5 lições importantes na história da mulher Samaritana

Neste estudo, vamos aprender 5 lições importantes da mulher Samaritana do capítulo 4 de João.

A conversa individual mais longa que Jesus teve com alguém na Bíblia foi com uma mulher. Ela foi ao poço tirar água e Jesus estava esperando lá.

Como muitos de nós, ela não o conhecia muito bem. Ela tinha ouvido falar do Messias, mas não sabia que Ele estava ali com ela. Seus deveres diários a mantinham ocupada e ele apareceu em sua vida fora do campo esquerdo. Ela não esperava que ele aparecesse e com certeza não esperava que ele mudasse sua vida.

Mas Ele a estava esperando. Ele tinha planos que ela desconhecia. Ele a usou poderosamente, embora sua vida estivesse longe de ser fascinante.

É uma história encorajadora e bonita.

Encorajador para nós porque Deus permite que participemos de Sua obra aqui na terra. Não importa onde estivemos ou o que fizemos no passado. Ele pode nos usar para Seus propósitos.

É lindo porque quando temos um relacionamento pessoal com Jesus, Ele nos dá o que mais precisamos, a água viva e satisfatória para saciar nossa sede espiritual.

Quem é a mulher samaritana no poço e por que ela está sozinha?

A história da mulher samaritana começa quando Jesus está no campo da Judéia com seus discípulos (João 3:22). A passagem nos diz que Jesus teve que passar por Samaria (João 4:4) quando ia da Judéia para a Galiléia. 

Isso, por si só, era incomum para os judeus fazerem, já que os samaritanos eram parte judeus e parte gentios, e muito odiados por ambas as partes. 

Em João 4:5-6 está escrito:

“Chegou, pois, a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, perto do campo que Jacó dera a seu filho José. O poço de Jacob estava lá; Então Jesus, cansado como estava da viagem, estava sentado à beira do poço. Era cerca da hora sexta. Uma mulher da Samaria veio tirar água…”

A sexta hora teria sido nosso meio-dia para nós hoje. Teria sido o calor do dia e a maioria das pessoas durante esse tempo estaria descansando. A maioria das mulheres vinha de manhã cedo ou tarde da noite para buscar água. No entanto, Jesus havia mandado seus discípulos embora (João 4:8), e vemos a mulher se aproximar do poço para buscar água. 

À medida que a história avança, ficamos sabendo que essa mulher vem regularmente ao poço nessa hora do dia (João 4:15). Ela foi casada 5 vezes e atualmente vive em pecado impenitente, morando com o namorado (João 4:16-18). 

Essas circunstâncias indicam seu desejo de evitar a vergonha de frequentar o poço na presença de outras mulheres. E, no entanto,  Jesus, em Sua intencionalidade divina, procurou encontrar esta mulher específica neste momento específico.

Como Jesus é revelado nesta história da samaritana?

Por meio da conversa com a samaritana, vemos Jesus se revelar três vezes ao longo da história. Primeiro, Jesus é revelado como a Água Viva (João 4:13-14). Depois de pedir de beber à samaritana, Ele responde oferecendo-lhe algo maior. Ele diz: 

Respondeu-lhe Jesus: Se tu conhecesses o dom de Deus e quem te pede de beber, tu lhe pedirias e ele te daria água viva. – João 4:10

Ele é a Água Viva de que ela precisa, a fonte da vida. Em seguida, Jesus é revelado como um profeta. João 4:16-19 diz:

Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá. A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido; Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade. Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta.

Chocada com a verdade de Suas palavras e a exposição de seu próprio pecado, seus olhos estão começando a se abrir para a verdade de quem Ele é. Por meio dessa declaração, ele mostra a ela que Sua palavra é verdadeira. Finalmente, vemos Jesus revelado como o Messias. 

Eu sei que vem o Messias (aquele que se chama Cristo). Quando ele vier, nos contará todas as coisas. Jesus disse a ela: Eu, que falo com você, sou ele. – João 4: 24-26

Jesus é o Messias. Ele agora disse explicitamente à mulher que Ele é o último Rei ungido que veio para buscar e salvar os perdidos. 

Os termos Messias (hebraico) e Cristo (grego) significam “ungido”. No NT e no judaísmo primitivo, “Messias” combina muitas expectativas do AT sobre um “ungido” que lideraria, ensinaria e salvaria o povo de Deus.

Na história da mulher samaritana na Bíblia podemos aprender muito. Aqui estão 5 lições que podemos aprender com a mulher Samaritana na Bíblia:

1. Podemos encontrar Jesus nos esperando

Foi, pois, a uma cidade de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José. E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase à hora sexta. Veio uma mulher de Samaria tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber. (João 4:5-7)

A mulher Samaritana no poço estava fazendo uma tarefa de rotina, ou seja, tirar água do poço. Nada estava fora do comum, exceto quem estava sentado no poço, descansando e esperando por ela.

Eu amo como a bíblia sagrada menciona que Jesus está cansado.

Tenho certeza de que Ele está exausto com minha própria imaturidade espiritual, rebelião e teimosia, às vezes. Mas Ele pacientemente espera por nós.

