O que significa a palavra grega Kairos na Bíblia?

Kairos. Os fotógrafos costumam chamá-lo de “hora de ouro” ou “hora mágica”, aquele momento logo antes do pôr do sol ou logo após o nascer do sol, quando a iluminação dá aquele brilho perfeito, dando aos assuntos uma tonalidade suave, quente e fotogênica. 

As noivas agendam seus retratos de casamento em torno dele, pois parece quase mágico, afinal, tudo parece exatamente como deveria durante a hora de ouro, certo, natural e impecável. 

Mas há um momento ainda melhor na vida do que a “hora de ouro”, um tempo tão verdadeiro e perfeito que só poderia ser projetado pelo Mestre do Universo, o próprio Deus. 

Os gregos antigos usavam a palavra kairos para isso, e significa “tempo” ou “estação” por definição, mas kairosé mais do que mero tempo. É como um momento perfeito, um momento especial e oportuno, um momento aparentemente projetado apenas para “isso”, seja o que for “isso”. E para os cristãos, kairos significa algo muito mais profundo.

O que significa a palavra grega kairos na Bíblia, e como seu significado influencia a vida cristã?

O que Kairos significa em grego e onde aparece na Bíblia?

De acordo com a Concordância Grega de Strong, kairos significa tempo ou estação, e é um substantivo usado para representar uma estação ou oportunidade apropriada, uma ocasião. 

O Léxico Grego de Thayer observa que vem da palavra raiz káraque significa cabeça ou cume, e que kairos se entende universalmente como um tempo “certo” ou “fixo”, ou mesmo o tempo “certo” ou “designado”. Vemos kairos usado dessa maneira na Bíblia. 

Por exemplo, em Lucas 1:20, Zacarias não acreditou nas notícias quando o anjo de Deus revelou que sua esposa, Isabel, daria à luz um profeta, então o anjo disse a Zacarias que ele não poderia falar até que esse milagre realmente acontecesse. Como o anjo disse:

“E agora você ficará calado e não poderá falar até o dia em que isso acontecer, porque você não acreditou nas minhas palavras, que se cumprirão no tempo determinado” (Lucas 1:20). 

O grego original usado aqui foi kairon, uma versão de kairos, traduzida por estudiosos para o inglês como o “tempo designado”.

No Evangelho de Marcos, depois que João foi preso, nos é dito que foi quando Jesus foi para a Galiléia, proclamando o Evangelho. “Chegou a hora, disse ele. O reino de Deus está próximo. Arrependa-se e creia nas boas novas!” (Marcos 1:15). 

Aqui, o grego original para “tempo” é kairos. Não é qualquer hora, mas “a” hora designada por Deus para que Sua Palavra seja compartilhada por meio de Seu Filho, Jesus. 

A Bíblia de Estudo NIV chama esse uso de kairos de “não apenas o tempo cronológico, mas o tempo decisivo para a ação de Deus”. 

O Comentário de Aplicação da NIV leva essa noção um passo adiante, observando: “Marcos não está interessado em nos dizer quando precisamente isso ocorreu no calendário humano. A única coisa que conta para ele é o tempo visto do lado divino”.

Este kairos é um momento especial, o momento escolhido. É o tempo de Deus, poderoso e certo, fixado por Ele e para Seus propósitos. 

Note que kairos é diferente de chronos

Chronos, uma sequência de momentos mais linear e quantitativa, também se refere ao tempo, mas kairos não se refere necessariamente à duração cronológica do tempo, mas sim ao próprio momento, a estação, a versão não linear e qualitativa do tempo. 

Ou seja, kairos é como o Tempo (com T maiúsculo), não o tempo.

Exemplos de Kairós na Bíblia

Um exemplo de kairos na Bíblia é quando Jesus ensina sobre a parábola do joio em Mateus 13

Jesus usa o exemplo do trigo e do joio para ilustrar o reino dos céus, observando que um agricultor não arranca o joio quando começa a crescer, pois isso também pode arrancar o trigo junto com ele. Em vez disso, as ervas daninhas e o trigo devem crescer juntos até a colheita, o tempo certo/designado (kairos). 

É quando os ceifeiros “primeiro colherão as ervas daninhas e as amarrarão em feixes para queimarem; depois ajunta o trigo e traze-o para o meu celeiro” (Mateus 13:30).

Jesus nos diz ao longo das Escrituras que este tempo de colheita, também chamado de Dia do Julgamento, ninguém conhece, exceto o Pai (Mateus 24:36, Marcos 13:32).

No Evangelho de Lucas, Jesus diz que o Pai recompensará Seus servos fiéis no “tempo apropriado” (Lucas 12:42). 

E mais tarde, depois de montar o jumento em Jerusalém menos de uma semana antes de sua crucificação, Jesus chora, lamentando todo o horror que a cidade experimentará um dia. 

Jesus diz em Lucas 19:44: “E te derrubarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não conheceste o tempo da tua visitação.”.

Eles não honraram o tempo determinado por Deus, o kairos, momento em que Ele escolheu enviar Seu Filho a eles. E por isso, Jesus chora. Eles vão sofrer.

Jesus não é o único que se referiu ao kairos na Bíblia. Quando Jesus expulsou demônios de dois homens possuídos em Mateus 8, os demônios reconheceram Jesus como o Cristo e o atacaram violentamente. “O que você quer conosco, Filho de Deus? eles gritaram. Você veio aqui para nos torturar antes da hora marcada?” (Mateus 8:29).

Kairos também aparece em livros além dos Evangelhos 

Em 2 Coríntios 6, o apóstolo Paulo ecoa o convite divino de Deus no Salmo 32:6, observando que Deus se refere a um tempo de Seu favor. 

Acredite agora, antes que seja tarde demais, Paulo exorta a igreja primitiva, pois “agora é o tempo do favor de Deus, agora é o dia da salvação”. 

E em Gálatas 6:9, Paulo também exorta as pessoas a permanecerem fortes em sua fé e suas boas obras: “Pois no tempo certo colheremos, se não desistirmos”.

Todas essas ocasiões, esses momentos kairós, não são conhecidos com precisão, mas devemos saber que eles acontecem por vontade e ordem de Deus. E devemos ter fé e esperança de que eles realmente ocorrerão, embora ninguém saiba a hora exata ou dia.

Como o significado de Kairós influencia a vida cristã?

É esse conceito de não saber sobre o kairos, quando acontecerá, ou exatamente como será que pode ser difícil para alguns cristãos. 

Afinal, os primeiros cristãos agiam como se esperassem que Cristo voltasse a qualquer dia. Hoje também clamamos com urgência “arrependei-vos e sereis salvos”, sabendo que, como disse Jesus, só Deus sabe quando esse tempo será. 

Como, exatamente, vivemos como cristãos quando não sabemos exatamente o que esperar? É aí que existe o desafio e a oportunidade.

Às vezes, pensamos erroneamente que temos todo o tempo do mundo, sem saber que podemos morrer amanhã em um acidente ou desastre natural. 

Outras vezes, nos sentimos desencorajados ou excessivamente confiantes de que o dia está longe no futuro. Afinal, estamos esperando o “fim do mundo” há séculos, mas ainda não aconteceu. 

Mas, como nos é dito em Hebreus 11:1, “Fé é confiança naquilo que esperamos e certeza daquilo que não vemos”.

Deus nos chama para sermos pessoas de fé, confiar Nele, na Sua perfeita vontade e no Seu tempo perfeito. Pode ser um desafio esperar pacientemente em Deus e no Seu tempo. Mas esse desafio é algo que Deus nos pede para fazer, e assim devemos fazer com alegria, esperança e amor uns pelos outros. 

Também influencia em fazer o que Deus pede quando Ele pede. 

Por exemplo, podemos sentir um empurrão para falar com uma pessoa em particular. Esse “empurrão” é na verdade o Espírito Santo nos guiando para um momento kairos para ser usado para os propósitos de Deus.

O cristão hoje tem o desafio de deixar seu próprio conceito de tempo e de fato não se preocupar com o tempo, mas sim confiar no Senhor. Todas as coisas cooperam para a glória de Deus e o Seu tempo deve ser priorizado em nossas vidas.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!