10 Salmos que Jesus citou e o significado em sua vida e ministério

Os Salmos são uma coleção de cânticos e orações poéticas encontradas no Antigo Testamento da Bíblia. Esses textos são uma fonte rica de consolo, orientação e adoração para o povo de Deus em todas as épocas. Durante seu ministério terreno, Jesus frequentemente citou os Salmos em seus ensinamentos e discursos. Se você quer saber os Salmos citados por Jesus, então fique comigo e confira tudo neste artigo!

Jesus cita o Antigo Testamento?

Sim, Jesus cita frequentemente o Antigo Testamento em seus ensinamentos e discursos. Ele usa as Escrituras para provar que suas ações e palavras foram previstas pelos profetas e para explicar a natureza de seu ministério.

Além disso, Jesus usa as Escrituras para ensinar e encorajar seus seguidores a viver de acordo com a vontade de Deus. Em várias ocasiões, ele cita os Salmos, os Profetas e a Lei de Moisés para explicar a importância do amor a Deus e ao próximo, a necessidade de arrependimento e a chegada do Reino de Deus.

Em resumo, o Antigo Testamento era uma parte integral do ensinamento de Jesus e da sua mensagem, inclusive os Salmos.

Qual era a importância dos Salmos nos tempos de Jesus?

Os Salmos tinham uma importância central para as pessoas nos tempos de Jesus. Eles eram parte fundamental da liturgia judaica e eram recitados nas sinagogas e no Templo durante as orações diárias e festivais religiosos.

Além disso, os Salmos eram uma fonte de consolo, orientação e adoração para o povo de Deus em todas as épocas. Eles expressavam as emoções humanas de maneira poética e profunda, e mostravam como se relacionar com Deus em meio às alegrias, tristezas, dúvidas e angústias da vida.

Para Jesus e seus discípulos, os Salmos eram uma fonte de inspiração e ensino. Eles usavam esses cânticos e orações para expressar sua devoção a Deus, para encontrar conforto e orientação espiritual, e para entender as promessas e propósitos de Deus revelados nas Escrituras.

Além disso, os Salmos eram citados por Jesus para mostrar como sua própria vida e ministério eram uma continuidade do propósito redentor de Deus para a humanidade, e como sua morte e ressurreição foram cumprimento das profecias contidas nas Escrituras.

Aqui estão 10 Salmos que Jesus citou e como ele os aplicou em sua vida e ministério:

Salmos citados por Jesus

1. Salmo 22:1

“Eli, Eli, lemá sabactâni?” (Mateus 27:46)

Jesus citou esse Salmo no momento em que estava sendo crucificado na cruz. Essas palavras hebraicas significam “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?”. Isso mostra que, mesmo em seu momento de maior sofrimento, Jesus se voltou para as Escrituras para encontrar conforto e esperança.

2. Salmo 31:5

“Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito” (Lucas 23:46)

No momento em que estava prestes a morrer, Jesus recitou essas palavras do Salmo 31 para expressar sua confiança total em Deus. Isso mostra a profunda fé de Jesus em seu Pai celestial, mesmo quando estava enfrentando a morte.

3. Salmo 35:19

“Odeiem-me sem razão” (João 15:25)

Neste Salmo, o salmista expressa sua angústia diante da perseguição injusta. Jesus citou essas palavras para descrever a hostilidade que ele enfrentou em seu ministério, onde ele foi perseguido, caluniado e finalmente condenado à morte.

4. Salmo 41:9

“Até o meu melhor amigo, em quem eu confiava, aquele que partilhava do meu pão, voltou-se contra mim” (João 13:18)

Jesus citou essas palavras do Salmo 41 para se referir a Judas Iscariotes, que o traiu por 30 moedas de prata. Essa citação mostra como Jesus, o Messias, seria traído por aqueles que estavam próximos a ele.

5. Salmo 68:18

“Tu subiste ao alto, levando cativos os teus prisioneiros; recebeste homens como tributo, até mesmo rebeldes, para estabeleceres a tua morada” (Efésios 4:8)

Esse Salmo é uma celebração da vitória de Deus sobre seus inimigos. Jesus citou essa passagem para descrever sua ascensão ao céu após sua morte e ressurreição. Isso mostra como a vitória de Jesus sobre o pecado e a morte é uma vitória divina.

6. Salmo 78:2

“Abrirei a minha boca em parábolas; revelarei coisas ocultas desde a criação do mundo” (Mateus 13:35)

Jesus citou essa passagem do Salmo 78 para explicar por que ele usava parábolas para ensinar às pessoas. Ele estava cumprindo a profecia do Salmo 78, que dizia que o Messias revelaria coisas ocultas desde a criação do mundo para que as pessoas pudessem entender melhor as verdades espirituais.

7. Salmo 110:1

“Disse o Senhor ao meu Senhor: ‘Senta-te à minha direita, até que eu ponha os teus inimigos debaixo dos teus pés'” (Mateus 22:44)

Esse Salmo é uma profecia messiânica que descreve a exaltação do Messias à destra de Deus. Jesus citou esse Salmo para mostrar que ele era o Messias prometido nas Escrituras e que estava acima de todos os líderes religiosos da época.

8. Salmo 118:22-23

“A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular. Isso vem do Senhor e é algo maravilhoso aos nossos olhos” (Mateus 21:42)

Jesus citou essas palavras do Salmo 118 para se referir a si mesmo como a pedra angular rejeitada pelos líderes religiosos da época. Essa citação mostra que Jesus é a base fundamental da igreja e que sua rejeição pelos líderes religiosos não o impediu de cumprir sua missão divina.

9. Salmo 119:105

“Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho” (João 8:12)

Jesus usou essa metáfora do Salmo 119 para se descrever como a luz do mundo. Ele enfatizou que, assim como a Palavra de Deus é uma lâmpada para nossos pés, ele também é a luz que guia o caminho para a salvação.

10. Salmo 147:3

“Ele sara os de coração quebrantado e cuida das suas feridas” (Lucas 4:18)

Jesus citou esse Salmo ao iniciar seu ministério, mostrando que sua missão era trazer cura e consolo às pessoas que sofriam. Essa citação mostra o coração compassivo de Jesus e sua disposição de ajudar as pessoas em suas necessidades.

Conclusão:

Esses 10 Salmos que Jesus citou demonstram como as Escrituras do Antigo Testamento foram fundamentais para sua vida e ministério. Jesus não apenas usou os Salmos para se confortar em seus momentos de dor e sofrimento, mas também os aplicou a si mesmo e à sua missão divina.

Para os cristãos, esses Salmos continuam a ser uma fonte de consolo, orientação e adoração, e nos lembram da importância de confiar em Deus em todas as circunstâncias da vida.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.
Botão Voltar ao topo