6 Momentos em que Daniel expressa profunda Gratidão à Deus

Em várias passagens da Bíblia, vemos exemplos notáveis ​​de gratidão, integridade e fé demonstrados de forma tangível, diante disso, Daniel se destaca como um dos mais proeminentes. Reiteradamente no livro que leva seu nome, Daniel desafia as normas determinantes para seguir unicamente o Deus verdadeiro.

Sua conduta exemplar evidencia sua gratidão, tanto pela justiça como pelo seu louvor a Deus. Confirmando as muitas maneiras miraculosas pelas quais Deus permanece fiel a ele.

Neste estudo bíblico, vamos destacar seis momentos em que Daniel através de sua vida exemplar expressa profunda gratidão à Deus.

Daniel na Bíblia

1. Daniel expressa sua gratidão à Deus ao escolher não se contaminar com as iguarias do rei, e do vinho que ele bebia

Daniel foi trazido ao palácio, pois era um jovem que possuía sabedoria, douto em conhecimento, porém, ele reconhecia que nada disso era dele mesmo, mas que ele devia isso ao seu Deus. A proposta então foi, que ele e seus amigos, teriam que comer as iguarias do rei e beber o seu vinho.

Porém, essas iguarias eram alimentos que haviam sido oferecidos e dedicados aos falsos deuses da Babilônia. Comer essas iguarias significava adorar aos ídolos. O plano do rei era um ataque sutil ao centro de gravidade dos rapazes.

Contudo, em Daniel 1:8-10; 12-15 vemos o comprometimento de Daniel em não se submeter à isso, buscando a permissão do oficial para seguir esse propósito. Deus moveu o coração do oficial para demonstrar favor a Daniel.

Esse sacrifício, rendeu a Daniel sabedoria e a habilidade de interpretar sonhos, contribuindo para sua ascensão a uma posição proeminente.

2. Daniel expressou gratidão à Deus, quando Deus revelou o Seu mistério

“Ó Deus de meus pais, eu te dou graças e te louvo, porque me deste sabedoria e força; e agora me fizeste saber o que te pedimos, porque nos fizeste saber este assunto do rei.” (Daniel 2:23)

Daniel recebe a revelação do mistério em uma visão noturna. Em resposta, ele louva o Deus do céu, confirmando o Seu domínio eterno. Com seu coração grato, ele exalta a capacidade divina de controlar o tempo, a ascensão e queda de reis, concedendo sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos.

Esse foi o segundo momento em que Daniel expressa sua gratidão, agradecendo em forma de louvor, por ter sido capacitado a interpretar o sonho do rei.

Enquanto os outros conselheiros do rei falharam na interpretação, Daniel, guiado por Deus, compreendeu o sonho. Esta interpretação lhe garantiu uma alta posição, sendo designado governador da Babilônia pelo rei. No entanto, conflitos posteriores surgiram devido a atos aparentemente rebeldes dos amigos de Daniel, o que veio a provocar a ira do rei.

3. Daniel foi grato à Deus quando se tornou governador

No contexto da busca por uma consulta integral e a manifestação do Espírito Santo, Daniel é um exemplo notável. Em Daniel 5:10-12, vemos que ele é descrito como alguém que possuía a sabedoria dos deuses. Reconhecido tanto por Nabucodonosor quanto por seu sucessor.

Conhecido por sua perspicácia e habilidade excepcional em interpretar sonhos, resolver enigmas e desvendar problemas complexos, Daniel ganhou notoriedade. Deus o capacitou para interpretar e comunicar com sucesso as mensagens divinas ao rei.

Diante do cumprimento das revelações, Daniel recebeu uma posição de governança, refletindo humildade ao sugerir que o rei recompensasse outro. Contudo, o rei, demonstrando gratidão, o honrou ainda mais.

Daniel, mostrava-lhes a fonte de seu conhecimento e sabedoria, agradecendo a Deus e glorificando-O por meio de suas habilidades e posicionamento privilegiado.

4. Daniel expressou gratidão à Deus dentro da cova dos leões

Daniel demonstrou sua gratidão mesmo diante da adversidade quando lançado na cova dos leões. Apesar do decreto real proibindo qualquer oração a não ser a Nabucodonosor, Daniel encontrou-se fiel a Deus, enfrentando a cova dos leões como consequência de sua lealdade. O rei, cumprindo sua ordem, lançou Daniel na cova e selou sua entrada.

Contudo, ao amanhecer, o rei chamou por Daniel, que declarou a intervenção divina, afirmando que um anjo enviado por Deus fechou a boca dos leões, poupando a sua vida.

O rei, aliviado, pediu que Daniel fosse retirado da cova, onde se constatou que não sofreu nenhum ferimento, pois depositou sua confiança em Deus. Essa ação revelou a inocência de Daniel aos olhos de Deus, resultando em sua salvação de uma situação desesperadora na cova dos leões.

5. Daniel demonstra gratidão à Deus, ao decifrar a visão sobre o fim da desolação de Jerusalém

Quando confrontado com suas próprias visões no capítulo sete, Daniel fica perturbado inicialmente e guarda essas revelações para si mesmo. Contudo, no capítulo nove, ao entender pelas Escrituras a profecia de Jeremias sobre a desolação de Jerusalém durante setenta anos, Daniel se volta para o Senhor em oração e súplica, jejuando e demonstrando arrependimento em saco e cinzas.

Este ato de buscar a Deus revela a diferença entre Daniel e o rei, pois Daniel era favorecido por Deus para interpretar visões futuras.

Enquanto o rei enfrentava pesadelos e angústias, incapaz de interpretá-los, Daniel encontra alívio pelo favor de Deus ao decifrar a visão sobre o fim da desolação de Jerusalém em setenta anos.

Essa revelação não apenas trouxe conforto, mas levou Daniel a confessar seus pecados, jejuar e louvar o Deus Todo-Poderoso. Sua atitude de gratidão se manifestou através desses atos de devoção e entusiasmo a Deus, revelando sua profunda reverência diante das revelações divinas.

6. Daniel é grato a Deus por Seu favor e fortalecimento físico

Daniel expressa sua gratidão pelo favor e fortalecimento concedidos por Deus em um momento de visões exaustivas. Após interpretar uma visão sobre Jerusalém, Daniel entra em transe, onde Deus o toca e revela uma visão sobre o povo, esgotando suas forças. No entanto, Deus o fortalece, proclamando palavras de ânimo e conforto:

“E disse: Não temas, homem muito amado, paz seja contigo; anima-te, sim, anima-te. E, falando ele comigo, fiquei fortalecido, e disse: Fala, meu senhor, porque me fortaleceste.” (10:19)

Nesses momentos de exaustão causados ​​por visões perturbadoras sobre o futuro, Deus honra Daniel, fortalecendo tanto seu aspecto físico quanto emocional.

A integridade de Daniel e sua postura irrepreensível diante de Deus, ao recusar-se a adorar outros deuses e demonstrar humildade, resultam no favor divino, elevando sua posição.

A história de Daniel destacou a importância de permitir que nossa devoção e gratidão à Deus influencia nossa confiança, abrindo caminho para obter sabedoria, compreensão e, acima de tudo, para glorificar a Deus por meio de nossas ações.

Artigos relacionados:

Indiara Lourenço

Com mais de 20 anos atuando na Pregação e Ensino, Indiara possui experiência em ministério infantil, jovem e feminino. Estudante de Teologia e ministra aulas na EBD. Mãe, esposa e serva que ama fazer a obra de Deus. Contagia a todos com sua alegria e inspira com palavras motivadoras, deixando um impacto positivo por onde passa.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Você precisa desativar o Adblock para continuar navegando em nosso site!