3 Motivos Principais que Levaram o Jovem Sansão à Queda

O jovem Sansão foi um nazireu de Deus que julgou Israel durante 20 anos, ele ganhou fama notoriedade na Bíblia sagrada por sua força descomunal. 

Porém, apesar de muito usado por Deus e ser muito querido por seus pais, aquele Jovem sempre se Inclinava aos estranhos filisteus. Desconsiderava os conselhos dos pais e as ordenanças de seu Deus.

Deste modo, quando lemos a Bíblia, vemos que Sansão é apresentado como um jovem inconstante, sem o temor do Eterno e nenhum respeito pelo seu nazireado.

Ao decorrer deste estudo Bíblico, nós iremos entender mais um pouco sobre este jovem juiz, dando  ênfase a estes 3 motivos principais que o levaram à queda.

1. ° Sansão Não Obedeceu os Conselhos de Seus Pais

A primeira coisa que podemos destacar como motivo principal para à queda de Sansão, foi a sua desobediência aos seus pais. 

Ele era filho único, acredito que ele teve tudo do bom e do melhor, somado a muito amor e cuidado. Porém, não escutava os seus pais, e isto foi um dos primeiros motivos para sua ruína.

Sabemos que antes mesmo de ser gerado, a mãe de Sansão seguia rigorosamente todas as ordenanças do anjo (Jz 13).

Ou seja, ela não tomava vinho, nem bebida forte, ou comia do fruto da vida. Assim, podemos concluir que, do período de sua meninice até a fase adulta, no que coube a seus pais, ele teve uma boa criação nos caminhos do Eterno.

Na cultura israelita daquela época, o pai era quem fazia tudo pelo filho. Ele era responsável por criá-lo no temor da palavra de Deus; e, por fim, entregar-lhe uma mulher para que ele construísse uma família.

Todavia, em momento algum Sansão “esperou” no pai, ele quis fazer de acordo com aquilo que via. A moça parcial agradável aos seus olhos, a família dela aparentava ser amigável, mas o final foi decepcionante.

Fica o conselho aqui para juventude, nunca faça aquilo que parece reto aos seus olhos, o final pode ser caminho de morte (PV 14:12). Espere no seu Pai (Deus) que tudo dará certo.

2. ° O Jovem Sansão Não Levava a Sério Seu Nazireado

A palavra “nazireu” deriva do termo hebraico “nazir”, que significa “separado” ou “consagrado”.

A pessoa se tornava nazireu de duas formas, fazia um voto especial de consagração a Deus, comprometendo-se a seguir certas restrições e práticas durante um período determinado, ou por nascimento.

De maneira geral, o nazireado incluía três principais restrições:

  • Abstinência de bebidas fermentadas e produtos derivados da uva.
  • Evitar contato com os mortos (animais e pessoas), o que significava não participar de funerais ou entrar em locais onde houvesse cadáveres.
  • Abster-se de cortar o cabelo durante o período do voto.

Os dois exemplos de nazireus natos incluem estes dois homens, a saber, Sansão e Samuel. Este por ter sido oferecido a Deus por ter ouvido à súplica de Ana, sua mãe, e aquele por ter sido santificado por Deus desde o ventre (Jz 13:5).

Esses indivíduos nasceram sob votos nazireus desde o nascimento, o que significava que eles seriam nazireus por toda a vida. No entanto, a maioria dos nazireus faziam votos temporários por um período específico.

Sabemos que independente de ser nazireu por voto ou por nascimento, eles teriam que respeitar e honrar esse compromisso.

No caso do Jovem Sansão, ele acabou desrespeitando seu Nazireado por um motivo claro, no caso do mel do corpo do leão apodrecido (Jz 14:8-9).

Todavia, há a possibilidade dele ter provado uvas também, já que quando ele achou Dalila ela estava no vale de Soreque, que quer dizer vinhas escolhidas.

3. ° O Jovem Sansão Não Respeitou o Chamado

Por esses dois motivos apresentados anteriormente, chegamos a um terceiro que coloca o Jovem Sansão em uma posição crítica.

Embora, inicialmente, tenha respondido ao chamado de Deus, falhou ao cumprir os requisitos básicos de conduta de alguém comprometido com o Eterno.

Sansão não queria saber de agir com princípios, pra ele valia a emoção. É tão tal, que ele fez do que fez, quando foi “traído” pelo pai da sua primeira mulher, fazendo aquela confusão toda.

Aquilo tudo já deveria ser suficiente para aquele jovem cair em si, mas, depois de um tempo, desceu a Gaza para se prostituir (Jz 16:1).

A vida de Sansão tinha u único propósito: “livrar o povo israelita”; todavia ele escolhia cada vez mais contato com seus inimigos.

Quer dizer, o jovem Sansão brincava com o inimigo. Ele nunca levava a sério o seu propósito de Vida.

Até que caiu nas mãos de uma mulher estranha que lhe seduziu e descobriu o segredo de sua força. Derrotado e cego, Sansão serviu de troféu aos seus inimigos (Jz 16:23).

Considerações Finais

Ao estudarmos a história de Sansão, o Espírito santo de Deus nos ensina como podemos aprender com os erros desse homem. Ele poderia ter uma longa e feliz vida com Deus julgando Israel, todavia caiu nas mãos de seus inimigos que acabaram lhe cegando.

O resultado do pecado é devastador na vida de qualquer pessoa, todavia para o que exerce a posição de liderança é sempre mais triste e devastador.

Deus pode permitir muitas “fugidinhas”, embora nunca seja de acordo, mas um dia a conta chega. Portanto, sejamos leais ao nosso compromisso com Ele.

Se gostou do post continue em nosso site:

Mesequias Maadson

Sou acadêmico de Letras e Teologia, poeta, escritor publicado e autor de livro. Com vasta experiência na liderança da E.B.D. da minha igreja por 10 anos, também auxiliei por alguns anos o pastor vice-presidente do ministério. Apaixonado por estudar a Bíblia, compartilho meus conhecimentos por meio de redações e comentários sobre os textos da nossa lição. Além disso, sou compositor de canções românticas e espirituais, disponibilizando músicas para cantores.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo