Todas as Parábolas de Jesus: Com mais de 40 lições de reflexão

Parábolas são exemplos, comparações ou alegorias em que, partindo de uma realidade sensível, se comunica uma mensagem ao ouvinte ou leitor e o convida a uma decisão pessoal. Aplica-se este termo especialmente às que têm a forma de uma pequena narração.

As parábolas no Novo Testamento são características dos ensinamentos de Jesus, trazendo em cada parábola contada por Ele, um ensinamento de fé e uma lição, todas com um significado profundo.

Veremos agora nesta lista todas as parábolas de Jesus, contadas em suas pregações e sermões.

As mais de 40 parábolas que Jesus contou

  1. Administrador infiel Lucas 16:1-9
  2. Amigo importuno – Lucas 11:5-8
  3. Árvore e seus frutos – Mateus 7:16-20
  4. Bom Pastor – João 10:1-16
  5. Bom Samaritano – Lucas 10:29-37
  6. Candeia em lugar oculto – Mateus 5:15; Marcos 4:21; Lucas 8:16
  7. Casa sobre a areia ou sobre a rocha – Mateus 7:24-29; Lucas 6:47-49
  8. Casamento e luto – Mateus 9:15
  9. Construtor de uma torre – Lucas 14:28-30
  10. Parábola da semente – Marcos 4:26-29
  11. Dez virgens – Mateus 25:1-13
  12. Dois devedores – Lucas 7:41-43
  13. Os dois filhos – Mateus 21:28-32
  14. Dracma perdida – Lucas 15:8-10
  15. Fariseu e o Publicano – Lucas 18:9-14
  16. Fermento – Mateus 13:33
  17. Figueira – Mateus 24:32-33; Marcos 13:28-29; Lucas 21:29-31
  18. Figueira sem fruto – Lucas 13:6-9
  19. Filho pródigo – Lucas 15:11-32
  20. Filho que pede ao pai – Mateus 7:9-11; Lucas 11:11-13
  21. Grande ceia – Lucas 14:15-24
  22. Joio e o trigo – Mateus 13:24-30
  23. Lavradores maus – Mateus 21:33-46; Marcos 12:1-12; Lucas 20:9-19
  24. Os meninos da praça – Mateus 11:16-19; Lucas 7:31-35
  25. As coisa novas e velhas – Mateus 13:52
  26. A ovelha perdida – Lucas 15:3-7
  27. Pai de família e o ladrão – Mateus 24:42-44
  28. Pérola de grande valor – Mateus 13:45-46
  29. A porta larga e a porta estreita – Mateus 7:13-14; Lucas 13:23-30
  30. Parábola da rede – Mateus 13:47-50
  31. O rei que vai à guerra – Lucas 14:31-32
  32. Remendo de um pano novo – Mateus 9:16
  33. O rico e Lázaro – Lucas 16:19-31
  34. Rico insensato – Lucas 12:16-21
  35. A parábola do semeador – Mateus 13:3-9, 18-23; Marcos 4:2-9, 13-20; Lucas 8:5-8, 11-15.
  36. O grão da mostarda – Mateus 13:31-32; Marcos 4:30-32; Lucas 13:18-19
  37. O servo inútil – Lucas 17:7-10
  38. Servo fiel e servo mau – Mateus 24:45-51; Lucas 12:41-48
  39. Credor imcompassivo – Mateus 18:23-35
  40. Os servos que vigiam – Marcos 13:33-37; Lucas 12:35-38
  41. Os talentos – Mateus 25:14-30; Lucas 19:11-27
  42. Tesouro escondido – Mateus 13:44
  43. Trabalhadores da vinha – Mateus 20:1-16
  44. Videira e os ramos – João 15:1-6
  45. Vinho novo em odres novos – Mateus 9-17; Marcos 2:22; Lucas 5:37-38
  46. A viúva e o juiz iníquo – Lucas 18-1-8

Lições com significado profundo para cada uma das parábolas que Jesus contou

parábolas que Jesus contou

Jesus ensinava por parábolas porque Ele queria ensinar de uma forma simples, com o objetivo que os discípulos e todos os que estivessem a Sua volta, pudessem compreender o propósito da Sua pregação. Sendo assim, veremos as lições de cada uma das parábolas que Jesus contou.

1. Administrador infiel (Lucas 16:1-9): A sabedoria prática e a preparação para o futuro são importantes, mesmo que às vezes sejam usadas de maneira questionável. Essa parábola trás um ensinamento para administrarmos nossos recursos com prudência.

2. Amigo importuno (Lucas 11:5-8): A persistência na oração é recompensada. Nunca desista de buscar a Deus com perseverança.

3. Árvore e seus frutos (Mateus 7:16-20): Nossas ações revelam nosso verdadeiro caráter. Boas ações são fruto de um bom coração.

4. Bom Pastor (João 10:1-16): Jesus cuida e guia seus seguidores como um pastor cuida de suas ovelhas, com amor e proteção.

5. Bom Samaritano (Lucas 10:29-37): O verdadeiro amor ao próximo transcende barreiras sociais e culturais. A compaixão é universal.

6. Candeia em lugar oculto (Mateus 5:15; Marcos 4:21; Lucas 8:16): Nossa luz deve brilhar diante dos outros, iluminando e inspirando através de nossas boas ações.

7. Casa sobre a areia ou sobre a rocha (Mateus 7:24-29; Lucas 6:47-49): A vida firmada nos ensinamentos de Jesus permanece firme nas adversidades. Construa sua vida sobre fundamentos sólidos.

8. Casamento e luto (Mateus 9:15): Há um tempo para tudo. Reconheça e respeite as diferentes estações e momentos da vida.

9. Construtor de uma torre (Lucas 14:28-30): Planeje com sabedoria e considere o custo antes de empreender qualquer projeto significativo.

10. Crescimento das sementes (Marcos 4:26-29): O reino de Deus cresce de maneira misteriosa e autônoma, como uma semente que germina e cresce por si só.

11. Dez virgens (Mateus 25:1-13): Esteja sempre preparado espiritualmente, pois a vinda de Cristo pode ser a qualquer momento.

12. Dois devedores (Lucas 7:41-43): O amor e a gratidão são proporcionais ao perdão recebido. Aqueles que são muito perdoados, amam muito.

13. Dois filhos (Mateus 21:28-32): A obediência verdadeira é demonstrada pelas ações, não apenas pelas palavras.

14. Dracma perdida (Lucas 15:8-10): Deus busca diligentemente pelos perdidos e há grande alegria quando são encontrados.

15. Fariseu e o Publicano (Lucas 18:9-14): A humildade é exaltada por Deus, para isso precisamos reconhecer nossa própria necessidade de graça.

16. Fermento (Mateus 13:33): O reino de Deus começa pequeno, mas tem um impacto transformador e abrangente.

17. Figueira (Mateus 24:32-33; Marcos 13:28-29; Lucas 21:29-31): Esteja atento aos sinais dos tempos e prepare-se para o cumprimento das promessas de Deus.

18. Figueira sem fruto (Lucas 13:6-9): Deus espera frutos de nossas vidas. A paciência divina tem limites; devemos nos arrepender e dar frutos.

19. Filho pródigo (Lucas 15:11-32): O amor e o perdão de Deus são ilimitados, sempre esperando para restaurar aqueles que se arrependem.

20. Filho que pede ao pai (Mateus 7:9-11; Lucas 11:11-13): Deus dá boas coisas aos que pedem a Ele. Confie na bondade e generosidade de Deus.

21. Grande ceia (Lucas 14:15-24): Muitos rejeitam a oferta de salvação de Deus, mas Ele chama todos, inclusive os marginalizados, para participar de Seu reino.

22. Joio no trigo (Mateus 13:24-30): O bem e o mal coexistem neste mundo, mas no fim, Deus fará a separação justa.

23. Lavradores maus (Mateus 21:33-46; Marcos 12:1-12; Lucas 20:9-19): A rejeição aos mensageiros de Deus resulta em julgamento. Devemos reconhecer e aceitar Jesus.

24. Os meninos da praça (Mateus 11:16-19; Lucas 7:31-35): A geração que rejeita tanto João Batista quanto Jesus demonstra sua insatisfação e incredulidade.

25. As coisas novas e velhas (Mateus 13:52): Os ensinamentos do reino de Deus combinam o novo e o antigo, revelando novas verdades sem esquecer as antigas.

