O que é Maturidade Espiritual?

Maturidade Espiritual é muitas vezes uma doutrina mal compreendida e mal interpretada na Igreja. Eu também não sou um especialista nisso, mas quero compartilhar alguns pensamentos com você. Neste post, vamos aprender o que não é maturidade espiritual, o que é maturidade espiritual, bem como os nove sinais bíblicos de uma pessoa espiritualmente madura. 

É minha esperança que esses pensamentos o ajudem a amadurecer espiritualmente e a ser frutíferos para Cristo.

O que Maturidade Espiritual não é?

A maioria das pessoas pensa que o conhecimento das escrituras é Maturidade Espiritual. Embora o conhecimento das escrituras seja um requisito para o crescimento espiritual, não deve ser confundido com a própria maturidade espiritual.

O que é a verdadeira Maturidade Espiritual?

Maturidade espiritual é, na verdade, outro termo para semelhança com Cristo. O cristão verdadeiramente maduro é uma pessoa em cujo caráter as qualidades de Cristo são evidentes, especialmente ao lidar com situações difíceis. Dada a seguir são alguns exemplos bem conhecidos.

1. Maria (mãe de Jesus) – Quando o anjo Gabriel entregou a mensagem de Deus a Maria, inicialmente ela ficou surpresa e confusa. Mas no final, ela disse: “Eu sou a serva do Senhor. Deixe isso acontecer comigo como você diz!” (Lucas 1:38)

2. José (pai terreno de Jesus) – Quando José descobriu que Maria está grávida, ele planejou em sua mente divorciar-se dela em silêncio. Mais tarde, porém, ele atendeu às palavras do Anjo. (Mateus 1:18-25)

3. Jeorão (Rei de Samaria) – Rasgou suas roupas em desespero, ao saber que o rei da Assíria quer que ele cure Naamã. (2 Reis 5:7)

4. Simão Pedro – Desembainhou a espada e feriu o servo do sumo sacerdote, cortando-lhe a orelha direita. (João 18:10)

Os 9 sinais da maturidade espiritual

Encontramos nove sinais de maturidade espiritual em Gálatas 5:22-23. Estes são conhecidos como Frutos do Espírito. Essas características eram evidentes na vida e ministério de Cristo.

1. Amor – um compromisso incondicional com o bem-estar dos outros. (João 3:16)

2. Alegria – uma condição divinamente inspirada que depende da presença de Deus e de suas promessas em vez de acontecimentos. (Filipenses 4:4)

3. Paz – o estado de segurança divina, liberdade de preocupações e pensamentos opressivos. (Isaías 26:3)

4. Paciência – lento para vingar erros. Não se comporta mal em situações difíceis por raiva e ódio. Longo sofrimento. (Tiago 5:11)

5. Bondade – a ânsia de deixar os outros à vontade. Um temperamento doce e atraente que mostra consideração amigável. (João 4:1-26)

6. Generosidade – abrir-se desinteressadamente aos outros e ser generoso com eles, embora não mereçam. (Lucas 22:51)

7. Fidelidade – firme devoção a Deus, lealdade aos outros, cumprimento responsável dos deveres designados. (Mateus 25:23)

8. Gentileza – comportamento humilde e não ameaçador que deriva de uma posição de força e autoridade. (2 Coríntios 10:1)

9. Autocontrole – conter suas emoções, ações e desejos, e estar em harmonia com a vontade de Deus. (Lucas 4:30)

Observações

Uma criança leva muitos anos para amadurecer física e emocionalmente. Da mesma forma, Ninguém pode amadurecer completamente da noite para o dia. É um processo ao longo da vida. Também não podemos alcançar sua plenitude nesta vida. Mas nós nos ajudamos a nos tornar semelhantes a Cristo, obedecendo às instruções de Deus dadas a nós na Bíblia. (Mateus 7:24-27)

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo