5 lições que Maria mãe de Jesus ensina para as mães

Maria, mãe de Jesus o nosso Salvador, foi a escolhida, dentre tantas mulheres que aguardavam a promessa divina, para gerar, pelo Espírito Santo, o Filho de Deus.

Maria, ainda era uma menina quando foi chamada para tão nobre missão, porém ela se colocou submissa à vontade divina, mostrando o quanto confiava e amava ao Senhor. Ela não pensou o que poderia acontecer com sua reputação, mas se entregou totalmente aos planos do Pai.

Ela não somente deu à luz o Salvador, mas como mãe esteve presente em todas as fases da vida do Filho. Deixando assim grandes lições para as mães.

Portanto veremos à seguir as 5 lições que Maria mãe de Jesus ensina para as mães.

Essas são as 5 lições que Maria mãe de Jesus ensina para as mães

1. Maria, mãe de Jesus ensina as mães a confiar em Deus.

A gravidez para Maria era mais do que assustadora, era uma ameaça à vida.

Lucas conta a história do anúncio do anjo a Maria em Lucas 1:26-38 :

“O anjo lhe disse: ‘Não tenha medo, Maria; você achou graça diante de Deus. Você vai conceber e dar à luz um filho, e você deve chamá-lo de Jesus.’

“Como será isso’, perguntou Maria ao anjo, ‘já que sou virgem?’”

O anjo respondeu: ‘O Espírito Santo virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Assim, o santo que nascer será chamado Filho de Deus.” 

Maria sabia o custo de ser uma mãe solteira. Ela arriscou perder o homem que amava, a reputação que guardava e até mesmo uma execução excruciante por apedrejamento.

Maria aceitou os riscos do chamado de Deus, pois ela acreditava que Deus seria um Pai para Seu Filho. 

Ela, portanto, inspira as mães a confiar em Deus, sendo obediente ao Seu tempo e plano perfeito.

2. Ela nos ensina que não estamos sozinhas

As pessoas muitas vezes não percebem que quando o anjo veio a Maria, ele lhe contou sobre a gravidez de Isabel na mesma época.

Lucas 1:36 : “… Até mesmo Isabel, sua parente, terá um filho na velhice.”

Maria imediatamente foi visitar sua prima Izabel quando Gabriel desapareceu. Que segurança e encorajamento Isabel deu em Lucas 1:41-45 !

Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança saltou no seu ventre, e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Ela exclamou: ‘Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o filho que darás à luz! Mas por que sou tão favorecido, para que a mãe do meu Senhor venha a mim? Assim que o som de sua saudação chegou aos meus ouvidos, o bebê em meu ventre pulou de alegria. Bem-aventurada aquela que acreditou que o Senhor cumpriria suas promessas para ela!’” 

Maria não estava sozinha quando carregou seu filho. Ela não sabia que José iria se casar com ela até que ela voltou de sua visita com Izabel, três meses de gravidez. O encorajamento de Isabel sustentou Maria e a manteve focada na promessa de Deus.

3. Devemos confiar os nossos filhos a Deus

Testemunhamos um episódio revelador entre Maria e seu filho quando ela perde Jesus enquanto viaja.

“Como não o encontraram, voltaram a Jerusalém para procurá-lo. Depois de três dias, eles o encontraram no pátio do templo, sentado entre os professores, ouvindo-os e fazendo-lhes perguntas. Todos os que o ouviram ficaram maravilhados com sua compreensão e suas respostas. Quando seus pais o viram, ficaram surpresos. Sua mãe lhe disse: ‘Filho, por que você nos tratou assim? Seu pai e eu estamos procurando ansiosamente por você.

— Por que você estava procurando por mim? ele perguntou. “Você não sabia que eu tinha que estar na casa do meu pai?” Mas eles não entenderam o que ele estava dizendo a eles.

Então desceu com eles a Nazaré e lhes foi obediente. Mas sua mãe guardava todas essas coisas em seu coração. E Jesus crescia em sabedoria, estatura e graça diante de Deus e dos homens”. (Lucas 2:45-52)

Observe que Maria e José procuraram freneticamente por Jesus. Eles se sentiram maltratados. A resposta de Jesus não os tranquilizou. No entanto, Maria ponderou as palavras de Jesus. 

Ela confiou seu filho à Deus para realizar Seu plano, para a vida de Jesus.

4. Maria ensina as mães acreditarem no ministério de seus filhos e esperarem pelo tempo certo

Maria tentou impulsionar o ministério de Jesus na festa de casamento em Caná:

“Quando acabou o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: ‘Eles não têm mais vinho.’ ‘Mulher, por que você me envolve?’ Jesus respondeu. — Minha hora ainda não chegou. Sua mãe disse aos servos: ‘Fazei tudo o que ele vos disser.’”  (João 2:3-5).

Maria também estava ansiosa para que Jesus realizasse um milagre porque as pessoas podem tê-la acusado de ter um filho ilegítimo.

Em uma troca especialmente rancorosa, os judeus retrucam a Jesus: “Não somos filhos ilegítimos… O único Pai que temos é o próprio Deus”. (João 8:41)

“Não somos ilegítimos!” A sintaxe da afirmação coloca a ênfase no “nós” e, portanto, implica: “ Nós não somos ilegítimos – você é!”

Tenho certeza de que Maria pensou que estava ajudando Jesus. Ela queria provar o poder de Jesus e limpar seu nome. Mas a natureza superprotetora de Maria poderia ter prejudicado a obra de Cristo!

Marcos 3:20-21 descreve um momento em que a mãe e os irmãos de Jesus queriam tirar Jesus de seu ministério. Eles pensaram que Ele tinha ido ao fundo do poço.

“Então Jesus entrou em uma casa, e novamente uma multidão se reuniu, de modo que ele e seus discípulos não puderam nem comer. Quando Sua família soube disso, eles foram cuidar Dele, pois disseram: ‘Ele está louco!

Maria estava preocupada. Mas quantas pessoas doentes e feridas teriam perdido o toque de cura de Jesus se Ele tivesse seguido Maria para casa?

O plano de Deus era diferente. Jesus fez e disse o inesperado. Ele era um Messias não convencional.

Não podemos forçar nossos filhos em nosso molde. Deus chama nossos filhos de maneira única, e Seu plano pode nos surpreender.

5. Maria mãe de Jesus ensina as mães serem fortes em meio ao sofrimento de seus filhos

A estrada que Jesus andou levaria a uma cruz sangrenta. João 19:25-27 diz:

“Perto da cruz de Jesus estavam sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, esposa de Cleofas, e Maria Madalena. Quando Jesus viu sua mãe ali e o discípulo que ele amava ali perto, disse a ela: ‘Mulher, aqui está seu filho’, e ao discípulo: ‘Aqui está sua mãe’”.

Maria sabia sobre o chamado de Jesus. Ela provavelmente lhe ensinou o Salmo da Cruz (Salmo 22) enquanto Ele estava sentado em seu colo. 

Ela se lembrou das palavras de Gabriel, a estrela, o presente de mirra do sábio, as profecias de Simeão e Ana. Maria assistiu horrorizada Jesus pendurado, suspenso entre o céu e a terra. Ela conhecia Seu destino, mas tenho certeza de que a mãe de Jesus esperava outra maneira de salvar Seu povo. 

O sofrimento dele era o dela também, pois nenhuma mãe quer ver seu filho sofrer.

Mas ela foi forte, pois sabia que o sofrimento de Jesus traria à humanidade pecadora a vida eterna. 

Conclusão das lições que Maria mãe de Jesus deixa para as mães

Maria continua inspirando a ser mãe de fé, mãe de paciência e mãe de oração.

Portanto, todas as mães devem guardar essas lições em seus corações. Confiando em Deus, sendo fortes, acreditando que não estão sozinhas e que Deus tem um plano perfeito para seus filhos e no tempo certo irá se cumprir.

Indiara Lourenço

Mãe, esposa e serva que ama fazer a obra de Deus. Contagia a todos com sua alegria está sempre incentivando com palavras motivadoras!
Botão Voltar ao topo