Quem foi Lameque? A história de dois homens na bíblia com o mesmo nome

Não é incomum ver várias pessoas com o mesmo nome na Bíblia. Contudo nos deparamos com a pergunta, quem é quem? Como podemos diferenciá-los? Um desses nomes, e talvez não tão conhecido, é Lameque.

A bíblia relata no antigo testamento, a história de dois homens que compartilham o mesmo nome. O interessante é que eles possuem raízes semelhantes e, ainda assim, histórias drasticamente diferentes.

Um vem da linhagem de Caim, que nasceu de Adão e Eva. Caim tinha um irmão chamado Abel e por ciúmes o matou. Feito isso, Deus o expulsou por causa de seu pecado, mas Caim continuou a produzir descendentes que eventualmente o levaram a um homem chamado Lameque.

Depois que Caim foi banido, Adão e Eva tiveram outro filho chamado Sete. E de Sete, encontramos na linhagem outro homem chamado Lameque. 

Enquanto a linhagem de Caim progredia no mundo, a linhagem de Sete buscava o Senhor. 

“E a Sete também nasceu um filho; e chamou o seu nome Enos; então se começou a invocar o nome do SENHOR.” (Gênesis 4:26)

Então, o que aconteceu e o que separa esses dois homens e suas famílias? Além disso, o que podemos aprender com ambos?

Lameque o Descendente de Caim

Ambos os Lameques são mencionados pela primeira vez em Gênesis 4. No entanto, o descendente de Caim é identificado primeiro e não de forma respeitosa.

Como mencionei, Caim é expulso e separado de sua família. No entanto, Deus o marca para que ninguém o ferisse. Nos anos e décadas que se seguiram, Caim produziu descendentes que continuaram a pecar e a se rebelar contra Deus.

Lameque é o tataraneto de Caim. A primeira descrição dele é em Gênesis 4:19, onde ele toma para si duas esposas, este é o primeiro caso de poligamia registrado na Bíblia. Depois de identificar seus filhos, lemos imediatamente um poema declarado por Lameque, e é sobre assassinato.

Não demora muito para aprender sobre este Lameque. Ele está claramente e sem vergonha vivendo em pecado. Na verdade, dentro de seu poema, ele está se exaltando do assassinato cometido. Alguém havia cometido uma pequena ofensa contra Lameque e ele, por sua vez, matou o homem.

Lameque não apenas carrega os pecados de Caim, mas os leva a um novo nível; ele é Caim aperfeiçoado.

O interessante é que Lameque teve três filhos, o primeiro é Jabal, que inventou as tendas móveis e desenvolveu práticas pecuárias; o segundo é Jubal, conhecido pela lira e pelo cachimbo; e o terceiro é Tubal-Cain, o criador da espada. 

Pode-se dizer que a família de Lameque era inteligente, e provavelmente Lameque também era. No entanto, inteligência não tem nada haver com retidão.

Lameque pegou as conquistas de sua família e as colocou em uma “lata de lixo”. Há até motivos para acreditar que Lameque potencialmente matou o homem a espada, uma invenção de seu próprio filho. Mas ele permitiu que seu orgulho e egoísmo o levassem à desobediência ao invés do arrependimento.

Lameque o Descendente de Sete

Depois de aprendermos sobre Lameque, o descendente de Caim, vamos aprender agora sobre Lameque, o descendente de Sete. 

E como já vimos acima, foi Sete e seu filho que viveram em uma época em que “as pessoas começaram a invocar o nome do Senhor”. Podemos concluir dessa declaração que, em geral, a linhagem de Sete servia a Deus.

A linhagem inclui Enoque, o tataraneto de Sete. E o que é significativo sobre Enoque é que ele andou tão perto de Deus que foi levado; um dos dois únicos homens na Bíblia com tal distinção.

Enoque gerou Matusalém, a pessoa mais velha que já existiu, e Matusalém gerou Lameque. Agora, honestamente, eu não sei onde Lameque estava com Deus. Não temos muitas informações sobre sua caminhada como alguns de seus outros membros da família. Mas o que sabemos é que essa família incluía pessoas que amavam a Deus. 

Sabemos disso em Gênesis 5:28; seu avô teve uma caminhada íntima, e seu filho Noé juntamente com sua família, eram as únicas pessoas justas em toda a terra na época do dilúvio.

Além disso, Lameque viveu até os 777 anos, um número de conclusão e profetizou em nome de seu filho “esperança”. E, finalmente, foi da linhagem de Sete que Jesus veio.

Honestamente, não temos motivos para acreditar que Lameque não viveu uma vida justa e podemos presumir que ele escolheu continuar a devoção familiar na busca de Deus.

Que lições podemos obter desses dois homens chamados Lameque?

Dois homens das mesmas raízes; um vivia em rebelião enquanto o outro vivia em uma família justa. Mesmo começo, mas resultados e legados diferentes.

Da linhagem de Caim e de seu descendente Lameque, vemos as consequências negativas do pecado. Que quando você e eu escolhemos o eu em vez da entrega a Deus, entramos em um estilo de vida de destruição. Não só vemos poligamia e assassinato, mas também vemos orgulho e até vanglória no pecado.

Lameque estava tão concentrado consigo mesmo e focado nos desejos mundanos que ele não sabia o quão longe de Deus ele estava. Tampouco afetou apenas a ele, pois sabemos que não foi muito longe no futuro que o dilúvio veio e destruiu seus próprios descendentes. Seu pecado e escolhas resultaram em morte para sua família.

Enquanto Lameque avançava em realizações, ele também progredia em maldade, superando Caim. Sendo tudo em vão e sem significado algum, aqueles sucessos mundanos.

Em última análise, podemos aprender com Lameque, o descendente de Caim, que o progresso sem Deus não tem sentido. Que temê-lo supera em muito qualquer conforto mundano ou satisfação temporária.

Agora, da linhagem de Sete, vemos o valor e a beleza de estabelecer um lar que serve e teme a Deus. Esses eram homens que andavam com Deus, conheciam a Deus e O seguiam. Não houve vanglória de pecado ou rebelião contra Deus; apenas uma herança de fé.

O próprio Lameque profetizou esperança através do nome de seu filho e, de fato, aconteceu. 

Conclusão

O que podemos aprender com essa família é que estabelecer a retidão no lar é necessário e ensinar nossos filhos a temer a Deus é nosso principal objetivo.

O que podemos ver aqui é o papel significativo como pai. Podemos levar nossos filhos ao sucesso mundano, ou encorajá-los a buscar de todo o coração o Todo-Poderoso e conhecê-lo intimamente.

A Bíblia conta a história de dois Lameques. Raízes compartilhadas, mas legados significativamente diferentes. Um não temia ninguém, enquanto o outro temia a Deus. 

E foi à família que temia a Deus, a escolhida para continuar um legado de honra, que levou ao nascimento de Jesus, nosso Senhor e Salvador.

Equipe Redação BP

Nossa equipe editorial especializada da Biblioteca do Pregador é formada por pessoas apaixonadas pela Bíblia. São profissionais capacitados, envolvidos, dedicados a entregar conteúdo de qualidade, relevante e significativo.
Botão Voltar ao topo