O que Nicodemos sabe sobre “nascer de novo?”

Ao longo de seu ministério, Jesus muitas vezes bateu de frente com os fariseus teimosos e legalistas. Sua mensagem, que se opunha diretamente ao poder e aos princípios deles, centrava-se em torno de uma transformação espiritual do coração, não de uma adesão metódica à lei.

Para experimentar a salvação e ver verdadeiramente o reino de Deus em ação na vida de alguém, Jesus ensinou que devemos deixar de lado a velha vida pecaminosa para nos tornarmos novas criaturas transformadas, renovadas e reformadas pela graça de Deus, não por obras pessoais.

Mais tarde, Jesus diria que devemos “nascer de novo”.

Essa ideia de “nascer de novo” (um dos temas mais poderosos e predominantes na fé cristã ) surgiu de uma conversa com um fariseu. Em João 3, Nicodemos, um fariseu e membro do conselho governante judaico veio a Jesus à noite com o coração de um buscador e uma pergunta sobre o significado mais profundo da salvação.

A resposta de Jesus não só mudaria sua vida, mas mudaria para sempre a vida de futuros cristãos.

Quem foi Nicodemos na Bíblia?

Nicodemos, um nome em grego que significa “vitória do povo”, era membro do Sinédrio, um corpo de líderes religiosos encarregados de lidar com questões de lei e religião judaicas. 

Como membro desse corpo, Nicodemos teria sido um homem culto, privilegiado e influente, responsável por saber sobre qualquer professor ou figura pública que pudesse enganar o povo.

Uma noite, Nicodemos veio a Jesus em particular para perguntar sobre coisas que ele tinha ouvido e visto. Alguns acreditam que ele veio como espião do Sinédrio, procurando descobrir a natureza do ministério de Jesus ou prendê-lo em uma resposta que poderia ser usada contra ele nos tribunais. 

Embora isso possa fornecer uma explicação para as motivações de Nicodemos, não há evidências suficientes no texto para apoiar essa teoria.

O fato de ele ter ido a Jesus em particular, em vez de desafiá-lo publicamente, como outros fariseus costumavam fazer, pode revelar mais sobre seu coração e sua possível motivação.

Onde encontramos sobre Nicodemos e “nascer de novo”

Tudo o que sabemos sobre Nicodemos vem do evangelho de João. O que lemos em João 3 é que Nicodemos veio a Jesus, iniciando a conversa com uma afirmação, não uma pergunta:

“Rabi, sabemos que você veio de Deus como um mestre, pois ninguém pode fazer esses sinais que você faz, a menos que Deus esteja com ele”. (João 3:2)

Nicodemos, no mínimo, era diferente da maioria dos fariseus por reconhecer a autoridade e a sabedoria divina de Jesus desde o início. Ele pode não ter sido um verdadeiro crente ou seguidor de Jesus (na época), mas não podia argumentar contra o que tinha visto e ouvido.

Nicodemos havia testemunhado os milagres de Jesus e ouvido seus ensinamentos. Agora ele buscava respostas e veio quando soube que poderia falar com Jesus pessoalmente.

O que Nicodemos perguntou a Jesus e por quê?

À declaração inicial de Nicodemos, Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade vos digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3:2).

Essa resposta claramente confundiu o curioso fariseu, que rapidamente perguntou: “como pode um homem nascer sendo velho? Ele não pode entrar pela segunda vez no ventre de sua mãe e nascer, não é?” (João 3:4)

Nicodemos faria uma pergunta muito lógica para esclarecer uma verdade muito espiritual.

Em sua mente, não fazia sentido como uma pessoa poderia nascer uma segunda vez ou como alguém retornaria ao útero de sua mãe. Em termos puramente físicos, ele estava certo. Não é possível. Mas os mistérios de Deus e as maravilhas de Seu reino nem sempre são aparentes ou compreendidos em termos puramente literais ou físicos.

De fato, para a mente terrena, as maravilhas de Deus muitas vezes parecem loucura. Nicodemos logo descobriria que “nascer de novo” não tem nada a ver com renascimento físico. 

Matthew Henry escreve que “tal é a natureza do reino de Deus (na qual Nicodemos desejava ser instruído) que a alma deve ser remodelada e moldada, o homem natural deve se tornar um homem espiritual, antes que ele seja capaz de receber e compreendê-los”.

Mesmo antes de Jesus, a Bíblia falava da profundidade e dos mistérios do Criador:

  • “Clame a mim e eu te responderei, e te contarei coisas grandes e ocultas que você não sabe.” (Jeremias 33:3)
  • “É a glória de Deus esconder as coisas, mas a glória dos reis é investigar as coisas.” (Provérbios 25:2)
  • “Você pode descobrir as coisas profundas de Deus? Você pode descobrir o limite do Todo-Poderoso? É mais alto que o céu – o que você pode fazer? Mais profundo que o Sheol – o que você pode saber? Sua medida é mais longa que a terra e mais ampla que o mar”. (Jó 11:7-9)

Deus, em Seu poder infinito e sabedoria divina, muitas vezes está envolto em mistério além do alcance da compreensão humana. Isso não significa que Ele não possa ser conhecido ou que tenha se escondido intencionalmente do mundo. Para entender a natureza divina de Deus, no entanto, devemos buscar a sabedoria divina e permitir-nos ser “transformados pela renovação de nossas mentes”. (Romanos 12:2)

Em sua conversa com Nicodemos, Jesus disse que:

“se alguém não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito”. (João 3:5-6)

A incapacidade de Nicodemos de entender o que Jesus quis dizer demonstrou perfeitamente o ponto de vista de Jesus.

Nascida da carne, a mente humana não pode compreender os mistérios do reino de Deus ou compreender a plenitude de Deus. Este nível de compreensão só pode vir de uma transformação espiritual de uma mente que é renovada ou “nascida de novo” por meio de Cristo.

É por isso que os fariseus muitas vezes lutavam para entender ou aceitar a mensagem e o ministério de Jesus. Eles estavam muito arraigados em seus caminhos e dependentes de seu poder e influência política para aceitar qualquer tipo de transformação espiritual ou rendição filosófica.

Eles eram a elite religiosa e prosperavam com a percepção do público de que eram a autoridade intelectual suprema em assuntos espirituais. Mas a influência terrena e o status político são irrelevantes no reino de Deus.

Nascer de novo é nascer do Espírito. Isso era algo que os fariseus simplesmente não conseguiam entender.

O que Nicodemos demonstra sobre a fé?

Nicodemos, no entanto, veio curioso e ansioso para aprender mais sobre os ensinamentos de Jesus. Seu coração foi agitado e sua mente desafiada. No entanto, aqueles que buscam ao Senhor e respostas aos mistérios de seu reino não ficarão desapontados (Jeremias 29:13, Deuteronômio 4:29, Lucas 11:9).

Embora Jesus possa ter gentilmente advertido Nicodemos, um mestre da lei, por sua ignorância inicial, perguntando: “você é o mestre de Israel e não entende essas coisas?” (João 3:9) Ele, no entanto, o guiou ao entendimento com uma referência à narrativa do Antigo Testamento que apontava para seu eventual sacrifício.

“Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado, para que todo aquele que nele crê tenha a vida eterna”. (João 3:14-15)

A conversa entre Jesus e Nicodemos claramente plantou a semente para a própria transformação espiritual de Nicodemos.

Por que Nicodemos veio a Jesus discretamente e à noite?

É possível que ele não quisesse que outros soubessem desse encontro, muito menos os fariseus. Ele tentou manter sua fé escondida do mundo por medo do público. Mas isso logo mudaria.

Nicodemos mais tarde defenderia Jesus publicamente quando os fariseus questionaram se deveriam ou não prender Jesus (Jo 7:51). 

E mesmo após a morte de Jesus, Nicodemos foi visto, junto com José de Arimatéia, trazendo mirra e especiarias ao túmulo de Jesus (Jo 19:39).

Embora, a princípio, ele fosse à noite, depois ele buscaria Cristo publicamente.

Por que a Bíblia fala sobre nascer de novo?

Jesus falou de “nascer de novo” para explicar o que deve acontecer no coração, mente e alma do crente transformado pela graça e perdão de Deus. O nascimento é o começo de toda a vida, e para nascer do Espírito é preciso começar aos pés da cruz.

João Batista anunciou Jesus como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Jo 1:29). E Paulo escreveu aos Coríntios, “portanto, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas passaram; eis que surgiram coisas novas”. (2 Coríntios 5:17)

Nossa velha vida pecaminosa morreu com Cristo. Nova vida nasce de Sua ressurreição. Para nascer de novo, precisamos ter uma nova natureza, novos princípios e novos objetivos.

Nascer em Cristo, tudo deve se conformar à Sua vontade. Nele, recebemos novos olhos, novas motivações, um novo coração e um novo começo.

O que Nicodemos descobriu sobre “nascer de novo”

Nicodemos descobriu algo sobre os mistérios de Deus e o significado da salvação em sua conversa com Jesus. Não muito depois de Jesus falar em nascer de novo, ele pronunciou uma das passagens mais famosas da Bíblia:

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3:16)

O novo nascimento espiritual e a nova vida oferecidos pela graça de Jesus Cristo são mais do que apenas uma solução rápida para uma doença terrena. É uma cura espiritual que nos permite experimentar e desfrutar de uma eternidade com Cristo. Os fariseus caíram tristemente na armadilha do legalismo e, como resultado, perderam o coração de Deus em Cristo.

Felizmente, o coração de Nicodemos superou seu treinamento terreno e a mesquinhez de seus colegas espirituais.

Como diz em Jeremias, “vocês me buscarão  e me acharão quando me buscarem de todo o coração” (Jeremias 29:13). E Nicodemos realmente o encontrou. 

Parece que a melhor maneira de entender o que significa “nascer de novo” é experimentá-lo por si mesmo, e isso certamente é comprovado na vida e transformação de Nicodemos.

Botão Voltar ao topo