Ele quer que sejamos honestos com ele sobre nossa vida. Ele espera até o momento perfeito para fazer as coisas para o bem ou para nos transformar de alguma forma, para melhor.

o encontro de Jesus com a mulher samaritana

2. Quando conhecemos Jesus, nós o amamos

Disse-lhe, pois, a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos). Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva. (João 4 : 9-10)

Jesus nem mesmo reconhece seu comentário sobre suas diferenças, mas vai direto ao cerne da questão.

Ela não faz idéia de quem Aquele homem era, ela não O conhecia.

Uma coisa é saber quem é Jesus, mas é real quando O conhecemos em nossos corações. 

Então é amor. Nunca vou me esquecer de descobrir que estava ‘apaixonado’ por Jesus. (Eu nem sabia que poderíamos nos apaixonar por Ele. Nunca tinha ouvido nada sobre isso na igreja em que cresci.)

Eu não conseguia parar de pensar em Jesus. Por anos, tudo me lembrava Dele, e eu via Deus na criação em todos os lugares que olhava. 

Por que penso em Deus 24 horas por dia, 7 dias por semana?

Pensamos em alguém constantemente por anos e não conseguimos tirá-lo de nossos pensamentos porque estamos apaixonados.

Quando realmente conhecermos Jesus, nós o amamos.

3. Às vezes, assim como a mulher samaritana, não acreditamos

Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que a tirar, e o poço é fundo; onde, pois, tens a água viva? És tu maior do que o nosso pai Jacó, que nos deu o poço, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado? Jesus respondeu, e disse-lhe: Qualquer que beber desta água tornará a ter sede; Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna. Disse-lhe a mulher: SENHOR, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la. (João 4:11-15)

A mulher samaritana devia estar se perguntando como algo tão natural quanto a água, pode se tornar algo que parece impossível. Água viva? Não faz sentido.

Jesus está prestes a transformar sua maneira natural de pensar em bebida espiritual.

Eles estão sozinhos quando esse relacionamento íntimo começa. Podemos descobrir que nosso próprio relacionamento com Jesus também requer tempo a sós.

Ele trabalha melhor em nós quando não estamos distraídos pelo mundo. Talvez estejamos em uma cama de hospital ou deitados de costas, sem nada além Dele para nos fazer companhia. 

É nesses momentos que ele chama nossa atenção e fala ao nosso espírito, tornando sua presença conhecida e nos aproximando.

lições sobre a mulher samaritana

4. Jesus abre nossos olhos para a verdade

Disse-lhe Jesus: Vai, chama o teu marido, e vem cá. A mulher respondeu, e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: Não tenho marido; Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade. Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta. Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que a hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo. Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo. (João 4: 16-26)

Não demorou muito para a mulher samaritana perceber que Jesus estava dizendo a verdade. Seus olhos foram abertos e as palavras do Mestre a ajudaram a conhecê-lo melhor.

O mesmo é verdade para nós. Pode levar muito tempo para realmente conhecer alguém. Jesus nos mostra quem Ele é quando passamos pelos problemas da vida. Nós O conhecemos melhor à medida que vamos colocando nossa confiança Nele através das dificuldades da vida.

Jesus substituirá o pensamento natural pelo discernimento espiritual. Ele pega as mentiras em que acreditamos e nos dá a verdade por meio de Sua palavra. Ajudando-nos a adorá-lo em espírito e em verdade.

5. Não demore em um lugar que você já deveria ter deixado

Deixou, pois, a mulher o seu cântaro, e foi à cidade, e disse àqueles homens: Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Porventura não é este o Cristo? Saíram, pois, da cidade, e foram ter com ele. (João 4:28-30)

“E muitos dos samaritanos daquela cidade creram nele, pela palavra da mulher, que testificou: Disse-me tudo quanto tenho feito. Indo, pois, ter com ele os samaritanos, rogaram-lhe que ficasse com eles; e ficou ali dois dias. E muitos mais creram nele, por causa da sua palavra.” (João 4:39-41)

Ela não demorou quando chegou a hora de partir. Sua jarra de água foi deixada para trás como prova do que ela esqueceu quando encontrou Jesus no poço.

Literalmente levando outros a Jesus com seu poderoso testemunho. Eles foram até Jesus e pediram que Jesus viesse ficar com eles. E por causa de suas palavras, muitos mais se tornaram crentes.

Pode ser difícil distinguir a direção de Deus quando não estamos em um relacionamento próximo com Ele.

Mas quando passamos tempo com o Mestre em oração, lendo a Bíblia e rendidos em obediência, agiremos de acordo com nosso relacionamento pessoal. Queremos compartilhar com os outros o grande amor de Deus e tudo que fez por nós. Nosso desejo é que todos conheçam a Jesus.

Conclusão sobre as lições da mulher Samaritana na Bíblia

Assim como Jesus descansou junto ao poço, esperando pela mulher samaritana, Ele está pacientemente esperando por nós também.

Ele nos conhece muito bem, mesmo que não o conheçamos de verdade. Ele também quer ter uma conversa franca conosco.

Assim como a mulher samaritana, abra os olhos e veja-o, conheça-o. Seu coração nunca mais será o mesmo.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.
Botão Voltar ao topo