26. A ovelha perdida (Lucas 15:3-7): Deus se alegra com a recuperação de cada pecador arrependido. Cada pessoa é valiosa para Ele.

27. Pai de família e o ladrão (Mateus 24:42-44): Esteja sempre vigilante e preparado, pois a vinda de Cristo será inesperada.

28. Pérola de grande valor (Mateus 13:45-46): O reino de Deus é um tesouro inestimável, digno de qualquer sacrifício para obtê-lo.

29. A porta larga e a porta estreita (Mateus 7:13-14; Lucas 13:23-30): O caminho para a vida eterna é estreito e poucos o encontram. Esforce-se para entrar pela porta estreita.

30. Parábola da rede (Mateus 13:47-50): No final dos tempos, haverá uma separação entre os justos e os ímpios. O julgamento de Deus é inevitável.

31. O rei que vai à guerra (Lucas 14:31-32): Avalie os custos de seguir a Cristo. Discipulado verdadeiro requer considerar seriamente as exigências.

32. Remendo de um pano novo (Mateus 9:16): Novas realidades espirituais não se encaixam em antigas tradições rígidas. A novidade do reino requer novos receptáculos.

33. O rico e Lázaro (Lucas 16:19-31): A verdadeira riqueza está em viver para Deus. Após a morte, nossas escolhas têm consequências eternas.

34. Rico insensato (Lucas 12:16-21): Acumular riquezas sem ser rico para com Deus é insensatez. A vida é incerta e devemos estar preparados espiritualmente.

35. A parábola do semeador (Mateus 13:3-9, 18-23; Marcos 4:2-9, 13-20; Lucas 8:5-8, 11-15): A receptividade da mensagem do reino varia entre as pessoas, dependendo do estado de seu coração.

36. O grão da mostarda (Mateus 13:31-32; Marcos 4:30-32; Lucas 13:18-19): O reino de Deus pode começar pequeno, mas tem um crescimento imenso e oferece abrigo a muitos.

37. O servo inútil (Lucas 17:7-10): Nossa obediência a Deus é nosso dever. Servir a Deus é uma responsabilidade básica, não algo que mereça recompensa especial.

38. Servo fiel e servo mau (Mateus 24:45-51; Lucas 12:41-48): A fidelidade no serviço a Deus será recompensada, enquanto a negligência será punida. Seja fiel no que Deus lhe confiou.

39. Credor imcompassivo (Mateus 18:23-35): O perdão de Deus deve inspirar-nos a perdoar os outros. A falta de misericórdia resulta em julgamento severo.

40. Os servos que vigiam (Marcos 13:33-37; Lucas 12:35-38): Esteja sempre alerta e preparado para a volta de Cristo, vivendo de maneira fiel e vigilante.

41. Os talentos (Mateus 25:14-30; Lucas 19:11-27): Deus espera que usemos os dons e recursos que Ele nos deu para Seu reino. A negligência resulta em perda, mas a diligência é recompensada.

42. Tesouro escondido (Mateus 13:44): O reino de Deus é um tesouro inestimável que vale qualquer sacrifício para ser possuído.

43. Trabalhadores da vinha (Mateus 20:1-16): Deus é soberano e generoso, e Sua graça não depende de nossas obras. Todos recebem a mesma recompensa da vida eterna.

44. Videira e os ramos (João 15:1-6): Permanecer em Cristo é primordial para a vida espiritual frutífera. Sem Ele, nada podemos fazer nada.

45. Vinho novo em odres novos (Mateus 9:17; Marcos 2:22; Lucas 5:37-38): As novas realidades do reino de Deus requerem novas estruturas e atitudes. A transformação é necessária.

46. A viúva e o juiz iníquo (Lucas 18:1-8): A persistência na oração é dever de todos nós, pois Deus é justo e responderá às nossas súplicas com justiça. Ore e não desfaleça jamais.

Indiara Lourenço

Com mais de 20 anos atuando na Pregação e Ensino, Indiara possui experiência em ministério infantil, jovem e feminino. Estudante de Teologia e ministra aulas na EBD. Mãe, esposa e serva que ama fazer a obra de Deus. Contagia a todos com sua alegria e inspira com palavras motivadoras, deixando um impacto positivo por onde passa.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo