esse não é seu conjunto de habilidades naturais.

Encontramos muito mais paz em nosso lar, pois encontrei mais paz no Senhor. Quando sou capaz de regular melhor minhas emoções, expressar melhor minhas limitações ou até mesmo decidir me afastar para orar quando estou esgotado, nosso conflito não aumenta tão rapidamente. 

Contudo, se você está em um período de tensão e luta, em vez de meditar em todas as coisas frustrantes sobre seu parceiro, procure no Senhor maneiras de encontrar paz e força nele. 

Lembro-me de Mateus 7:3-5, que adverte sobre focar no cisco no olho de outra pessoa, enquanto ignora sua própria trave. Comece por você e ore para que Deus ajude seu cônjuge a lidar com suas dificuldades.

3. Invista em Aconselhamento

Um conselheiro cristão de qualidade é um dos melhores presentes que você pode dar a si mesmo e ao seu casamento infeliz. Às vezes precisamos da sabedoria dos outros para nos ajudar a crescer. 

Todo casamento enfrenta conflitos, mas o que faz a diferença para o seu futuro é a sua vontade de crescer e mudar juntos. A maioria de nós luta com egoísmo, raiva, habilidades de comunicação imperfeitas, mágoas, traumas e muito mais.

No casamento, todo esse lixo vem à tona de uma forma impossível de ignorar. Isso não significa que você é fundamentalmente incapaz de ser ou permanecer casado, mas significa que Deus está lhe dando uma oportunidade em seu casamento para crescer e se curar.

Um conselheiro pode facilitar esse processo de crescimento e cura, armando-o com as ferramentas necessárias para prosperar. 

Eles, contudo, podem apontar padrões que são armadilhas em seu casamento e maneiras de ajudar a evitá-los. Seu ouvido imparcial pode ajudá-lo a sentir que tem um espaço seguro para ser ouvido, abrindo espaço para o perdão e a cura. 

Meu marido e eu contamos com a ajuda de diferentes conselheiros ao longo do nosso casamento ao longo dos anos, e isso fez toda a diferença em nossas vidas.

4. Esteja disposto a mudar

Nenhum de nós sonha em viver um casamento infeliz, juntos para sempre. Esse é basicamente o nosso pior pesadelo, mas muitos de nós nos encontramos presos em vidas que não parecem tão cheias de alegria quanto imaginávamos. 

Às vezes, alegria, felicidade, casamento, amor – todas as coisas boas da vida nos levam a estar dispostos a fazer mudanças significativas.

Seu horário de trabalho está criando muito estresse em sua casa? Comece a orar sobre encontrar novos empregos. 

A sua falta de apoio familiar está fazendo com que a paternidade pareça um fardo pesado? Considere se mudar para mais perto da família. 

O trauma passado ou a falta de perdão estão mantendo você preso em um lugar de amargura? Procure conselheiros e médicos que possam ajudá-lo a processar as mágoas de sua vida. 

As mentiras estão impedindo você de estar realmente perto de seu parceiro? Venha limpo e faça o trabalho para curar a ferida que você infligiu. 

A falta de comunidade está levando à depressão e ansiedade em sua casa? Ore e peça a Deus para ajudá-lo a encontrar a comunidade certa para sua família se apoiar!

Vale a pena sacrificar nossas famílias, casamentos e vidas. O mundo nos diria que o amor vem naturalmente e que, se estamos dando muito de nós mesmos, estamos fazendo errado. 

Nós merecemos melhor. Isso é uma mentira. Deus é amor porque deu tudo por nós. Amamos através do serviço, dando, perdoando, protegendo, admitindo, mudando e trabalhando. Não é fácil porque exige muito de nós.

Isso não quer dizer que não haja situações em que o melhor de Deus pareça deixar seu casamento. Quando há abuso, negligência, infidelidade, manipulação ou outras condições inseguras, Deus não deseja que você permaneça nessas circunstâncias. Ele quer que você encontre liberdade, segurança, alegria e cura.

Conclusão

Para a grande maioria de nós, porém, viver em um casamento infeliz, é difícil e estamos lutando sob o peso das muitas responsabilidades que temos nesta vida. 

No entanto, para concluirmos deixo meu encorajamento, que ainda há esperança. 

Deus pode fazer renascer beleza das suas cinzas. Ele ama você e seu cônjuge e deseja aprofundar seu amor, à medida que vocês juntos encontrem o caminho através de suas imperfeições.

Autora: Amanda Idleman

Botão Voltar ao topo