Oração que agrada a Deus

Texto do Sermão: Mateus 6:5-15

Tema do Sermão: Oração que agrada a Deus

INTRODUÇÃO

  1. Um privilégio maravilhoso desfrutado pelos filhos de Deus é a oração
    1. Através da oração podemos receber misericórdia e graça para ajudar em tempos de necessidade – Hb 4:14-16
    2. Através da oração podemos encontrar a paz que guarda nossos corações e mentes – Fp 4:6-7
  2. Mas o privilégio da oração pressupõe que Deus atenderá nossas orações…
    1. Nem todas as orações são aceitáveis ​​a Deus – Pv 28:9
    2. Com efeito, Deus não ouve as orações de todos os homens – Is 59:1-2; 1 Pe 3:12
    3. Jesus descreveu a oração de um homem que não agradou a Deus – Lc 18:9-14
  3. Sabemos o que se qualifica como “Oração que agrada a Deus”?
    1. Em Seu sermão da montanha, Jesus tinha muito a dizer sobre a oração
    2. Especialmente o tipo de oração que encontra favor aos olhos de Deus

Neste estudo, vamos dar uma olhada em Mateus 6:5-15, onde Jesus ensinou Seus discípulos a respeito da oração. Primeiro, encontramos Jesus nos dizendo…

I. O QUE “NÃO” FAZER EM RELAÇÃO À ORAÇÃO

  1. NÃO SEJA COMO OS HIPÓCRITAS…
    1. Quem gosta de orar…
      1. De pé nas sinagogas
      2. Nas esquinas das ruas
    2. Isso eles fazem “para que sejam vistos pelos homens” – Mt 6:5
  2. “ELES TEM A SUA RECOMPENSA…”
    1. Ou seja, eles são de fato vistos por homens
    2. Mas essa é a extensão de sua recompensa (o elogio dos homens)
    3. Eles não têm recompensa ou bênção de Deus!
  3. JESUS ​​NÃO ESTÁ CONDENANDO TODA ORAÇÃO PÚBLICA…
    1. Evidente pelo fato de que Ele mesmo orou em público – Mt 11:25; João 11:41
    2. Assim como Paulo – At 27:35

A ênfase é a mesma declarada em Mt 6:1, “não pratiqueis [obras de justiça] diante dos homens, PARA SEREM VISTO POR ELES.” Como, então, devemos orar para sermos ouvidos por Deus?

II. ORAÇÃO QUE AGRADA A DEUS

  1. OFERECIDO “PARA SER VISTO DE DEUS”, NÃO DOS HOMENS…
    1. Esta é a ideia principal de “orar em segredo” – Mt 6:6
    2. “O adorador sincero e humilde, aquele que não está interessado em fazer uma exibição pública para aumentar seu prestígio, achará o recanto ou covil isolado o mais apropriado para suas devoções.” (desconhecido)
    3. A pessoa que ora muito em segredo está orando para ser vista por Deus, não pelos homens!
  2. OFERECIDO “PARA SER OUVIDO DE DEUS”, NÃO DE HOMENS…
    1. Evitar o uso de “vãs repetições” – Mt 6:7
      1. Como era frequentemente praticado pelas religiões pagãs
      2. “Os pagãos tentaram cansar seus deuses com tais orações intermináveis. Meras fórmulas foram repetidas continuamente; os judeus tinham tais fórmulas de oração, os católicos também as têm na forma de seu rosário.” (Lenski)
    2. Isso não é condenar toda repetição, mas repetição “vã” (insincera, inútil)
      1. Jesus repetiu sua oração no Getsêmani – Mt 26:36-44
      2. Paulo repetiu seus pedidos a respeito de seu “espinho na carne” – 2 Co 12:7-8
    3. Uma vez que “seu Pai sabe o que vocês precisam antes de pedirem a Ele”, as orações para serem ouvidas por Deus não precisam ser preenchidas com palavras supérfluas.
      1. Você já notou a brevidade das orações registradas nas Escrituras?
      2. Deus não é influenciado pela quantidade de palavras, mas pela qualidade do coração!
  3. OFERECIDO DE ACORDO COM O PADRÃO…
    1. A frase “desta maneira” sugere que esta oração…
      1. É um padrão para orar
      2. Não é um exercício litúrgico como às vezes praticado
    2. O padrão da oração adequada:
      1. Primeiro, simplicidade
        1. Observe a palavra “portanto”
          1. Ele conecta o que segue com o que foi dito antes
          2. O padrão de oração de Jesus é uma “ilustração” em contraste com as “muitas palavras” usadas pelos pagãos
        2. Na própria oração, observe a brevidade das palavras
      2. Então, em seu conteúdo, a oração adequada inclui…
        1. Reverência por Deus e Seu “Nome” (ou seja, Seu ser e caráter) – Mt 6:9
        2. Oração pelo progresso do Reino de Deus e Sua Vontade na terra – Mt 6:10
        3. Pedindo por necessidades físicas – Mt 6:11
        4. Além disso, nossas necessidades espirituais
          1. Perdão dos pecados – Mt 6:12
          2. Proteção e livramento do mal – Mt 6:13
        5. Louvando a Deus – Mt 6:13
  4. OFERECIDO COM UM ESPÍRITO MISERICORDIOSO…
    1. Conforme indicado no próprio padrão de oração – Mt 6:12, 14-15
    2. Caso contrário, não podemos esperar misericórdia para nós mesmos – Mt 18:21-23; Tg 2:13
    3. Isso deve ser muito importante para Jesus, pois esta é a única parte do padrão que Ele elabora!

CONCLUSÃO

  1. Esta não é a única ocasião em que Jesus ensinou sobre a oração…
    1. Mais tarde, Seus discípulos pediriam a Ele que os ensinasse a orar – Lc 11:1-4
    2. Ele os ensinou sobre a importância da persistência, fé e humildade na oração – Lc 11:5-13; 18:1-14
  2. Mas neste sermão Jesus procurou enfatizar a oração que é designada…
    1. Para ser visto por Deus, não pelo homem
    2. Para ser ouvido por Deus, não pelo homem

Se cremos que Deus ouve a oração (Sl 65:2) e que Ele é galardoador daqueles que o buscam diligentemente (Hb 11:6), então vamos ter certeza de oferecer o tipo de “oração que agrada a Deus”!

Se você gostou do sermão, então veja mais sermões prontos aqui.

Estudo sobre Oração: Como devemos orar?

Extraído de Executableoutlines.com com permissão.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.
Botão Voltar ao topo