Os 8 melhores Dons adquiridos nas Reuniões familiares

“Toda família, especialmente a  MINHAdeveria comer junto com frequência”, minha avó costumava dizer. E ela trabalhou muito para tornar nossas reuniões familiares, especiais. 

Quase todas as semanas da minha vida, até ir para a faculdade, tive o privilégio de me reunir com minha família em volta da mesa da vovó. 

A avó era especial. Por exemplo, ela não gostava de servir meros produtos comprados em lojas, então colocava vegetais cultivados em casa, para servir em nossos jantares familiares. 

Ela fez maionese caseira, E ela sempre mantinha canudos de queijo caseiro à mão – apenas no caso de uma companhia extra aparecer, é claro .

E eu daria tudo para voltar no tempo e sentar à mesa dela, mais uma vez.

O jantar de Natal na casa da vovó era o meu favorito: peru assado e molho (no Sul, não fazemos recheio) e pãezinhos quentes e amanteigados de fermento com geléia feita com as ameixas do pomar dela. 

E para o caso de não termos carboidratos suficientes, a vovó serviu bolo de caramelo com creme de Natal para a sobremesa. Seu creme foi feito a partir de uma antiga receita de família que foi transmitida por gerações.

Esta semana, quando peguei a receita de creme manuscrita da vovó, me senti tão abençoada. Reuniões de família – quer você perceba ou não – tornam sua vida muito mais rica. 

Mas, honestamente, às vezes eu considero minhas reuniões familiares como garantidas. Eu negligenciei seu significado. E não conseguia entender os dons adquiridos nas reuniões familiares. 

Talvez você também tenha feito isso. Talvez você esteja até temendo se reunir com sua família este ano. Entendo.

Espero que a lista a seguir ajude você (e eu) a abraçar os “presentes” adquiridos nas reuniões familiares.

Esses são portanto os 8 melhores Dons adquiridos nas Reuniões Familiares

1. O Dom da Hospitalidade

A boa cozinha da vovó me inspira a cozinhar refeições especiais para minha família. Como meus filhos cresceram e se foram , não cozinho tanto quanto antes, mas quando o faço, é muito gratificante. 

Em breve todos estarão em casa para o Natal, e enquanto estou fazendo compras no supermercado e fazendo lanches e sobremesas extras, não posso deixar de pensar na vovó. 

De alguma forma, eu sei que ela aprovaria (ela certamente não ligava para fazer dieta). Sou grato pelo rico presente de hospitalidade, um dos dons adquiridos nas reuniões familiares, que ela me concedeu.

2. O Dom de não conseguir o que quer

Nas reuniões de família, nem sempre você escolhe o que quer comer. Quando você come em um restaurante, você pode fazer do seu jeito. Mas em um jantar em família, você tem que comer o que o anfitrião escolher servir. 

Isso me ensinou uma lição valiosa. Se eu tivesse crescido recebendo exatamente o que  eu queria todas as noites para o jantar, eu não teria aprendido a gostar de quiabo frito, tomates frescos de verão e caçarola de alcachofra. 

Claro, havia coisas que eu simplesmente não conseguia aprender a amar – como fígado bovino – mas isso me ensinou a recusar comida educadamente. 

Nem sempre seguir o seu caminho ensina você a apreciar o tesouro da perspectiva do outro. 

3. O Dom da Gratidão

“Há milhões de crianças famintas na China, então seja grato pelo seu jantar”, meus pais costumavam dizer. (Talvez o seu tenha dito a mesma coisa) Isso me ensinou a ser grato pela comida na nossa mesa, mesmo que eu não gostasse. 

Ajudar na cozinha me ensinou a apreciar quem cozinhava. Mostrou-me quanto esforço e amor as refeições em família exigem. 

Quero estender esse mesmo tipo de amor cozinhando para minha família também, mesmo que pareça um pouco diferente (não posso fazer pãezinhos de fermento). Essa é a grande vantagem de servir aqueles que você ama, você pode fazer isso de várias maneiras. 

E espero que um dia, minha família (e a sua) aprecie nosso esforço, pois, quão maravilhoso esse dom adquirido nas reuniões familiares, o Dom da gratidão.

4. A Dádiva do Amor

A avó gostava de usar porcelana fina, cristal e guardanapos de linho branco. E enquanto sua mesa era linda, a verdadeira beleza vinha do amor sincero que ela dava a cada pessoa.

Às vezes, faço as reuniões familiares tão complicadas que perco de vista o meu propósito: fazer com que cada pessoa se sinta amada. 

Mesmo que você não cozinhe bem, reserve um tempo para sentar com sua família para uma refeição. A porcelana fina não é necessária – apenas mantenha-a simples. Não precisa ser uma extravagância culinária durante todo o dia. Apenas convide sua família para compartilhar a abundância de Deus com você e tente fazer com que cada um se sinta amado.

5. O Dom da Comunidade

Em todos os feriados, eu sempre podia contar com a reunião com minha família. Embora eu nunca tenha recebido um convite, de alguma forma, eu sabia que pertencia. Agora, vejo que âncora estabilizadora isso foi na minha vida. Como um ímã, as refeições da vovó uniram nossa família. E quando surgiram conflitos, ela trabalhou duro para manter a paz

Cada reunião familiar é uma oportunidade para construir relacionamentos mais fortes. Na sua próxima reunião, tente estabelecer um tom positivo e de aceitação . Relembre uma memória engraçada, juntos. 

Vá ao redor da mesa e peça a cada pessoa que compartilhe algo interessante sobre seu ano. Use a ocasião para promover um senso de comunidade amorosa.

6. O Presente das Memórias

Lembro -me de quando minha bisavó ria muito, sua dentadura superior às vezes saltava. Quando isso acontecesse, toda a nossa mesa dava gargalhadas – especialmente ela (ela tinha um grande senso de humor).

Meu pai, que também é escritor, nos encantou com seus contos ricos e coloridos. E uma vez, meu irmão acidentalmente cuspiu chocolate quente na toalha branca da vovó. Cobrimos o chocolate com nossos pratos para que ela não notasse, mas ela percebeu, de qualquer maneira. 

Claro, lembro-me de tempos que não eram tão felizes. Tivemos nossa cota de desentendimentos. E houve alguns anos em que preferia comer com meus amigos, mas isso também faz parte de estar em família. 

Mesmo que não sentíssemos vontade de estar juntos, nos reunimos de qualquer maneira. E agora percebo que rica bênção isso foi, de fato. Tanto quanto você puder, tente presentear sua família com lembranças alegres da hora das refeições.

7. O Dom de compartilhar sua fé nas reuniões familiares

Nossa família nunca se sentava para comer sem orar . Nem uma vez. Compartilhamos nossa fé agradecendo ao Senhor como um grupo. Fizemos uma pausa em nosso caos para honrá-Lo. Isso me ajudou a reconhecer que nossa fé, família e comida eram bênçãos de Deus.

Ao se reunir com sua família, certifique-se de orar juntos . Pare por alguns minutos para honrar o Senhor. Inclua Deus na conversa, se puder. Memórias de fé compartilhada causam uma impressão duradoura, especialmente nas crianças. 

8. O Dom da Esperança

Ao se reunir ao redor da mesa com sua família este ano, pense nisso como um símbolo de sua esperança. Se você é um cristão, então um dia você se reunirá em torno de uma mesa farta no reino de seu Pai. 

Jesus disse: “Muitas pessoas virão do oriente e do ocidente e se sentarão e comerão com Abraão, Isaque e Jacó no reino dos céus” (Mateus 8:11). 

Que reunião de família abençoada será!

Mesmo com as muitas distrações da vida, faça um esforço para reunir sua família. Se você não tem família, reúna-se com seus amigos. Faça memórias ricas. Pratique a hospitalidade. Cozinhe algo especial ou peça. Mas faça o que fizer, não perca de vista as ricas dádivas de reunir para comer, compartilhar, abençoar e amar.

Autora: May Patterson 
Adaptado por: Biblioteca do Pregador

Indiara Lourenço

Mãe, esposa e serva que ama fazer a obra de Deus. Contagia a todos com sua alegria está sempre incentivando com palavras motivadoras!
Botão Voltar ao topo