9 verdades simples na Bíblia para os pais

Lembro-me quando me tornei pai de primeira viagem, que experiência incrível ao trazer meu primeiro bebê para casa, do hospital. Eu não conseguia entender como eles podiam deixar um inexperiente de 26 anos supervisionar um ser humano tão indefeso. 

É assustador, para dizer o mínimo, mas os recursos para ajudar, às vezes, podem ser ainda mais esmagadores. 

Há inúmeros livros alinhados nas prateleiras e enchendo nossos dispositivos, para nos ensinar sermos pais, ou como ser pais melhores, como criar adultos bem-sucedidos, amorosos, compassivos, responsáveis ​​e tementes a Deus. 

Afinal, o objetivo de ler estes livros, é garantir que nossos filhos saiam para o mundo totalmente equipados, para a enorme responsabilidade de ser adultos. Isso é um trabalho extenso.

Então, qual é o melhor recurso para educar nossos filhos? É o belo livro de capa dura que está no alto de um poleiro quando entramos na livraria, chamando nosso nome e gritando sabedoria? 

Os recursos limitados podem ser úteis e esclarecedores, mas qual é a orientação parental mais pura e atemporal? A Bíblia, a verdadeira Palavra de Deus. 

Deus é nosso pai, e Ele nos criou para multiplicar e encher a terra. Ele inspirou a Palavra de Deus para falar conosco, nos guiar e nos dar a sabedoria, e a verdade para a paternidade, de que precisamos tão desesperadamente neste mundo caído. 

No entanto, a Bíblia fala sobre paternidade em termos muito simples. Aplicá-los à nossa vida familiar estabelecerá uma base sólida para todas as decisões difíceis que eventualmente teremos que tomar.

Aqui estão nove verdades simples na Bíblia para os pais: 

1. Ensine seu filho sobre Deus

“Instrui a criança no caminho em que deve andar. Mesmo quando ele for mais velho, ele não se afastará dela”. (Provérbios 22:6)

Não há garantia de que nossos filhos escolherão seguir a Cristo, mas podemos ter certeza de que todas as sementes que plantamos em seus corações, sobre um Deus que os ama, nunca os deixarão. 

No entanto, ore para que essas sementes cresçam e floresçam, levando-as ao caminho eterno. 

2. As crianças são um presente

“Os filhos são uma dádiva do Senhor; são uma recompensa dele.” (Salmos 127:3) 

Afinal, quando os dias ficam longos e difíceis, lembremos que esses pequenos, ou talvez, nem tão pequenos seres, que confiam tanto em nós, são um presente. 

Deus, nos escolheu para ser seus pais, e nos deu a incrível responsabilidade de criá-los, para amar o Senhor. Não esqueçamos, portanto esse lindo privilégio. 

3. Os Filhos Devem Ouvir Seus Pais

“Meu filho, ouça quando seu pai te corrige. Não negligencie a instrução de sua mãe”. (Provérbios 1:8)

“VÓS, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra”. (Efésios 6:1-3

Nós somos a orientação final na vida de nossos filhos. Além, disso, eles são influenciados por nós, mais do que qualquer outra pessoa. Isso nos dá uma enorme responsabilidade. 

Por sua vez, o respeito e a obediência devem ser esperados por nossos filhos. Eles vão testar nossos limites e nos colocar à prova, mas eles precisam entender que nós somos a autoridade em suas vidas. 

Sobretudo, quando mantemos altos padrões de obediência, isso lhes dará uma base sólida para seu futuro. 

4. Não reprima a disciplina

“Quem poupa a vara odeia seu filho, mas quem o ama tem o cuidado de discipliná-lo”. (Provérbios 13:24) 

“Discipline seus filhos, e eles lhe darão paz de espírito e alegrarão seu coração”. (Provérbios 29:17)

Permitir que nossos filhos tenham liberdade sem aprender as consequências de suas ações pode ser prejudicial ao seu desenvolvimento. 

Alguns podem tomar “a vara” em sentido literal; no entanto, acredito que esta passagem está usando isso como um símbolo, para disciplinar nossos filhos com uma punição adequada. 

Ainda assim, ensinando-lhes a obediência, e que suas ações levam a consequências, boas ou ruins. 

5. Não provoque seu filho à raiva

“E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor”. (Efésios 6:4)

“Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo”. (Colossenses 3:21)

Quando nossa raiva toma conta de nós, pode nos levar a dizer coisas que não queremos dizer, o que pode exacerbar qualquer conflito com nossos filhos. 

Portanto, devemos modelar a paciência e a paz. 

Pois, a hostilidade ou palavras indelicadas, só ferem nossos filhos, não importa o quanto nos irritem. 

Nós somos os adultos em qualquer cenário, e é nosso trabalho ensiná-los a lidar com conflitos de forma construtiva e pacífica. 

6. Deus tem um plano para seus filhos

“Antes que te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre, te santifiquei; às nações te dei por profeta”. (Jeremias 1:5)

Deus nos designou como seus pais, muito antes de sabermos que eles existiriam. Ele, os criou com um propósito específico em mente. 

Como pais, é nosso privilégio ajudá-los a buscar e encontrar seu propósito na vida. 

Para apoiá-los e amá-los e inspirá-los, a buscar no Senhor sua verdade e orientação.

7. Sempre Fale sobre Jesus

“E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te”. (Deuteronômio 6:6-7)

A maior responsabilidade que temos como pais, é ensiná-los sobre o amor de Jesus. Para gravar Suas verdades em seus corações, devemos falar sobre Jesus e seus mandamentos o tempo todo, revelando a verdade bíblica, a tudo o que fazemos, e relacionando-a, a tudo o que experimentamos. 

Ouvir música edificante de adoração, e ter versículos bíblicos escritos em sua casa, lhes dará uma sensação de segurança, e o conhecimento de que Deus está em toda parte, em tudo, e se importa conosco, mesmo nos mínimos detalhes. 

Afinal, construir uma base sólida de verdade em suas vidas, quando forem adultos, eles se lembrarão de tudo o que você lhes ensinou e, com sorte, essa será a bússola deles. 

8. Deus irá equipá-lo para o trabalho

“Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo”. (Filipenses 1:6)

A paternidade é um relacionamento criado por Deus. Ele sabe o que nossos filhos precisam, e Ele lhe dará a força e a orientação que você precisa, para cuidar de seu filho individualmente. 

Não precisamos fazer isso sozinhos. Pois, confiar em nossa própria força e conhecimento pode ser cansativo, deixando-nos derrotados e desencorajados. 

Nossos filhos podem ser desafiadores, mas devemos lembrar que Deus entende todas as nossas dificuldades e estará conosco em tudo. 

9. ORE por seu filho

“E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve”.(1 João 5:14)

A coisa mais poderosa que podemos fazer como pais é orar, a oração deve estar presente no lar.

Ore por sabedoria, orientação e força. 

Deus, promete nos equipar quando entregarmos todos os nossos cuidados a ele. 

Escreva essas verdades em seu coração e exiba-as em sua casa. Permita que as crianças vejam sua dependência do Senhor, e logo, as sementes serão plantadas.

Autora: Heidi Vegh

Botão Voltar ao topo