O que é a Salvação? Por que é necessário ser Salvo e como recebemos?

Quando crianças, aprendemos palavras associando-as a outras palavras. Eu não ia muito à igreja quando criança, então muitas das palavras da igreja não eram familiares para mim. Uma em particular que sempre me causou confusão foi a palavra “salvação”. 

Não era uma palavra com a qual eu tivesse muito com que me conectar. Meu pai trabalhava em um ferro-velho. Isso soou perto o suficiente. 

Então, imaginei que a salvação tinha a ver com reivindicar algo que estava quebrado e bagunçado e, de alguma forma, revendê-lo com um pouco de lucro. Acontece que eu estava bem perto.

O que significa salvação?

A definição mais simples de salvação é ser liberto ou resgatado do perigo. A palavra tomou um pouco mais de forma, quando descobri que estava conectada com o pregador nos dizendo, que precisávamos “ser salvos”. 

O significado mais comum de salvação é ser salvo por Deus, das consequências do nosso pecado. Mas a Bíblia sagrada, fala de nossa salvação em termos um pouco mais completos do que simplesmente ser resgatado do inferno.

Ao pensar sobre o que é a salvação, é importanto também pensar sobre do que somos salvos, para o que somos salvos, por quem somos salvos. 

Também é útil pensar em nossa salvação como um acontecimento passado, presente e futuro.

Do que somos salvos?

A própria natureza da palavra salvação significa que há algum tipo de condição ameaçadora ou mortal da qual devemos ser resgatados.

Ouvindo algumas de nossas canções populares, ditos e até mesmo pregadores, pode-se pensar que a principal coisa da qual somos salvos hoje em dia é da falta de propósito. 

Outros falam de salvação do vício em drogas ou relacionamentos destruídos. 

No entanto, outros falam de circunstâncias difíceis em que estamos enfrentando. 

Embora a Bíblia certamente fale da redenção de Deus da futilidade, falta de propósito e sofrimento, este não é o principal problema que a humanidade enfrenta.

No Antigo Testamento, a palavra hebraica primária que é traduzida como “salvar” ou “salvação” geralmente se refere à libertação em situações concretas da vida real. 

Exemplos de Salvação no Antigo Testamento

No Livro de 2 Reis 19:1, Ezequias ora ao Senhor para salvá-los dos assírios

Embora, haja enormes implicações espirituais para isso, a libertação pela qual ele anseia está principalmente no presente. 

Da mesma forma, no Salmos 54:1, quando Davi pede a Deus para salvá-lo, ele está pensando principalmente em ser liberto das mãos de Saul, que o está perseguindo. 

Contudo, vemos que o Antigo Testamento estabelece Deus como o Libertador e Salvador.

Salvação no Novo Testamento

Enquanto a palavra primária do Novo Testamento, para salvação às vezes aponta para a libertação de uma ameaça física, o significado dominante é a libertação das consequências do pecado e das garras da morte e de Satanás. 

O tema principal da Salvação no NT é a libertação da ira de Deus. 

Em 1Tessalonicenses 1:10 e Romanos 5:9 fala de sermos salvos da ira vindoura. 

John MacArthur resume bem:

O verdadeiro problema é o pecado e a culpa. Essa é a questão. Deus enviou Jesus Cristo para nos resgatar das conseqüências do nosso pecado, e todos se enquadram na categoria de pecadores. Não importa se você está entre os ricos ou os pobres, se você tem grandes expectativas ou nenhuma, se você é consumido por suas paixões ou exibe um grau de autocontrole e disciplina – você ainda é um pecador. Você quebrou a lei de Deus e Ele está zangado por causa disso. A menos que algo aconteça para mudar sua condição, você está a caminho do inferno eterno. Você, no entanto precisa ser resgatado das consequências de seu pecado. Afinal, essas são as principais questões que o evangelho resolve”.

Vemos, então, que a salvação fala de receber a libertação de nosso maior problema; ou seja, as muitas consequências do nosso pecado contra um Deus santo. Então, como essa salvação acontece?

Por quem somos salvos?

Um carcereiro filipense faz uma pergunta muito importante:

“Senhores, o que devo fazer para ser salvo? ”(Atos 16:30)

Os apóstolos não hesitaram em apontar para Jesus Cristo como o único meio pelo qual os homens serão salvos. 

Aqueles no Antigo Testamento olhavam somente para Deus como seu Salvador. 

Isso é adotado no Novo Testamento, quando Jesus Cristo é referido como nosso Senhor e Salvador.

Deus é aquele que encena a salvação. 

A bíblia sagrada, contudo é clara que o caminho da incredulidade é confiar em si mesmo ou em outras coisas para a salvação. 

O Salmos 20, mostra portanto, que o caminho da fé não é confiar em carros ou cavalos, mas confiar no nome do Senhor. Nós é que nos metemos na confusão; portanto, somente Deus é capaz de salvar. 

1 Timóteo 1:15 é claro que Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores. Isso significa que todo pecador, se for salvo, será salvo por meio de Cristo. 

Em que somos salvos?

É aqui que a imagem de um estaleiro de salvamento é um pouco útil. Quando um estaleiro recupera um carro destruído, eles tomam posse dele, o alteram substancialmente e o reaproveitam. 

Embora muito menos utilitarista, isso é verdade para os crentes. 

Algumas pessoas pensam na salvação, como Deus limpando nossas louças, oferecendo perdão e nos dando uma segunda chance. 

É muito mais do que isso!

A salvação não é apenas ser salvo de algo, é também ser salvo para alguém. 

Afinal, Somos salvos do pecado e levados a Deus. 

A Bíblia Sagrada, fala dos muitos benefícios da salvação. Em João 8:36 nos ajuda a ver que fomos libertos. 

Somos resgatados da escravidão e trazidos à liberdade. 

Romanos 5:1 nos diz que fomos salvos da ira e trazidos à paz com Deus. 

Estes são apenas alguns exemplos. 

A Bíblia mostra consistentemente que onde o pecado uma vez trouxe destruição, o evangelho traz vida. 

Mas, no entanto de todos os benefícios do evangelho, o maior é que ele nos leva ao próprio Deus. 

Agradeço estas palavras de John Piper: 

“De fato, há dez mil presentes que fluem do amor de Deus. O evangelho de Cristo proclama a notícia de que ele comprou por sua morte dez mil bênçãos para sua noiva. Mas nenhum desses presentes levará à alegria final se não primeiro conduzido a Deus. E nenhuma bênção do evangelho será desfrutada por alguém para quem o maior dom do evangelho não foi o próprio Senhor.”

Por fim, estamos salvos para um relacionamento. 

Deus superou nossos maiores problemas para que pudéssemos ser trazidos a um relacionamento com Ele. Este é o nosso maior bem. 

Como Recebemos a Salvação?

Quando comprei um anel de noivado para minha esposa, não ficamos noivos. Eu ainda tinha que fazer a pergunta e ela, ainda tinha que receber a resposta. 

Da mesma forma, Cristo fez o que é necessário para sermos salvos, mas esse dom não é apropriado à parte da fé. 

Isto é, portanto o que a Bíblia ensina em Efésios 2. Estamos mortos em nossos delitos e pecados, e Deus nos vivifica. 

Quando nossos olhos são abertos para a beleza do evangelho e a realização de Cristo, nossa única resposta adequada é responder com arrependimento e fé.

Arrependimento e fé, são realmente dois lados da mesma moeda. 

Arrependimento significa que estamos mudando nossa mente, sobre Deus e sobre nós mesmos. Estamos abandonando nossos próprios esforços tolos para nos salvar. Estamos nos afastando da autossuficiência. 

Ao mesmo tempo, estamos nos voltando para Cristo. Confiamos que somente Ele é quem pode nos salvar. Estamos nos confiando a ele.

É por isso que a Bíblia diz que a fé vem pelo ouvir a palavra de deus. 

A fé é simplesmente aquilo que nos liga a Cristo. É o que alcança e agarra a obra de Cristo. 

E, como tem sido dito muitas vezes, uma fé fraca é capaz de se apoderar de um Cristo forte. 

O aspecto mais importante de nosso arrependimento e fé não é sua própria veracidade. O aspecto mais importante de nosso arrependimento e fé é seu objetivo. 

Quando colocamos nossa fé e confiança em Cristo, a Bíblia diz que somos salvos. 

“E há de ser que todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo”; (Joel 2:32) 

Passado, presente e Futuro

Ao concluirmos nosso estudo sobre a salvação, vemos que a Bíblia fala dela em termos passados, presentes e futuros. 

Cristo morreu na história em nosso favor. 

Portanto, há um sentido em que podemos dizer com Paulo:

“Ele nos salvou”. ( 2 Timóteo 1:9 )

Há outro sentido também, em que estamos sendo salvos, isto é, a salvação tem um impacto no presente. 

Ainda estamos no processo de sermos salvos. 

É por isso que 1 Coríntios 1:18 fala daqueles que estão “sendo salvos”. 

Também vemos um componente futuro para nossa salvação em Romanos 5:9 que diz: “seremos salvos”.

Isso não quer dizer que não há segurança na salvação. 

O fio comum em todos esses tempos de salvação é a união com Cristo. 

É aqui que repousa nossa esperança de salvação. 

Ou estamos em união com Cristo ou não estamos. 

Sempre que penso em estar diante do Senhor do Universo, lembro-me destas palavras pungentes de Mark Dever:

Um cristão, portanto, sabe que se ele morresse esta noite e ficasse diante de Deus, e se Deus dissesse: ‘Por que eu deveria deixar você entrar na minha presença?’ o cristão diria: ‘Você não deveria me deixar entrar. Eu pequei e tenho uma dívida com o Senhor que não posso pagar.’ Mas ele não pararia por aí. Ele continuaria: ‘Ainda assim, por causa de suas grandes promessas e misericórdia, eu dependo do sangue de Jesus Cristo derramado como um substituto para mim, pagando minha dívida moral, satisfazendo seus requisitos santos e justos, e removendo sua ira contra o pecado!'” 

Autor: Mike Leake 

Botão Voltar ao topo