5 Passos para um reavivamento espiritual

O reavivamento espiritual, descreve um despertar espiritual profundo e transformador, tornar-se mais intenso e fervoroso na presença de Deus. Muitos até usam a expressão: “Acende novamente a chama do Teu espírito em mim”. Ou seja, o reavivamento é a restauração do vigor espiritual, sendo um redespertar do fervor. Revitalizando o ardor espiritual não apenas em si mesmo, mas também em um grupo de fiéis, com o objetivo de restabelecer a capacidade de ganhar novos membros para Cristo.

Charles Spurgeon disse:

“Reavivamento é viver novamente, receber novamente uma vida que quase expirou, reacender em chama a centelha vital que estava quase extinta”.

Pois bem, ao longo da história, inúmeras épocas foram marcadas por grande avivamento, temos um exemplo muito conhecido no meio assembleiano sobre a avivamento na rua Azuza, e até os dias de hoje, alguns argumentariam que estamos imersos em um avivamento contínuo.

Este movimento pentecostal se manifesta de maneiras inovadoras e emocionantes, evidenciando a atuação do Espírito Santo de Deus em nossas vidas.

A história do reavivamento na Universidade de Asbury, no ano passado deixou marcas que nos inspiram a buscar por experiências semelhantes em nossas próprias jornadas espirituais. No entanto, é possível que sua comunidade religiosa não esteja totalmente preparada para abraçar esse reavivamento. Mesmo assim, você pode iniciar seu próprio reavivamento pessoal.

Porque precisamos de um reavivamento espiritual?

É desconcertante perceber que mesmo aqueles que anteriormente estavam espiritualmente vibrantes podem requerer um novo despertar! A vitalidade que uma vez pulsava em suas almas agora parece diminuir, como a chama de uma vela que aos poucos consome sua cera. Alguns seguidores da fé encontram-se nesse estado, quase à beira da sequidão espiritual.

Eles se desviaram de sua devoção, afundando gradualmente em um abismo como se fossem arrastados por areias movediças. Sua paixão esfriou, tornaram-se indiferentes, adotando os padrões mundanos.

É importante destacar que só se pode revitalizar algo que já teve vida. Se algo nunca esteve vivo, não há como ressuscitá-lo; só é possível infundir vida.

O Salmo 85 direciona-se àqueles que caíram na tibieza da fé. Suas chamas já não ardem pelo Senhor. Tornaram-se cristãos “domingueiros”, revelando seu lado espiritual apenas quando isso satisfaz seus anseios mundanos.

O salmista suplicava que Deus ressuscitasse seu povo ou o trouxesse de volta à vida. Deus está plenamente capacitado e é infinitamente capaz de restaurar tanto igrejas quanto indivíduos. Ele pode nos envolver com Seu amor, nos redirecionando ao lugar onde deveríamos estar, adorando-O e seguindo-O.

Frequentemente cantamos: “Renova-me, Senhor, Jesus… Não quero mais ser o mesmo…”

Contudo, se almejamos restauração, renovação e reavivamento em nossa congregação, em nossa família ou em nossa vida espiritual pessoal, devemos buscar e suplicar a Deus que nos envolva com a renovação de Seu amor, graça e misericórdia.

Mas como podemos alcançar isso? Assim sendo, neste estudo bíblico, irei apresentar os cinco passos para experimentar um reavivamento espiritual, de acordo com as Escrituras.

passos para reavivamento

1. Dedique-se a oração

O primeiro passo para experimentar um reavivamento espiritual é dedicar-se à oração, seguindo o exemplo de Jesus. Conforme registrado em Lucas 5:16, Jesus frequentemente buscava momentos a sós para orar. Ele reconhecia a importância de falar com o Pai celestial. Diante das demandas e desafios de seu ministério, Jesus priorizava esses momentos de intimidade com Deus.

Em João 15:4, Jesus nos convida a permanecer Nele, assim como Ele permanece em nós, destacando a necessidade de um relacionamento constante com Ele. Essa intimidade não apenas fortalece nossa fé, mas também nos capacita a dar bons frutos em nossa caminhada de fé.

É importante reconhecer que a oração não deve ser uma lista de petições, mas sim um tempo para falar e ouvir a voz de Deus, sempre buscando discernir Sua vontade. Com frequência, concentramos nossas orações em nossas próprias necessidades, negligenciando a importância de ouvir o que Deus quer nos comunicar.

A Escritura nos lembra que Deus tem um propósito específico para cada um de nós e que Ele guia nossos passos. Ao reservarmos tempo para buscar Sua orientação e nos submetermos à Sua vontade, tornamo-nos instrumentos mais eficazes em Suas mãos.

Portanto, é essencial dedicar um tempo regular para dialogar com Deus, não apenas apresentando nossas petições, mas também buscando Sua orientação e discernimento. Ao fazer isso, permitimos que Ele conduza nossas vidas de acordo com Seus planos, assim como Jesus fez durante Seu ministério terreno. Este compromisso com a oração e a busca pela vontade divina nos capacita a permanecer em Cristo e a desempenhar com excelência nossa missão na terra.

2. Leia a bíblia

Ler a Bíblia é apenas o começo; mergulhar no estudo dela é onde a verdadeira transformação acontece. Cada um de nós tem nossa versão preferida da Bíblia, aquela que folheamos com mais frequência. Mas e se tentássemos explorar outras traduções? Por exemplo, experimente ler a aplicação pessoal, genebra entre tantas outras bíblias de estudo. Abordar a Bíblia como uma narrativa unificada, ao invés de apenas versículo por versículo, pode revelar novas perspectivas e lições.

Além disso, investir em recursos adicionais, como comentários de estudiosos bíblicos respeitados, curso de interpretação bíblica, ampliará nossa compreensão das Escrituras. Memorizar versículos é importante, mas compreender seu significado dentro do contexto histórico e cultural em que foram escritos é igualmente essencial. Evitar interpretar os versículos de forma isolada, de modo a se encaixarem em nossas próprias agendas, é fundamental.

Ao estudar o contexto cultural e histórico por trás dos nossos versículos favoritos, somos capacitados a entender a intenção original do autor, permitindo-nos aplicar a Palavra de maneiras mais autênticas e significativas. Assim, nos alinhamos com a vontade de Deus, ao invés de impor nossas próprias interpretações. Este compromisso com o estudo profundo da Palavra nos conduzirá a uma jornada espiritual enriquecedora e revigorante.

3. Tenha disciplina espiritual

Além da oração e do estudo da Bíblia, considere incorporar outras formas de disciplina espiritual em sua rotina. Por exemplo, experimente adotar o propósito do jejum como uma prática regular, reservando um dia por semana para isso, desde que sua saúde permita. Jejuar não é apenas uma abstinência de comida, mas também pode envolver desligar-se das distrações modernas, como redes sociais, televisão, celular e gastos excessivos.

Além disso, explore a possibilidade de passar uma noite em vigília, dedicando-se à oração e à busca da presença do Senhor. Muitas vezes, é durante essas horas tranquilas da noite que estamos mais receptivos às mensagens de Deus, livres das distrações do dia a dia. Assim como Jesus convidou seus discípulos a vigiar com ele no jardim do Getsêmani, você também pode se dedicar a uma noite de oração intensa e escuta atenta.

Além disso, considere outras disciplinas espirituais, como o silêncio, o registro de reflexões em um diário e a memorização das Escrituras. Ao adotar essas práticas, você abrirá novos horizontes espirituais e se sintonizará mais profundamente com Deus Pai. Isso, por sua vez, conduzirá a um reavivamento pessoal em seu coração, despertando uma nova chama espiritual em sua vida.

4. Seja sensível a voz de Deus

Deus se comunica conosco de várias formas: por meio das Escrituras Sagradas, revelações, sonhos, e até mesmo através de outras pessoas. Ele não se limita a um único método de comunicação. Portanto, é importante estar atento e receptivo à maneira como Ele escolhe falar conosco em cada momento.

Para iniciar esse processo de renovação espiritual, é necessário estar em sintonia com o coração de Deus. Comece refletindo sobre qualquer obstáculo espiritual que possa estar bloqueando sua capacidade de ouvir a voz de Deus. Ao se colocar diante do Senhor, humildemente peça para que Ele revele quaisquer áreas em sua vida que necessitam de purificação.

Não ignore qualquer pensamento ou sentimento negativo que surja durante esse momento de reflexão, pois muitas vezes é através desses sinais que Deus escolhe falar conosco. Permita que Ele vasculhe seu coração e o purifique de qualquer impureza que possa estar obstruindo sua comunhão com Ele.

Após limpar sua mente e coração diante de Deus, direcione sua atenção para ouvir sua voz. Pergunte-Lhe diretamente: “Qual é a mensagem que tens para mim hoje? Existe alguém com quem desejas que eu compartilhe?” Então, silencie sua mente e abra seu coração para ouvir a resposta de Deus. Esteja aberto ao que Ele tem a dizer, seja uma palavra específica ou simplesmente a sensação de Sua presença trazendo conforto.

Lembre-se de que o objetivo principal desse exercício não é buscar apenas as bênçãos de Deus, mas sim desfrutar de Sua presença e cultivar um relacionamento íntimo com Ele. Demonstre sua devoção ao estar em silêncio diante Dele, mostrando que seu desejo é simplesmente estar na Sua presença.

5. Devocional diário

O momento devocional é um tempo especial reservado para renovo espiritual, reflexão e comunhão com o Eterno. É um período dedicado à oração, leitura das escrituras sagradas e meditação, permitindo que você tenha um momento de intimidade com Deus.

Essa prática é essencial para nutrir a sua vida pessoal e para experimentar um reavivamento espiritual.

Lembre-se, o reavivamento espiritual não está limitado ao ambiente da igreja ou a eventos específicos; pode ser cultivado e experimentado individualmente, em qualquer lugar e a qualquer momento. Como mencionado, não é necessário frequentar uma instituição renomada para isso. Cada pessoa pode buscar seu próprio reavivamento espiritual, independentemente das circunstâncias ao seu redor.

Portanto, mesmo que sua comunidade religiosa não esteja experimentando um avivamento evidente em comparação com outras, isso não deve ser visto como um obstáculo insuperável. Ao contrário, é um convite para buscar você um reavivamento pessoal, começando por meio de momentos devocionais dedicados à busca da presença divina.

Conclusão:

Ao seguir esses passos com diligência e sinceridade, você poderá testemunhar como Deus desperta sonhos antigos, limpa emoções negativas e transforma pensamentos. E, no mínimo, experimentará a liberdade que Deus planejou para todos nós. Então, reserve um momento agora para iniciar esse processo de renovação espiritual e descubra a plenitude que está ao seu alcance.

O produto do reavivamento é alegria para aqueles que estavam desanimados, mas agora experimentam um novo vigor espiritual. Que o Espírito Santo lhe ajude nesta busca pelo reavivamento espiritual.

Leia também:

Indiara Lourenço

Com mais de 20 anos atuando na Pregação e Ensino, Indiara possui experiência em ministério infantil, jovem e feminino. Estudante de Teologia e ministra aulas na EBD. Mãe, esposa e serva que ama fazer a obra de Deus. Contagia a todos com sua alegria e inspira com palavras motivadoras, deixando um impacto positivo por onde passa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!