Culto familiar: Guia completo de como fazer um culto em casa

A família não pode se restringir a cultuar a Deus apenas no templo, mas também em casa, no lar. No entanto, muitas famílias cristãs ainda têm dificuldades em se reunirem para cultuar a Deus. Pensando nisso, reunimos nesse artigo dicas valiosas para você organizar e realizar o culto familiar.

O que a bíblia diz sobre culto no lar?

O fundamento bíblico para o culto doméstico se encontra em Deuteronômio 11:19.

“E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te”.

Além disso, a influência dos pais, na formação espiritual dos filhos, é lembrada por Josué, ao declarar:

“Mas se vos parece mal servirdes ao Senhor, escolhei hoje a quem haveis de servir; se aos deuses a quem serviram os vossos pais, que estavam além do Rio, ou aos deuses dos amorroeus, em cuja terra habitais. Porém, eu e a minha casa serviremos ao Senhor” (Josué. 24:15).

A palavra servir nesse texto tem o significado de: trabalhar, atuar. Dando, portanto, a ideia de compromisso e esforço dos pais para repassar aos filhos os valores divinos.

Por exemplo, Abraão foi escolhido pelo Senhor “a fim de que ele ordene a seus filhos e a sua casa depois dele, para que guardem o caminho do Senhor” (Gênesis 18:19).

No antigo testamento

Em Deuteronômio 6:6-7, o povo de Deus recebe a seguinte instrução: “E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te”.

No novo testamento

No Novo Testamento, o apóstolo Paulo instruiu aos pais, para que esses, “criem seus filhos na disciplina e admoestação do Senhor” (Efésios 6:4).

A palavra disciplina nesse texto, tem a ver com tutoria, ou instrução. Isso quer dizer que os pais precisam educar, e se for o caso, corrigir seus filhos para que esse aprendam a temer, e acima de tudo, amar a Deus.

Timóteo é um exemplo de uma criança que foi instruída, desde cedo, nas Sagradas Letras, que o fizeram sábio para a salvação (2 Timóteo 3:15). Tal ensinamento partiu da sua avó, Lóide, e da sua mãe, Eunice (2 Timóteo 1:2-5).

Versículos sobre o culto doméstico

“Portanto, que diremos, irmãos? Quando vocês se reúnem, cada um de vocês tem um salmo, ou uma palavra de instrução, uma revelação, uma palavra em língua ou uma interpretação. Tudo seja feito para a edificação da igreja.” 1 Coríntios 14:26

“E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.” Deuteronômio 6:7

A importância do culto familiar doméstico

O culto doméstico tem grande importância para a família. Principalmente em relação à comunhão que proporciona no lar, quando os membros da família se reúnem para adorar a Deus.

Por isso é essencial que pais e filhos passem a ter momentos juntos na presença de Deus, a fim de lerem a Bíblia, orarem e cantarem hinos de louvor.

Outro valor do culto doméstico é que esse fica marcado na vida dos filhos. Como está escrito em Provérbios 22:6, quando o filho é ensinado na Palavra, é menos provável que esse venha a se desviar quando adulto.

E, caso isso venha acontecer, o filho carregará, por toda vida, as instruções que recebeu na infância.

Além disso, a tecnologia rouba muito tempo da família e o culto no lar contribui para o relacionamento familiar.

Sem falar que os momentos de adoração, no culto em família, favorecem um clima de piedade no lar.

O tempo destinado ao culto doméstico contribuíram para que a família, não apenas dentro, mas também fora do lar, possam ter atitudes mais piedosas (1 Timóteo 4:7).

3 Benefícios do culto familiar doméstico:

O culto doméstico possuem muitos benefícios. Mas, destacaremos aqui 3 deles:

1- Em primeiro lugar, o culto doméstico corrige a prioridade do nosso relacionamento com Deus.

2- Em segundo lugar, o culto doméstico restabelece a comunhão familiar.

3- Em terceiro lugar, o culto doméstico estimula os valores de Deus em nossa vida.

Orientações para o culto em família no lar

O culto em família no lar não precisa ser demorado. Na verdade, é bom que tenha curta duração, não mais que uma hora.

O horário para o culto deve ser apropriado à participação de todos, a fim de que, os membros da família estejam presentes.

Quanto a frequência dos cultos domésticos, isso dependerá da rotina de sua família. Por exemplo, se vocês costumam se reunir na igreja muitos dias na semana, então poderá realizar menos cultos no lar.

Agora, se vocês se reúnem apenas uma ou duas vezes por semana na igreja, então poderá realizar um culto doméstico semanal.

A escolha dos hinos é fundamental. Mas, é importante que seja do agrado de todos, principalmente das crianças.

A leitura bíblica também deve ser bem pensada. É apropriado que seja um texto de fácil compreensão, e além disso, que tenham caráter tanto instrutivo quanto devocional.

Dependendo da faixa etária dos filhos, pode ser necessário a utilização de uma versão com uma linguagem mais fácil.

Comentários rápidos poderão ser acrescentados ao texto, mas é importante ouvir o que os filhos têm a dizer a respeito do texto. Por isso, dê oportunidade a todos.

A oração é um elemento essencial no culto doméstico. Pode ser alternado para que cada culto um membro da família ore.

Além disso, é uma oportunidade para os filhos aprenderem a colocar seus problemas na presença do Senhor.

Sugestão para o programa do Culto familiar

A programação do culto dependerá muito de cada família, como por exemplo, o costume da igreja em que congrega pode influenciar. Mas, com o objetivo de ajudar na sua organização do culto em família, segue algumas orientações:

1- Abertura (Início) do culto familiar

Como iniciar um culto em casa? O culto em família no lar pode se iniciar com a leitura de um Salmo. Posteriormente, uma oração deve ser feita dando a abertura no culto doméstico.

A fim de de ajudar, deixarei um lista de alguns Salmos apropriados para ler ao iniciar o culto.

Salmos para ler em família no culto doméstico

  • “Não entrarei na minha tenda (Lar) e não me deitarei no meu leito”. Salmos 132:3
  • “A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa (Lar); os teus filhos como plantas de oliveira à roda da tua mesa”. Salmos 128:3
  • “Buscarei viver de modo inculpável; quando virás me ajudar? Viverei com integridade em minha própria casa (Lar)”. Salmos 101:2
  • “Os reis e os seus exércitos estão fugindo! Em casa (Lar), as mulheres repartiram o que havia sido tirado dos inimigos”. Salmos 68:12
  • “Não temas quando alguém se enriquece, quando a glória da sua casa (Lar) aumenta”. Salmos 49:16
  • “Sejam fortes, e que se revigore o coração de todos vocês que esperam no Senhor”. Salmos 31:24
  • “HÁ MUITAS BÊNÇÃOS para o homem que ama e obedece ao Senhor andando sempre nos seus caminhos”. Salmos 128:1 
  • “Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa (Lar) do Senhor”. Salmos 122:1
  • “Digam-no os remidos do Senhor, os que ele resgatou da mão do inimigo”. Salmos 107:2 
  • “Obedeçam a Ele de coração alegre; venham à sua presença com música e canções”. Salmos 100:2 
  • “SE O SENHOR não construir a casa (Lar), os pedreiros trabalham em vão. Se o Senhor não proteger a cidade, o trabalho dos guardas é completamente inútil”. Salmos 127:1 

2- Faça uma oração

Essa será uma oração de abertura, portanto, aproveite apara pedir a benção de Deus e entregar esse momento na sua presença.

3- Cante hinos

O louvor é essencial e deve fazer parte do culto familiar. É aconselhável escolher louvores que sejam do agrado de todos os membros da família presentes no culto.

A quantidade dos hinos poderá ser discutida, mas não deve ser mais do 2, para que assim, o culto não seja demorado demais.

4- Incentive a participação de todos

O importante é que todos os membros da família presentes, participem do culto. Pode se dar oportunidade para cada pessoa cantar um hino, contar um testemunho, ler um versículo etc.

5- Faça uma exposição da palavra de Deus

Você ou até um dos filhos, podem comentar o texto lido. É claro, não é uma pregação como na igreja, mas pelo menos uma lição deve ser extraída.

Dê preferências a textos que ensinam princípios para um lar cristão. Por exemplo, você pode falar sobre perdão, gratidão, humildade e outros assuntos que promovem um bom relacionamento na família e sociedade.

6- Ore invocando as bençãos de Deus para toda família

Você pode terminar o culto invocando as bençãos de deus para cada membro da família no lar. Procure citar nessa oração o nome de cada integrante da família e não se esqueça de agradecer a Deus pela oportunidade de se reunirem em família.

Conclusão sobre o culto familiar

A verdade é que, o culto doméstico está sendo esquecido em muitos lares cristãos. Por causa da correria desses dias, muitos já não conseguem reunir a família para cultuar a Deus.

É importante que pais e mães sejam despertados para a realização do culto doméstico, mesmo que esse tenha curta duração.

Se você gostou dessas dicas, então comece hoje mesmo a cultuar a Deus em família. Mesmo, que de começo seja uma simples oração ao se reunirem para a refeição ou no fim do dia. Todo esforço valerá a pena para que tenhamos filhos que cultuem e reverenciem a Deus.

Botão Voltar ao topo