Quem foi Judas, o Apóstolo? História de Judas Tadeu na Bíblia

Judas, o apóstolo, também conhecido como Judas de Tiago, Judas filho de Tiago, Tadeu, Lebeu e Judas Tadeu foi um dos doze principais discípulos de Jesus. Alguns estudiosos acreditam que ele é a mesma pessoa que Judas, irmão de Jesus, tradicionalmente considerado o autor da Epístola de Judas.

Embora seu nome às vezes traduzido como Judas, ele não é Judas Iscariotes, o discípulo que traiu Jesus por 30 moedas de prata.

Judas, o apóstolo, aparece algumas vezes no Novo Testamento. Exatamente quantas vezes depende se o consideramos a mesma pessoa que Judas, irmão de Jesus. De qualquer forma, a Bíblia não nos dá muitos detalhes.

Neste estudo, abordaremos todas as incertezas e fatos sobre esse discípulo menos conhecido (e possível autor bíblico).

Quem foi o apóstolo Judas?

Na melhor das hipóteses, Judas tem uma linha de diálogo nos evangelhos e isso depende de qual Judas João está falando em João 14:22. Ele não desempenha um papel especial em nenhuma parte da narrativa do evangelho (além de possivelmente mencionado como um dos irmãos de Jesus). Na verdade, o nome Judas só aparece em duas das quatro listas dos 12 discípulos de Jesus.

Aqui está o que sabemos sobre ele a partir de menções na Bíblia e relatos da igreja primitiva.

Um dos Doze

Um dos poucos fatos concretos sobre “Judas de Tiago” é que ele era um membro dos Doze, tornando-o um dos discípulos e confidentes mais próximos de Jesus. Embora existam quatro listas dos doze apóstolos na Bíblia, apenas duas delas incluem Judas (dependendo da tradução):

“Ao amanhecer, chamou a si os seus discípulos e escolheu doze deles, a quem também designou apóstolos: Simão (a quem deu o nome de Pedro), seu irmão André, Tiago, João, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Simão, chamado Zelote, Judas, filho de Tiago, e Judas Iscariotes, que se tornou um traidor”. – Lucas 6:13-16

“Quando eles chegaram, subiram para o quarto onde estavam hospedados. Os presentes eram Pedro, João, Tiago e André; Filipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus; Tiago, filho de Alfeu, e Simão, o Zelote, e Judas, filho de Tiago”. – Atos 1:13

Curiosamente, ambas as listas foram escritas por Lucas. As outras duas listas parecem substituir Judas por alguém chamado Tadeu, e há teorias mistas sobre o porquê. De qualquer forma, sua inclusão entre os Doze significa que Judas passou cerca de três anos vivendo com Jesus, testemunhando seus milagres e ouvindo seus ensinamentos. Ele viu inúmeras demonstrações da divindade de Jesus.

Embora o Livro de Atos e as epístolas nunca descrevam o ministério de Judas, como um dos Doze, ele teria sido um dos líderes mais importantes da igreja primitiva.

Definitivamente não é Judas Iscariotes

Dependendo da tradução que você usa, você pode ver listado como Judas. São duas variações do mesmo nome grego, derivado do nome hebraico e aramaico, Judá. Alguns estudiosos acreditam que “Judas” primeiro entrou em nossas traduções para ajudar a evitar confusão com Judas Iscariotes, cujo nome praticamente se tornou sinônimo de traidor na arte, literatura e cultura popular.

Um homem chamado Judas, supostamente Judas, o apóstolo, aparece em João 14:22, e João faz questão de nos dizer que este não é Judas Iscariotes.

Alguns sugerem que essa aversão ao nome Judas é a mesma razão pela qual Mateus e Marcos substituíram Judas por Tadeu em suas listas de discípulos. Mas isso é apenas especulação.

A maioria das outras línguas usa um único nome para esses dois discípulos e permite que suas descrições façam a distinção (Como no nosso caso no Português).

Judas é Tadeu?

As listas de discípulos que encontramos em Mateus e Marcos não incluem Judas. Em vez disso, encontramos um discípulo chamado Tadeu:

“Estes são os doze que designou: Simão (a quem deu o nome de Pedro), Tiago, filho de Zebedeu e seu irmão João (a eles deu o nome de Boanerges, que significa “filhos do trovão”), André, Filipe, Bartolomeu , Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu, Simão, o Zelote, e Judas Iscariotes, que o traiu”. – Marcos 3:16-19

“Estes são os nomes dos doze apóstolos: primeiro, Simão (que se chama Pedro) e seu irmão André; Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João; Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o cobrador de impostos; Tiago filho de Alfeu e Tadeu; Simão, o Zelote, e Judas Iscariotes, que o traíram”. – Mateus 10:2-4

Alguns manuscritos dizem “Lebeu que tinha o sobrenome Tadeu”. Uma vez que seu lugar nessas listas é tão próximo da colocação de Judas em Lucas e Atos, e era comum que as pessoas serem conhecidas por dois nomes no primeiro século. A tradição sempre assumiu que esses eram dois nomes para a mesma pessoa. É por isso que Judas às vezes é chamado de Judas Tadeu.

Tadeu parece até ter sido como um apelido, que significava “coração corajoso”. Já que o nome “Judas” era tão infame dentro da igreja cristã, não seria surpreendente se Mateus e Marcos decidissem usar um nome diferente para Judas.

Nem todos concordam com essa avaliação, é claro.

Enquanto Lucas registra que os apóstolos se reuniram para nomear um novo membro dos Doze após a traição de Judas (Atos 1:24-26), alguns estudiosos argumentam a possibilidade de Judas tirado da igreja ou morrido, e a Bíblia simplesmente não registra sua substituição por Tadeu.

Mas isso não faz exatamente sentido. Mateus e Marcos estariam alterando a lista dos Doze originais para refletir as mudanças que ocorreram muito mais tarde.

De qualquer forma, a igreja primitiva geralmente aceitava que Tadeu e Judas eram a mesma pessoa.

Curiosidade: Eusébio escreveu sobre diferentes figuras da igreja primitiva conhecidas como Tadeu de Edessa, que supostamente era um dos Setenta (ou Setenta e Dois), os apóstolos que Jesus enviou para espalhar o evangelho em Lucas 10. 

Possivelmente o autor de Judas

O autor do Livro de Judas afirma a autoria alguém chamado Judas:

“Judas, servo de Jesus Cristo e irmão de Tiago,

Aos que foram chamados, amados em Deus Pai e guardados por Jesus Cristo…” – Judas 1

Novamente, Judas era um nome comum, então não podemos ter certeza de que se refere à mesma pessoa que o discípulo listado entre os Doze. A maior pista vem da associação com Tiago, sobre a qual falaremos mais abaixo. Como o autor não faz nenhum esforço para descrever a qual Tiago ele está se referindo, e Tiago era um nome tão comum, a maioria dos estudiosos assume que isso está se referindo a Tiago, o Justo – um dos principais líderes da igreja primitiva que se acredita ser o irmão de Jesus. Se ele estivesse se referindo a outro Tiago, o autor provavelmente teria feito uma distinção, já que Tiago, o Justo, era tão conhecido dentro da igreja.

Mas se o Judas que afirma ser o autor desta carta é ou não a mesma pessoa que o Judas listado entre os Doze depende em grande parte de como interpretamos a descrição “de Tiago”, que Lucas usou para distinguir Judas de Judas Iscariotes.

Ou irmão de Tiago… ou filho

Uma tradução literal de como Lucas descreve Judas é “Judas de Tiago”. Isso geralmente denota que Judas é filho de Tiago, mas é ambíguo, e considerando que outro líder da igreja chamado Judas se descreve explicitamente como irmão de Tiago, é fácil supor que “de Tiago” deve significar irmão aqui.

Exceto que há um problema com essa interpretação. Quando um autor bíblico pretende descrever um relacionamento fraterno, ele usa alguma forma da palavra adelphos (irmão). E não é o caso aqui. O que é pior: os escritores dos evangelhos usam adelphos para descrever as relações entre Pedro e André e Tiago e João nas mesmas listas.  

Se esse Judas e Tiago, filho de Alfeu, fossem parentes, esperaríamos que os autores nos dissessem, como fazem com os outros irmãos.

Mas Tiago, filho de Alfeu, é um personagem igualmente enigmático, e não podemos dizer com certeza se ele é a mesma pessoa que Tiago, o Justo, irmão de Jesus. 

Ainda assim, mesmo que Judas fosse irmão de um Tiago diferente daquele que listado ao lado, esperaríamos que a palavra para irmão fosse usada.

Curiosamente, os católicos tendem a manter a posição de que Judas é irmão de Tiago e, por extensão, irmão de Jesus, enquanto os protestantes geralmente acreditam que Judas é filho de alguém chamado Tiago.

Irmão de Jesus?

Se aceitarmos que Judas, o apóstolo, é a mesma pessoa que o autor de Judas, e aceitarmos que o Tiago mencionado em Judas 1 é Tiago, o Justo, então Judas, o apóstolo, também é irmão de Jesus.

Isso pode parecer um pouco exagerado, mas lembre-se: a Bíblia diz que Jesus tinha um irmão chamado Judas. Mateus e Marcos registram que quando Jesus pregou em sua cidade natal, as pessoas duvidaram dele porque conheciam sua família, que incluía seu irmão, Judas:

“Este não é o filho do carpinteiro? O nome de sua mãe não é Maria, e não são seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas?” – Mateus 13:55

Novamente, esses são nomes comuns, mas é definitivamente possível que o “Judas de Tiago” que Lucas listou entre os discípulos também fosse um dos irmãos de Jesus.

Mas isso também pode tornar as coisas bem complicadas, porque a família de Jesus não acreditou nele a princípio. Então, é apenas especulação.

Possivelmente um cético

O Evangelho de João nos diz que os irmãos de Jesus o encorajaram a fazer milagres na Judéia, e sugere uma razão pela qual eles queriam que ele fosse:

“Os irmãos de Jesus lhe disseram: Deixa a Galiléia e vai para a Judéia, para que seus discípulos vejam as obras que você faz. Ninguém que queira se tornar uma figura pública age em segredo. Já que você está fazendo essas coisas, mostre-se ao mundo. Pois mesmo seus próprios irmãos não acreditavam nele.” – João 7:3–5

Um desses irmãos que não acreditavam em Jesus pode ter sido Judas. Neste ponto da narrativa do evangelho, Jesus já havia realizado muitos milagres e chamado seus discípulos. Então seria um pouco estranho para Jesus estar tão adiantado em seu ministério e ainda ter um discípulo que não acredita nele.

Vale a pena notar, porém, que Jesus tinha pelo menos quatro irmãos, e João não diz especificamente que todos eles não acreditavam nele. Então é possível que seu irmão Judas cresse, mas os outros não. Também é possível que o irmão de Jesus, Judas, não fosse a mesma pessoa que o apóstolo Judas.

Um missionário

Como apóstolo, Judas teria sido enviado a algum lugar para espalhar o evangelho, assim como os outros apóstolos. A palavra que traduzimos como apóstolo (apóstolos) significa literalmente “enviado”.

A Lenda Dourada – um texto do século XIII contendo biografias de santos, registra que Judas começou a pregar na Mesopotâmia, depois fez parceria com Simão, o Zelote:

“Judas pregou primeiro na Mesopotâmia e no Ponto, e Simão pregou no Egito, e dali vieram para a Pérsia, e encontraram ali dois encantadores, Zaroes e Arphaxat, que S. Mateus havia expulsado da Etiópia”.

Outras tradições afirmam que ele pregou em toda a Judéia, Samaria, Iduméia, Síria e Líbia. Devido à confusão em torno de se Judas, o apóstolo, era a mesma pessoa que o irmão de Jesus, Judas, é difícil dizer quais jornadas podem se atribuir a uma ou a outra. Independentemente disso, o apóstolo Judas certamente pregou o evangelho em algum lugar .

Como morreu Judas Tadeu
São Tadeu e outros cristãos na prisão de Sanatruk -foto Wikipédia

Como morreu o apóstolo Judas?

Tradicionalmente, acredita-se que Judas foi martirizado na Síria em sua jornada missionária com Simão, o Zelote. Mas não está claro o quão confiável é essa tradição, porque vem do relato encontrado em Atos de Simão e Judas, um texto questionável cheio de histórias lendárias.

De acordo com A Lenda Dourada, Simão e Judas ordenam que os demônios saiam dos ídolos e destruam suas próprias imagens. Então os líderes religiosos matam Simão e Judas:

“E quando os bispos viram isso, eles correram para os apóstolos e os cortaram até a morte. E naquela mesma hora, que era bom tempo, veio tão grande trovão e relâmpago que o templo foi ferido em três, e os dois encantadores foram transformados em brasas pelo golpe do trovão. E o rei levou os corpos dos apóstolos em sua cidade, e fez uma igreja de maravilhosa grandeza em honra deles.”

Na arte, Judas é frequentemente retratado segurando um machado, porque ele conseguiu… machado.

Entre outros relatos lendários, A Lenda Dourada também registra que Judas e Simão ordenaram que um bebê de um dia falasse, e então o bebê milagrosamente falou em frases completas sobre sua própria concepção.

Então, podemos confiar? É difícil dizer. Algumas das informações contidas em A Lenda Dourada são claramente mitos. Mas essa coleção de tradições muitas vezes mistura fatos e ficção, dando-nos relatos verdadeiros que foram embelezados com lendas. E como apóstolo, Judas provavelmente foi um mártir.

Judas de Tiago

“Judas de Tiago” é um dos membros menos conhecidos dos Doze. Ele pode ter sido um dos irmãos de Jesus. Ele pode ter sido o autor da Epístola de Judas. Ou não. Ele tinha um nome comum, e a única descrição que temos apenas o liga a outro nome comum.

Mas, independentemente de quem ele era e para onde foi, o que sabemos é o seguinte: Jesus o chamou, ele o seguiu e desempenhou um papel no início de um pequeno movimento que se tornou a maior religião do mundo.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!