O que a aprovação da Bíblia por Jesus revela aos cristãos

E ai querido(a), já se perguntou o que a aprovação da Bíblia por Jesus revela aos cristãos?

Ao falar sobre Jesus, muitos acreditam em seus milagres e em sua ressurreição, mas, surpreendentemente, questionam a autenticidade e autoridade da Bíblia.

No entanto, a atitude e a posição de Jesus em relação às Escrituras são reveladoras e fundamentais para os cristãos.

Amado(a) irmão(ã), exploraremos como Jesus não apenas aprovou a Bíblia, mas também a considerou a Palavra de Deus.

A Bíblia na vida de Jesus

Jesus não apenas leu a Bíblia, como podemos ver em Lucas 4.16-20, mas também a ensinou, conforme registrado em Lucas 24.27.

Além disso, ele se referiu a ela como “A Palavra de Deus” em Marcos 7.13 e cumpriu suas profecias, conforme destacado em Lucas 24.44.

Esse comprometimento de Jesus com as Escrituras do Antigo Testamento revela sua profunda conexão com a Palavra divina.

Aprovação das Escrituras

No relato de Lucas 24:44, Jesus enfatiza sua aprovação em relação a todas as Escrituras do Antigo Testamento, que eram divididas em Lei, Salmos e Profetas na época do Novo Testamento.

Essa é uma confirmação notável de que a Palavra de Deus é verdadeira e digna de confiança.

Jesus afirmou que as Escrituras são a verdade, conforme registrado em João 17:17. Sua vida e suas ações estavam em completa conformidade com os ensinamentos das Escrituras, como vemos em Lucas 18:31.

Ele reconheceu a inspiração divina dos escritores, como Davi, que falou pelo Espírito Santo, conforme mencionado em Marcos 12:35-36. No deserto, ao enfrentar o grande inimigo, Jesus utilizou a Palavra de Deus como sua arma, destacando sua importância e poder (Deuteronômio 6:13,16; 8.3).

pergaminho - material usado para escrituras sagradas

Nomenclatura e Singularidade da Bíblia

É interessante notar que o nome “Sagradas Escrituras” ou “Escrituras” pode aparecer no plural ou singular, mas sempre com letra maiúscula. Essa nomenclatura ressalta o caráter sagrado e divino da revelação contida no livro.

Enquanto o Antigo Testamento possui três divisões principais, Lei, Salmos e Profetas, o Novo Testamento recebeu a aprovação divina antecipadamente, conforme Jesus prometeu que o Espírito Santo ensinaria e lembraria os ensinamentos aos apóstolos (João 14:26).

A completude da revelação divina no Novo Testamento

No Evangelho de João, capítulo 16:13-14, Jesus reiterou que o Espírito Santo guiaria os discípulos em “toda a verdade”, confirmando que o Novo Testamento contém a essência da revelação divina.

Embora Jesus tenha fornecido ensinamentos parciais devido à limitação dos discípulos, o Espírito Santo completou essa revelação, permitindo que os apóstolos transmitissem a plenitude da verdade divina aos cristãos através do Novo Testamento.

É importante ressaltar que, embora o ensino de Jesus tenha sido parcial, isso não diminui sua importância, mas sim mostra a sabedoria divina em revelar a verdade de maneira progressiva, de acordo com a capacidade dos discípulos de compreenderem.

orando as Escrituras

Aceitando a autoridade de Cristo e das Escrituras

Quando reconhecemos a autoridade de Cristo, também aceitamos as Escrituras como divinamente inspiradas. A atitude e o testemunho de Jesus em relação à Bíblia são inegáveis, e ao aceitarmos sua autoridade, estamos abraçando a sabedoria e a verdade eternas contidas em suas páginas.

A aprovação da Bíblia por Jesus é uma revelação poderosa para os cristãos. Ele não apenas leu e ensinou as Escrituras, mas as considerou a Palavra de Deus, cumprindo cada uma de suas profecias. Além disso, Jesus declarou que as Escrituras são a verdade e viveu de acordo com seus ensinamentos.

O Espírito Santo também desempenhou um papel fundamental na revelação contida no Novo Testamento, guiando os apóstolos para transmitir a plenitude da verdade divina.

Diante desse testemunho incontestável, podemos confiar plenamente nas Escrituras como a Palavra inspirada de Deus.

E ainda irmão(ã), podemos seguir o belo exemplo de Jesus. Com isso, abraçamos a sabedoria e a orientação divina contidas nas páginas da Bíblia, encontrando nela respostas para nossas dúvidas e direção para nossas vidas.

Leia também: Qual a importância da genealogia bíblica

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo