Mateus 19:14 Significado de “Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam”

Mateus 19:14 – ACF (Almeida Corrigida Fiel)

“Jesus, porém, disse: Deixai os meninos, e não os estorveis de vir a mim; porque dos tais é o reino dos céus.”

Traduções Bíblicas de Mateus 19:14

Mateus 19:14 – NAA (Nova Almeida Atualizada)

“Jesus, porém, disse: Deixem os pequeninos e não os impeçam de vir a mim, porque dos tais é o Reino dos Céus.”

Mateus 19:14 – NVI (Nova Versão Internacional)

“Então disse Jesus: Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas”.

NTLHMateus 19:14 (Nova Tradução Linguagem de Hoje)

Aí ele disse: Deixem que as crianças venham a mim e não proíbam que elas façam isso, pois o Reino do Céu é das pessoas que são como estas crianças.

Explicação e Comentário de Mateus 19:14

Mateus 19:14 – Os discípulos lutaram contra o orgulho e a presunção até o dia de Pentecostes. O remédio comum de Jesus era usar a atitude e a humildade das crianças como algo a se imitar. 

Seus seguidores estavam obcecados com sua própria grandeza e, em muitos aspectos, eram semelhantes ao mundo nesse sentido.

Jesus entendeu que isso era uma armadilha de satanás, que havia tentado a Cristo da mesma forma no deserto (Lucas 4:6).

Jesus não apenas dedicou tempo para passar com as crianças para abençoá-las, mas também disse que a elas pertence o Reino dos Céus. Ele constantemente virou suas noções mundanas de rei e reino de cabeça para baixo, fazendo com que muitos se afastassem dele. 

Somente aqueles com “ouvidos para ouvir” (Marcos 4:12) seriam capazes de aceitar esta mensagem que tanto vai contra as inclinações naturais do homem pecador.

Interpretação de Mateus 19:14, as partes chave do versículo:

“Jesus disse”

A Bíblia é a Palavra escrita de Deus. Gênesis 1:1 poderia ter começado, “disse Jesus”. Mas aqui a Palavra escrita relata a Palavra falada, pela Palavra feita carne (João 1:14). Tudo isso é infalível. Tudo isso é inspirado. Algumas delas são de maior significado. 

Este versículo está no topo da lista de verdades fundamentais sobre a natureza de Deus e o que ele deseja de nós por meio da humildade.

“Deixai vir a mim as criancinhas”

Nas igrejas locais de Jesus, o ministério infantil geralmente é subestimado porque as crianças não são devidamente valorizadas. Quando são valorizadas, muitas vezes é de forma errada e por razões erradas.

Até mesmo os pais cristãos prejudicam seus filhos, tornando-os o centro do universo e do lar. Em vez disso, devemos dar atenção ao seu caráter, ensinando-lhes que Deus é o centro do universo.

“E não os impeça”

A má educação dos pais “impede” as crianças de virem a Jesus. Criar filhos com raiva, deixar de aplicar disciplina amorosa e deixar de mostrar pelo exemplo o caminho para ser um discípulo são maneiras comuns de impedir que as crianças venham a Jesus. Na igreja ocidental hoje, o erro é entreter demais as crianças. 

O verdadeiro objetivo de muitas igrejas não é o discipulado das crianças, mas sim a atração das famílias para a igreja em competição com outras igrejas. Como resultado, assim que as crianças crescem acabam deixando a igreja.

“Porque o reino dos céus pertence a tais como estes.”

A fé infantil exige grande coragem. Jesus parecia querer dizer que as crianças têm um lugar especial no Reino de Deus, mas também aqueles que se comportam como crianças de uma certa maneira (Marcos 9:36) herdarão o Reino. Deus nos chama para confiar nele como uma criança que confia em seu pai. 

Deus nos chama a não pensar muito em nós mesmos e a ver nossa identidade em nosso Pai celestial, da mesma forma que uma criança busca identidade em seu pai terreno.

Comentários sobre o que Significa Mateus 19:14

Comentários sobre o que Significa Mateus 19:14

Comentário de Beacon Mateus 19:14

Esse breve e maravilhoso episódio estão nos três Evangelhos Sinóticos (Mc 10:13-16; Lc 18:15-17). Pais amorosos trouxeram seus filhos a Cristo, para que lhes impusesse as mãos e orasse (13). Carr diz: “Parece que era costume levar as crianças judias à sinagoga para serem abençoadas pelo Rabino”.

Os discípulos se ressentiam dessa imposição sobre o tempo e a resistência do seu Mestre. Eles censuravam aqueles que traziam suas crianças. Achavam que elas não tinham importância, assim como alguns obreiros da igreja atualmente. Mas a atitude de Jesus era muito diferente.

Ele disse: Deixai – “permitam”, “consintam” – os pequeninos e não os estorveis – “não os impeçam” – de vir a mim (14). O Senhor apreciava muito recebê-los de bom grado. Então, Ele acrescentou: porque dos tais é o Reino dos céus.

A palavra grega também pode significar “aos quais pertence o Reino dos céus”, ou “o Reino dos céus é composto dos tais”. Na verdade, as duas ideais são verdadeiras. “Amor, simplicidade de fé, inocência e, acima de tudo, humildade, são as características ideais das criancinhas, e dos súditos do reino.

Comentário de Wiersbe

Mateus 19:14 – Os pais levaram as crianças que Jesus as abençoassem. Essa passagem não se refere, de maneira alguma, ao batismo nem mesmo à salvação, pois as crianças que ainda não tem capacidade de prestar contas de seus atos (Is 7:16) sem dúvida alguma se salvarão pela morte de Cristo (Rm 5:17-21). As crianças nascem pecadoras (SI 51:5), mas se morrem antes de poder prestar contas de seus atos, são regeneradas e levadas para o céu (2 Sm 12:23; SI 23:6).

Essas crianças que Jesus pegou no colo e pelas quais orou certamente se sentiram privilegiadas. O costume atual de consagrar nossos filhos ao Senhor procura seguir esse exemplo. Como são felizes as crianças cujos pais estão casados na vontade de Deus, procuram obedecer ao Senhor e as levam até Jesus para serem abençoadas.

Comentário Conciso de Matthew Henry

Mateus 19:14 – É bom quando nós mesmos vamos a Cristo e trazemos nossos filhos. As crianças pequenas podem ser trazidas a Cristo como necessitadas e capazes de receber bênçãos dele e tendo interesse em sua intercessão. Podemos apenas implorar uma bênção para eles: somente Cristo pode ordenar a bênção. 

É bom para nós que Cristo tenha mais amor e ternura nele do que o melhor de seus discípulos. E vamos aprender com ele a não desencorajar nenhuma alma bem-intencionada em sua busca por Cristo, embora sejam apenas fracos. Aqueles que vão a Cristo, ele de maneira alguma lançará fora. Portanto, ele fica mal com todos os que proíbem e tentam excluir aqueles a quem ele recebeu. E todos os cristãos devem levar seus filhos ao Salvador para que ele os abençoe com bênçãos espirituais.

Notas de Barnes de Mateus 19:14

Mateus 19:14 – Jesus disse: Deixai as criancinhas… Marcos acrescenta, ele ficou muito descontente com o que os discípulos disseram. Foi algo muito gratificante para ele e algo que ele sinceramente buscava: que trouxessem as crianças até ele, mesmo em situações não apropriado para os outros interferirem.

Desses é o reino dos céus – Em Marcos e Lucas é dito que ele imediatamente acrescentou: “Todo aquele que não receber o reino de Deus como uma criança, não entrará nele”. Quem não for humilde, sem ambição e dócil, não será um verdadeiro seguidor de Cristo ou um membro de seu reino. De tais como estes – isto é, de pessoas com temperamentos como estes – a igreja deve ser composta. 

Ele não diz dessas crianças, mas de pessoas que se assemelham a elas, ou são como elas em temperamento, o reino dos céus é feito. Tão emblemático, portanto, do que seus próprios seguidores deveriam ser, e como tendo traços de caráter tão fortemente parecidos com o que ele exigia de seus seguidores, era apropriado que eles fossem trazidos a ele. Ao mesmo tempo, era apropriado, por conta própria, que eles fossem trazidos a ele e que sua bênção fosse buscada neles.

Estudo da Visão de Mateus 14-28

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.
Botão Voltar ao topo