Por que você precisa ler a Bíblia inteira todos os anos

Vivemos tempos de analfabetismo bíblico sem precedentes. Al Mohler trabalha com estatísticas sobre o estado do conhecimento bíblico entre os cristãos americanos. As conclusões que ele discute nos lembram de uma verdade inevitável, os cristãos devem ler a Bíblia mais do que o fazem atualmente.

Seria sábio para cada cristão ler a Bíblia inteira pelo menos uma vez por ano. Existem exceções a essa sugestão. Ler certas seções da Bíblia com mais detalhes e não negligenciar a disciplina de ler pelo menos três ou quatro capítulos todos os dias. 

Embora isso pareça esmagador, leva menos da metade do tempo que uma pessoa gastaria assistindo a um episódio de TV. Na minha Bíblia em Áudio ESV, o narrador leva menos de treze minutos para ler Colossenses e um pouco mais de 20 minutos para ler quatro capítulos de Ezequiel. Imagine cortar um episódio de TV ou o tempo que leva para percorrer o Facebook e dedicar isso à leitura da Bíblia! Que tipo de diferença tangível isso faria em sua vida? 

Aqui estão sete razões pelas quais devemos ler a Bíblia pelo menos uma vez por ano.

1. Conhecer a Deus

Muitas de nossas canções de adoração modernas falam sobre nosso profundo desejo de querer mais de Deus. No entanto, mesmo que as cantamos com paixão, às vezes ignoramos a principal maneira pela qual conhecemos mais a respeito dele. 

A Bíblia vem de Deus e nela, ele se revela a nós. Quanto mais lemos a Bíblia, mais o conhecemos. Nas páginas da Bíblia, ganhamos uma maior compreensão do ser de Deus. 

Este parágrafo poderia se tornar um livro se eu listasse todas as glórias de Deus que vemos nas Escrituras. E começasse a refletir sobre como cada uma nos ajuda a amá-lo e confiar mais nele. 

Deus é totalmente glorioso e bom, e o que a Bíblia nos revela sobre ele nos ajuda a nos gloriarmos em quem ele é e a entender como ele trabalha no mundo mais profundamente.

2. Para o seu crescimento espiritual

Quanto mais lermos a Bíblia, mais entenderemos quem é Deus, o que Cristo fez, quem somos pela fé em Cristo e como o Espírito Santo opera em nossas vidas. Desenvolver essa compreensão é crucial para o crescimento espiritual. 

Todo mundo quer quatro dicas sobre como ser um pai melhor ou três maneiras de se dar bem com seus cônjuges. Mas isso é como treinar alguém para fazer uma cirurgia no cérebro sem primeiro ensinar anatomia e fisiologia. A Escritura não apenas nos ensina as coisas certas a fazer, mas forma nosso caráter e muda nosso coração.

3. Desenvolver uma teologia sólida e uma cosmovisão bíblica

Vivemos em uma cultura repleta de questões éticas e culturais espinhosas que os cristãos devem saber como navegar. As Escrituras, embora escritas há quase 2.000 anos, foram inspiradas pelo Deus eterno e falam em todas as culturas. 

Todas as questões são de natureza teológica e, portanto, as primeiras perguntas que devemos responder ao refletir sobre nossas controvérsias estão relacionadas a Deus e sua verdade. 

As verdades básicas que sabemos como: quem é Deus, a natureza do mundo que ele criou, a natureza dos seres humanos, a raiz de todos os problemas humanos, o que Deus fez para redimir a humanidade, o que acontece com as pessoas quem Deus redimiu, a missão da igreja no mundo e o que Deus fará quando o mundo acabar nos ajudam a entender como pensar em proteger o nascituro, a sexualidade humana, a reconciliação racial, cuidar dos pobres,

4. Para enfrentar julgamentos

Muitas vezes ouço pastores dizerem coisas como: “Quero dizer às pessoas no domingo que elas podem usar imediatamente nas manhãs de segunda-feira”. 

Isso soa bem, mas cria uma expectativa inútil tanto para os sermões quanto para a leitura da Bíblia. 

Muitas vezes não aprendemos coisas em um sermão ou em leituras bíblicas que se aplicam à nossa vida no momento. Mas a leitura repetida da palavra de Deus ao longo do tempo nos dá um depósito de verdade para extrair quando precisamos. 

Muitas vezes não sabemos que o telefonema horrível sobre a morte de um parente ou o diagnóstico de câncer está chegando, mas ter a palavra de Deus guardada em nossos corações nos dá os recursos para enfrentar essas circunstâncias difíceis com graça quando o fazem. 

Quando recebo más notícias, não quero um sermão, mas lembro-me de muitos que já ouvi. Do mesmo jeito, minha resposta inicial à tragédia não é pegar minha Bíblia para que eu possa sentar e lê-la, mas uma enxurrada da palavra de Deus vem à minha mente. 

Como José armazenando grãos para a fome que se aproxima, a melhor maneira de estar preparado para aplicar a palavra de Deus é armazená-la em sua mente e guardá-la em seu coração com antecedência.

5. Para ensinar seus filhos e modelá-lo para eles

Uma disciplina recente que estabeleci é fazer minhas devoções pessoais em casa enquanto tomo café da manhã antes de ir para o escritório. Muitas vezes, isso significa que meus filhos estão se juntando a mim na mesa para o café da manhã enquanto estou lendo a Bíblia. Isso levou a algumas grandes discussões sobre Deus e eles entenderam a importância de ler a Bíblia por conta própria. 

Outro dia, minha filha de oito anos perguntou por que eu destacava versos, sublinhava certas linhas a lápis e desenhava caixas em torno de determinadas palavras. Expliquei que gosto de destacar e sublinhar coisas que me chamam a atenção. 

Alguns dias depois, eu estava lendo minha Bíblia e ela me lembrou dessa conversa. Ela disse que estava lendo o Salmo 96 em sua cama e desenhou uma caixa em torno de “Cantai ao Senhor uma nova canção” porque isso se destacou para ela. 

Agora, esta é apenas uma história de um dos meus filhos e não estabelece algum tipo de padrão estatístico, mas acredito que ler a Bíblia frequentemente em nossa casa cria um amor pelas Escrituras em nossos filhos. 

Eles mesmos começam a lê-lo, e o Senhor faz coisas incríveis nas pessoas quando são expostas à Sua palavra. Além disso, quando lemos as Escrituras com frequência, elas nos dão as respostas de que precisamos, pois nossos filhos estão nos fazendo perguntas sobre as questões mais importantes da vida. Não seremos enganados por essas conversas, mas estaremos preparados com a verdade da palavra de Deus. 

Quando lemos as Escrituras com frequência, elas nos dão as respostas de que precisamos, pois nossos filhos estão nos fazendo perguntas sobre as questões mais importantes da vida. 

6. Para suas conversas evangelísticas

Uma razão pela qual muitos cristãos hesitam em compartilhar sua fé é por causa de sua falta de conhecimento das Escrituras. Eles têm medo de receber perguntas que não serão capazes de responder. 

Acho que essa hesitação muitas vezes é exagerada, pois precisamos apenas do conhecimento mais básico do Evangelho para compartilhá-lo e não devemos ter medo de dizer que não sabemos responder a uma pergunta, mas a melhor maneira de superar esse medo é crescer no conhecimento das Escrituras. 

À medida que crescemos em nossa compreensão da Bíblia, é melhor sabermos como abordar as pessoas onde elas estão em seu estado atual, em vez de dar a elas uma apresentação preparada do Evangelho, e saberemos como pensar quando ouvirmos objeções e perguntas. 

Além disso, visto que “a fé vem pelo ouvir e ouvir pela palavra de Cristo”, conhecer as Escrituras nos ajudará a citá-las ao longo do caminho enquanto explicamos o Evangelho.

7. Para ajudar outros crentes

Não apenas crescemos em nossa eficácia evangelística à medida que nosso entendimento bíblico aumenta, mas também serve como uma ajuda para discipular outros cristãos. 

Sabemos como ajudar e encorajar crentes em dificuldades com mais clareza quando conhecemos a Bíblia. Podemos oferecer-lhes palavras fortes e sólidas de esperança em vez de recitar banalidades e versos fora de contexto. 

Quando conversamos com um crente atolado em pecado, podemos apontá-lo para as Escrituras que lhe darão uma ajuda real enquanto procuram seguir a Jesus mais fielmente. 

À medida que encontrarmos amigos cristãos que estão se desviando em sua compreensão das verdades cristãs básicas, teremos explicações sólidas para essas doutrinas que os guiarão na direção certa.

Leitura adicional:

Por Scott Slayton.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo