Quantos anos Moisés tinha quando morreu?

Era Moisés da idade de cento e vinte anos quando morreu; os seus olhos nunca se escureceram, nem perdeu o seu vigor.

Deuteronômio 34:7

Moisés foi super importante na Bíblia porque Deus o escolheu, não por ser super esperto ou habilidoso.

Igual aconteceu com muita gente na Bíblia. Deus queria fazer algo incrível através delas para mostrar Seu poder, mas essas pessoas não se ofereciam, e ainda faziam muitos erros. Pensa em Abraão, Jacó, Noé, Moisés, , Ester, Gideão e mais. Eles nunca podem se gabar pelo que Deus faz através deles. Na verdade, geralmente ficam impressionados com o que Deus faz apesar de suas fraquezas.

Vamos dar uma olhada na história de Moisés de trás pra frente. É interessante ver como Deus fez um plano para salvar Seu povo, usando um cara que teve que viver pulando de um lugar para outro.

Moisés nasceu de uma mãe hebreia escrava no Egito, e sua vida corria perigo porque o Faraó queria matar os bebês hebreus para evitar que crescessem e ameaçassem seu reinado. Mas, por ironia do destino (ou melhor, o plano de Deus), a filha do Faraó achou Moisés no rio e o adotou. E acredite ou não, ela até deixou que a própria mãe de Moisés cuidasse dele.

Segundo a pesquisa bíblica, Moisés pode ter vivido com sua família hebraica por mais de três anos antes de voltar para a filha do Faraó e ser adotado por ela.

Quantos anos tinha Moisés quando fugiu do Egito?

Moisés tinha 40 anos quando fugiu do Egito, como mencionado em Atos 7:23. Ele decidiu visitar seus parentes, o povo de Israel, e ao presenciar um egípcio maltratando um escravo hebreu, Moisés se vingou e acabou matando o egípcio.

Após esse incidente, Moisés percebeu que seu crime não passaria despercebido, então fugiu do Egito. Ele vagou pelo deserto e acabou ajudando um grupo de pastoras cujos rebanhos eram ameaçados por ladrões. Ao afugentar os saqueadores, Moisés ganhou o favor de Jetro, sacerdote de Midiã. Jetro o acolheu em sua casa, e Moisés começou a trabalhar para ele. Eventualmente, Jetro deu a Moisés sua filha, Zípora, como esposa.

Moisés continuou a trabalhar para Jetro no sopé do Monte Sinai por mais 40 anos, chegando assim à idade de 80 anos. Apesar da sua idade, Deus ainda tinha planos para Moisés, e sua história estava longe de terminar.

Quantos anos tinha Moisés quando retornou ao Egito?

Moisés tinha cerca de 80 anos quando retornou ao Egito. A princípio, ele estava tranquilo vivendo com os midianitas e provavelmente não planejava voltar ao Egito.

No entanto, um dia, enquanto cuidava de rebanhos no Monte Sinai, Moisés teve um encontro notável. O anjo do Senhor apareceu a ele em uma sarça em chamas, e Deus lhe ordenou que tirasse as sandálias, pois estava em solo sagrado. Identificando-se como o Deus dos patriarcas Abraão, Isaque e Jacó, Deus instruiu Moisés a retornar ao Egito e desafiar o Faraó a libertar os israelitas escravizados.

Moisés hesitou e tentou argumentar que não era a pessoa certa para essa tarefa. No entanto, após muita persuasão divina e a manifestação de 10 pragas pelo Senhor, Faraó finalmente concordou em libertar o povo de Israel.

O ponto culminante foi quando Deus tirou a vida de todos os primogênitos no Egito, mas os israelitas foram protegidos ao seguir a instrução de pintar o sangue de um cordeiro ou cabrito nas ombreiras de suas portas. Isso os tornou intocáveis pela praga (Êxodo 12:12-13).

Por quanto tempo Moisés liderou o povo no deserto?

Moisés liderou o povo no deserto por 40 anos. Na noite em que o Faraó libertou os israelitas, cerca de 600.000 homens, além de mulheres e crianças, deixaram o Egito, onde haviam vivido por 430 anos.

Ao seguir as instruções de Deus, Moisés conduziu o povo até as margens do Mar Vermelho. Deus mostrou Seu poder abrindo o mar, permitindo que os israelitas passassem a pé seco, enquanto a água se fechava sobre os soldados egípcios que os perseguiram (Êxodo 14:15).

Os anos seguintes foram desafiadores. Moisés liderou o povo durante 40 anos no deserto, lidando com reclamações, desobediência às regras de Deus (os Dez Mandamentos), pecados, arrependimentos, rebeliões e, finalmente, a construção do Tabernáculo para o Senhor. O objetivo era alcançar a terra prometida, uma terra de leite e mel, conforme a promessa divina.

Por que Moisés não foi autorizado a entrar na terra prometida?

Moisés não pode entrar na Terra Prometida devido a um incidente específico em Meribá Cades, conforme narrado em Números 20. Nesse episódio, as pessoas estavam sofrendo com a sede no deserto, e Moisés e Arão buscaram a orientação de Deus na Tenda do Encontro.

Deus instruiu Moisés a falar com uma rocha para que água jorrasse, mas Moisés, irritado, em vez de seguir as instruções, bateu na rocha duas vezes. Embora a água tenha jorrado, a desobediência de Moisés teve consequências. Deus explicou que Moisés e Arão quebraram Sua fé na presença dos israelitas, não defendendo Sua santidade entre o povo.

Em Deuteronômio 32:51-52, Deus revela que Moisés e Arão não poderiam entrar na Terra Prometida devido a esse incidente específico em Meribá Cades. A razão foi a quebra de confiança e a falta de honra à santidade de Deus diante dos israelitas.

Antes de sua morte aos 120 anos, Deus mostrou a Moisés a terra que seus descendentes herdariam, mas Moisés não teve permissão para entrar nela. Embora tenha mantido sua força física até o fim, Deus tomou essa decisão para destacar a importância da obediência e da santidade em Seu relacionamento com Seu povo.

O que aconteceu depois que Moisés morreu?

Após a morte de Moisés, Deus falou a Josué, filho de Num, o ajudante de Moisés, conforme registrado em Josué 1:1. Deus designou Josué para liderar o povo israelita através do Rio Jordão até a Terra Prometida.

A mensagem de Deus para Josué foi de encorajamento e promessa. Ele seria abençoado com a presença divina, e Deus assegurou a Josué: “Eu não vou falhar com você ou abandoná-lo. Seja forte e corajoso” (Josué 1:5-6). Essa foi a responsabilidade e a missão de Josué, que anteriormente se destacou como um dos 12 espiões enviados para explorar a terra prometida.

Na época em que Moisés liderou os espiões, apenas Josué e Calebe permaneceram firmes na confiança de que Deus daria a vitória sobre os inimigos da terra (Números 14:6-9). Agora, Josué, um homem corajoso, estava encarregado de conduzir o povo à sua herança.

A história de Moisés não fica marcada apenas por falhas, mas também por sua fé. Apesar de suas dúvidas iniciais e imperfeições, Moisés demonstrou fé em diversas ocasiões ao longo de seu relacionamento com Deus.

O escritor de Hebreus 11, muitas vezes chamado de “Hall da Fama da Fé”, destaca as ações de fé de Moisés em cinco ocasiões. Isso destaca que Deus escolheu realizar Sua vontade por meio de pessoas imperfeitas, mostrando que a fé de Moisés superou suas limitações e imperfeições.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo