4 Motivos para Estudar o Livro e a História de Ester na Bíblia

Embora haja afirmações de que o Livro de Ester não deveria estar na Bíblia, já que nunca menciona Deus pelo nome, Sua presença é evidente por meio da improvável heroína, a rainha Ester.

Se você quer ler um livro da Bíblia emocionante, onde Deus age na vida de pessoas para cumprir seu propósito e muda a história do seu povo mostrando que está no controle, Ester é para você.

Eu te convido a estudar o livro de Ester e conhecer a história da rainha que leva o nome deste importante livro não só para o povo judeu, mas para todos os cristão. Vamos descobrir 4 motivos para todo cristão estudar o livro de Ester.

Introdução ao Livro de Ester

Fatos sobre o Livro de Ester

Autor: O autor do Livro de Ester é desconhecido. Alguns estudiosos sugerem Mordecai (ver Ester 9:20-22 e Ester 9:29-31), enquanto outros propõem Esdras ou possivelmente Neemias, devido às semelhanças nos estilos literários entre esses livros.

Data de Escrita: Provavelmente escrito entre 460 e 331 a.C., após o reinado de Xerxes I, mas antes da ascensão de Alexandre, o Grande, ao poder.

Público-alvo: O livro foi escrito para o povo judeu, com o propósito de registrar as origens da Festa de Purim, também conhecida como a Festa da Sorte. Essa festividade anual celebra a salvação do povo judeu por Deus, de maneira semelhante à libertação da escravidão no Egito.

Personagens Principais: Ester, Rei Xerxes, Mordecai e Hamã.

Significado Histórico: A história de Ester é a origem da festa judaica de Purim. O nome Purim, que significa “sortes”, provavelmente recebeu este nome de forma irônica, pois Hamã, inimigo dos judeus, planejou a destruição completa do povo judeu lançando sortes (Ester 9:24). A rainha Ester usou sua posição como rainha para salvar o povo judeu da aniquilação.

Versículos chaves do livro de Ester na Bíblia

Ester 4:13-14:

Em resposta a Ester, Mordecai enviou estas palavras: “Não pense nem por um momento que, por estar no palácio, você escapará quando todos os outros judeus forem mortos. Certamente, ajuda e livramento surgirão para os judeus de outra fonte, mas você e sua família perecerão. Quem sabe se você não foi elevada à posição de rainha exatamente para este momento?”

Ester 4:16:

“Vá e reúna todos os judeus que estão em Susã e jejuem por mim. Não comam nem bebam por três dias e três noites. Eu e minhas criadas também jejuaremos. Depois disso, irei ao rei, mesmo que seja contra a lei. Se eu tiver que morrer, que assim seja.”

Esboço do Livro de Ester:

1. Ester é coroada rainha – Capítulos 1:1-2:18

A história começa com o reinado do rei Xerxes e a busca por uma nova rainha.

Ester é selecionada e se torna a rainha, embora sua ascendência judaica seja mantida em segredo.

2. O plano maligno de Hamã para exterminar os judeus – Capítulos 2:19-3:15

Hamã, um alto funcionário do rei, se enfurece quando Mardoqueu não se curva diante dele.

Hamã conspira para destruir todos os judeus e convence o rei a assinar um decreto de aniquilação.

3. Ester e Mardoqueu agem em defesa do povo judeu – Capítulos 4:1-5:14

Mardoqueu revela a Ester o plano de Hamã e a pressiona a intervir junto ao rei.

Ester, arriscando sua vida, comparece perante o rei sem convite, e o rei estende seu cetro de aprovação.

4. Mardoqueu é honrado, e Hamã é punido – Capítulos 6:1-7:10

Mardoqueu é honrado pelo rei, e Hamã é envergonhado ao ter que honrar Mardoqueu publicamente.

Ester revela o plano maligno de Hamã ao rei, e ele decreta a execução de Hamã.

5. O povo judeu é resgatado e libertado – Capítulos 8:1-9:19

Ester pede ao rei que anule o decreto de Hamã e permita aos judeus se defenderem.

Os judeus resistem aos seus inimigos, obtendo uma grande vitória e se livrando da ameaça de destruição.

6. Instituição da Festa de Purim – Capítulo 9:20-32

A celebração da Festa de Purim é estabelecida para comemorar a salvação dos judeus.

Essa festa anual é um lembrete da providência divina e da libertação do povo judeu.

7. Reconhecimento e honra a Mardoqueu e ao rei Xerxes – Capítulo 10:1-3

Mardoqueu é elevado a uma posição de destaque e respeito no reino.

O rei Xerxes é enaltecido por seu papel no resgate do povo judeu.

Temas da História de Ester

O livro de Ester aborda diversos temas significativos. Observamos a interação de Deus com a vontade humana, Seu repúdio ao preconceito racial, Seu poder em conceder sabedoria e auxílio em tempos de perigo. No entanto, dois temas destacam-se como predominantes:

Soberania de Deus: A mão de Deus está ativa na vida de Seu povo. Ele utiliza as circunstâncias na vida de Ester, bem como as escolhas e ações de todos os seres humanos, para cumprir Seus planos e propósitos divinos de forma providencial. Podemos confiar no cuidado soberano do Senhor sobre todos os aspectos de nossas vidas.

Libertação de Deus: O Senhor levantou Ester, assim como fez com MoisésJosuéJosé e muitos outros, para livrar Seu povo da destruição. Por meio de Jesus Cristo, somos libertados da morte e do inferno. Deus é capaz de resgatar e salvar Seus filhos da aflição e da adversidade.

O que torna o livro de Ester único?

Existem várias características que tornam o livro de Ester singular:

Nome de uma mulher: Ester é um dos únicos dois livros da Bíblia que têm o nome de uma mulher como título.

Ausência do nome de Deus: É o único livro da Bíblia em que o nome de Deus não aparece explicitamente. Apesar disso, Sua presença e atuação são claramente evidentes nas circunstâncias narradas.

Deus em ação: Embora o nome de Deus não apareça, Sua ação é notável ao longo do livro. A providência divina é evidente na proteção e livramento de Seu povo, mesmo em meio a situações desafiadoras.

Celebração de Purim: Os judeus comemoram os eventos relatados em Ester anualmente através do feriado de Purim. Essa celebração reafirma a lembrança da libertação do povo judeu das mãos do vilão Hamã, conforme registrado no livro.

4 Motivos para Estudar o livro e a história de Ester na Bíblia

O que sabemos sobre a rainha Ester na Bíblia e seu livro

Como mencionado anteriormente, embora o livro de Ester não mencione diretamente ao nome de Deus, o caráter divino e até mesmo elementos do Evangelho estão claros ao longo da história. Portanto, há muito que os cristãos podem aprender com a história da rainha Ester.

Além de ser uma narrativa cativante, aqui estão cinco razões pelas quais todo cristão deve ler e estudar o maravilhoso livro de Ester:

1. A celebração do Purim remonta à época de Jesus, mais de 400 anos depois

Durante o início do capítulo 5 de João, aparece uma festa não especificada em Jerusalém, que poderia ser o Purim. No entanto, a Bíblia não fornece informações definitivas a respeito disso.

Independentemente disso, é possível que Jesus tenha celebrado o Purim, uma festa que relembra a história de fidelidade de Deus na preservação de Seu povo ancestral.

Ester é um símbolo do Evangelho. Em primeiro lugar, Ester sacrifica sua própria vida em benefício dos outros, semelhante a Cristo. Pois não há amor maior do que aquele que dá a vida pelos outros.

2. Ester se solidarizou com os oprimidos e usou sua posição para lutar por eles

Ester, sendo judia, inicialmente escondeu sua identidade racial por anos no processo do harém (Ester 2:10), seguindo o conselho de Mardoqueu. No entanto, ao descobrir o plano de Hamã, Mardoqueu a convence de que sua própria vida também está em perigo, uma vez que os judeus estão sendo alvo (Ester 4:13-14).

Ester não se contentou em apenas se identificar com os judeus em seu coração, mas tomou uma posição pública e usou sua posição privilegiada como rainha para lutar por suas vidas, mesmo que isso ameaçasse sua própria vida.

Como discípulos de Cristo, devemos nos identificar com os necessitados e os perdidos, pois um dia também estivemos na mesma condição (Tito 3:1-3).

Deus ama todas as pessoas, independentemente de sua origem racial ou cultural, e Ele as valoriza. Jesus Cristo mesmo deixou o céu e se tornou humano, identificando-se conosco (João 1), tornando-se um Sumo Sacerdote eterno que entende nossas fraquezas e experiências (Hebreus 4:14-16).

Da mesma forma, como seguidores de Cristo, precisamos amar o próximo e usar nossos recursos materiais e espirituais para lutar pelo bem deles, compartilhando o Evangelho não apenas por meio de palavras, mas também por meio de nossas ações (1 Coríntios 9:27).

3. Ester usou compaixão e respeito ao fazer seu apelo ao rei

Quando o rei Assuero estendeu o cetro a Ester, mostrando favor e poupando sua vida, ela não se apressou em fazer seu pedido, mesmo quando ele lhe ofereceu qualquer coisa. Em vez disso, ela convidou o rei e Hamã para um jantar em sua casa.

Durante o jantar, o rei a instigou a fazer seu pedido, prometendo conceder-lhe até metade do reino. No entanto, Ester pediu que o rei e Hamã comparecessem novamente no dia seguinte.

Enquanto o povo de Ester jejuava, ela celebrou e banquetou com o rei e Hamã (Ester 5:4). No segundo jantar, Ester revelou sua herança judaica e apelou à compaixão de Assuero, tanto por sua própria vida quanto pela vida de seu povo. Ela tornou a situação pessoal (Ester 7:3).

O historiador Heródoto mencionou que o rei persa era conhecido por ser impetuoso, especialmente em campanhas militares e ao escolher conselheiros.

Ester demonstrou isso também ao escolher Hamã como seu segundo no comando em todo o Império. O rei havia exilado uma esposa anterior por não atender a seu chamado (Ester 1:19-21) e estava disposto a exterminar toda uma raça com base na acusação de Hamã (Ester 3:8-10).

No entanto, Ester buscou a presença do rei e apelou à sua compaixão.

Como cristãos, podemos aprender com isso. Primeiramente, ao lidarmos com pessoas do mundo, mesmo que sejam falhas e imperfeitas, devemos priorizar o relacionamento e apelar à sua compaixão.

Isso dignifica as pessoas desde o início, em vez de considerá-las inimigas. A Bíblia nos lembra de que não lutamos contra pessoas, mas sim contra forças espirituais malignas (Efésios 6:12).

4. Vemos a mão de Deus em Ester, mesmo durante o exílio, para preservar Sua promessa e propósito

Embora a narrativa não revele detalhes sobre a espiritualidade de Ester e Mardoqueu, Deus havia feito uma aliança com Davi, prometendo que sempre haveria um rei em sua linhagem (2 Samuel 7). Profecias posteriores esclareceram que o Messias, o eterno Filho de Deus e Salvador, nasceria da descendência de Davi (Miqueias 5:2).

A autoridade de Deus respalda Sua palavra, e mesmo nos momentos mais difíceis, Ele garante o cumprimento de Seus propósitos.

Mardoqueu, em certa medida, acreditava nisso. Ele afirmou a Ester que ela se tornou rainha por um propósito maior, para “um momento como este”, e que, se ela não agisse, a libertação viria por meio de outra pessoa.

Essa perspectiva deve nos encorajar. As Escrituras estão repletas da palavra de Deus e de Suas promessas. Enfrentamos momentos desafiadores, vivendo em um mundo corrompido e maligno, com inimigos que buscam nos prejudicar, matar e destruir.

Apesar de tudo isso, Cristo já venceu o mundo (João 16:33). A palavra de Deus se cumprirá e não retornará vazia (Isaías 55:11).

Podemos confiar em Suas promessas, mesmo nas profundezas da escuridão, sabendo que a luz da manhã chegará e Ele se mostrará fiel se permanecermos em Seu amor e propósito (Romanos 8:28).

Ester é um livro extraordinário, uma história repleta de reviravoltas, coragem diante do mal e, acima de tudo, um Deus invisível que sempre cumpre Suas promessas.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Olá! A paz do Senhor! Gosto muito de lê a Bíblia e meditar na palavra. Tenho um pouco de dificuldade de entender e expressar, não tenho livros que possa está me auxiliano, vou continuar orando pra que Deus abra um pouco mas minha mente. Deus nos abençoe! Continuemos com a paz do nosso Senhor Jesus!📖✨💡🙌🏻❤️🤝🏻

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!