A virtude da perseverança

Texto do sermão sobre perseverança: Mateus 7:7-11

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á. E qual de entre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente? Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?”

Tema do sermão: A virtude da perseverança

INTRODUÇÃO

1. Por que algumas pessoas…

Conseguem ter suas orações respondidas?

Tem uma maior compreensão da Bíblia?

Alcançam mais almas para Cristo?

2. A resposta é sugerida por Calvin Coolidge: “Continue! Nada no mundo pode substituir a perseverança. O talento não o fará; nada é mais comum do que homens malsucedidos com talento. O gênio não o fará; o gênio não recompensado é quase um provérbio. A educação o fará. não; o mundo está cheio de abandonados educados.”

3. Em Seu sermão da montanha, Jesus falou sobre a virtude da perseverança…

Especialmente em sua relevância para a oração

Dando-nos motivação para perseverar em nosso serviço a Deus

Nosso texto é Mateus 7:7-11, no qual encontramos Jesus ensinando sobre…

I. O PRINCÍPIO DA “PERSEVERANÇA” (Mateus 7-8)

A) A PERSEVERANÇA ESTÁ IMPLÍCITA NESSES VERSÍCULOS…

1. Pelo tempo do grego

É o tempo presente, que na maioria das vezes enfatiza “ação contínua”

Literalmente, então, Jesus está dizendo:

  • “continue pedindo” e será dado a você
  • “continue procurando” e você encontrará
  • “continue batendo”, e será aberto para você

2. Pela progressão dos próprios termos

“perguntar” é um nível de investigação

“procurar” sugere um passo à frente, quando alguém vai encontrar o que pede (pedir mais ação, Hendricksen)

“bater” é outro passo, pois persiste em encontrar o que procura (pedir mais ação mais perseverar, Hendricksen)

B) A PERSEVERANÇA É PARTICULARMENTE RELEVANTE…

1. Para a questão da “oração”

Como mais tarde implícito em Mt 7:11

Jesus muitas vezes enfatizou a persistência em ensinar sobre a oração

Na parábola do “Amigo Persistente” – Lc 11:5-8

Na parábola da “Viúva Persistente” – Lc 18:1-8

2. Para a questão do “estudo bíblico”

Muitas pessoas desistem cedo demais de seus estudos bíblicos

Mas aqueles que perseveram em seus estudos são os que se beneficiam das bênçãos que a Palavra de Deus provê – Sl 1:1-3; 119:97-104

3. Para a questão do “evangelismo”

Muitos não dão frutos porque desistem cedo demais

Mas colhemos o que plantamos; quanto mais persistentes formos na semeadura, mais colheremos eventualmente

Se desejamos sucesso em qualquer empreendimento, mas especialmente na oração, estudo da Bíblia e evangelismo, então devemos adotar “A Virtude da Perseverança”. Para nos encorajar a fazer isso, Jesus prossegue provendo…

II. UM MOTIVO PARA PERSEVERANÇA (Mateus 9-11)

A) DEUS SE DELICITA EM DAR BENS AOS SEUS FILHOS…

1. Para ilustrar, Jesus dá um argumento simples (do menor para o maior)

Ou seja, os homens dão bons presentes aos filhos que pedem

Quanto mais, nosso Pai no céu!

2. Jesus enfatizou este atributo paternal de Deus em seu sermão

Em relação às nossas necessidades físicas – Mt 6:31-32

E agora em relação às coisas que são boas para nós – Mt 7:11

B) ISSO É ESPECIALMENTE VERDADEIRO EM RELAÇÃO À ORAÇÃO!

1. Como Jesus prometeu aos Seus discípulos em João 15:7

Condicionado à nossa permanência Nele

Condicionado a Suas palavras habitando em nós

2. Como o apóstolo João escreveu em 1 Jo 5:14-15

Condicionado ao nosso pedido de acordo com a Sua vontade

O que pressupõe que conhecemos Sua vontade para nós (ou seja, Sua palavra permanece em nós)

3. E como Tiago escreveu em Tiago 4:3

Presumindo que não estamos pedindo ganho pessoal e egoísta

Mas muitos não desfrutam do favor de Deus, simplesmente porque não pedem!

CONCLUSÃO deste sermão sobre perseverança

1. Perseverar, então, é uma virtude nobre, especialmente no que diz respeito à oração…

Temos um Pai no céu que não é indiferente aos apelos persistentes de Seus filhos

Contanto que não peçamos mal, orações persistentes não ficarão sem resposta!

2. Se desejamos receber, encontrar e ter portas abertas para nós, então vamos…

  • Continue pedindo
  • Continue procurando
  • Continue batendo… não apenas em relação à oração, mas em todos os empreendimentos dignos de cristãos (por exemplo, estudo da Bíblia, evangelismo)!

Já pediu, procurou ou bateu hoje…?

Se você gostou do sermão, então veja mais sermões prontos aqui.

Extraído de Executableoutlines.com com permissão.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo