O que podemos aprender com a parábola das dez virgens

Precisamos buscar em Deus sabedoria para conduzir a nossa vida de acordo com os valores ensinados por Jesus, ele nos mostrou que nós somos luz do mundo.

Neste caso, manter a lâmpada acesa significa que nossa vida deve refletir a vida de Jesus. Leia este artigo e entenda.

O que podemos aprender com a parábola das dez virgens?

Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do esposo. (Mateus 25:1)

Jesus descreveu aqui um casamento judaico próprio daquela época.

Entretanto, cinco virgens imprudentes não se preveniram levando azeite suficiente para manter suas lâmpadas acesas até a chegada do noivo:

  • As loucas, tomando as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo. (Mateus 25:3)

Como era a celebração do casamento na época em que Jesus contou essa parábola?

De acordo com historiadores, era comum que o noivo começasse as comemorações em sua casa, junto aos amigos.

Enquanto isso, a noiva o esperava na casa dela, junto às suas damas de honra.

Quando era anunciada a aproximação do esposo, elas saíam com suas lâmpadas para iluminar o caminho dele até a casa onde seria celebrado as núpcias.

Na vida real sabemos que o “azeite” é espiritual e corresponde à conversão de cada um dentro da graça de Deus.

Sendo assim, percebemos que não é possível pedir emprestado a preparação espiritual dos nossos irmãos, pois as experiências são pessoais.

  • E as loucas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas se apagam. (Mateus 25:8)

Também não é possível comprar o azeite como as virgens prudentes sugeriram na parábola, este azeite é acumulado em nosso coração diariamente, quando damos um bom testemunho da palavra, vivendo com dignidade.

  • Mas as prudentes responderam, dizendo: Não seja caso que nos falte a nós e a vós, ide antes aos que o vendem, e comprai-o para vós. (Mateus 25:9)

De forma geral, a nossa lâmpada deve estar sempre acesa, pois temos a missão divina de iluminar o mundo, mostrando o amor de Cristo para com os nossos semelhantes.

A parábola das dez virgens nos ensina sobre fazer o que precisa ser feito hoje.

Cada um de nós deve manter sua lâmpada acesa, e não devemos deixar para amanhã o bem que devemos fazer hoje, temos que agir agora!

Precisamos viver em comunhão com Deus diariamente, afinal, não sabemos quando o Esposo chegará:

  • Vigiai, pois, porque não sabeis o dia nem a hora em que o Filho do homem há de vir. (Mateus 25:13)

Nosso futuro já está selado. Por isso, não podemos deixar a mudança de vida para outra hora, porque não sabemos se vamos ter outra oportunidade.

  • E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta. (Mateus 25:10)

Precisamos reconhecer nossos erros, crer que Jesus nos trouxe a salvação, e entregar nossa vida a ele. Esse será o início de uma vida nova.

A parábola das dez virgens fala sobre autorresponsabilidade.

Uma lição importante a ser aprendida é a autorresponsabilidade, ou seja: cada um é responsável por si, a salvação é individual.

No caso da parábola, isso se refere ao fato de que cinco virgens tinham azeite para manter suas lâmpadas acesas até a chegada do noivo.

  • Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, com as suas lâmpadas. (Mateus 25:4)

Ter azeite reservado significa viver de acordo com a palavra de Deus e estar preparado espiritualmente para a vinda de Cristo. Se a nossa lâmpada estiver acesa, entraremos no céu com ele.

É importante lembrar que não podemos culpar os outros pelo que acontece em nossa vida quando não fazemos o que deve ser feito.

Precisamos estar sempre atentos, esperando a volta de Cristo.

Ninguém sabe quando seu tempo na terra acabará, e quando esse dia chegar, não haverá mais oportunidade para arrependimento. 

As virgens prudentes não foram pegas de surpresa quando o noivo chegou, mesmo depois de adormecer enquanto esperavam, porque tinham reservado azeite.

Mesmo que o Senhor pareça demorar, permaneça fiel à palavra e revestido do Espírito Santo. Continue fazendo o bem, orando, exercendo a caridade.

Quem tem sua vida dedicada a Deus está se preparando, e sua consciência estará em paz quando Jesus voltar. A espera será recompensada.

As virgens imprudentes foram surpreendidas em sua insensatez. Elas poderiam ter se preparado antes da chegada do noivo, mas perderam tempo.

  • E depois chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor, Senhor, abre-nos. (Mateus 25:11)

Quem vive na graça de Deus, sabe que não precisa temer o fim, pois a sua lâmpada está acesa, e seu azeite está guardado.

Quando o noivo chegou, as virgens insensatas estavam ausentes. Da mesma forma, quando Jesus voltar, quem não estiver pronto, não poderá entrar no céu.

Josiane Silva

Olá, eu sou a Josiane Silva, mãe, avó e procuro servir a Deus. Amo estudar a bíblia para compreender o comportamento humano. Afinal podemos aprender muito com as histórias dos outros, não é mesmo? Como gosto muito de ler e de escrever, também trabalho como redatora freelancer.
Botão Voltar ao topo