5 coisas para saber sobre Lucas da Bíblia

Lucas é mencionado apenas pelo nome três vezes nas Escrituras, e todas as três referências estão nas cartas de Paulo: 

“Saúda-vos Lucas, o médico amado”. (Colossenses 4:14) 

“Só Lucas está comigo”. (2 Timóteo 4:11) 

“Saúdam-te Epafras, meu companheiro de prisão por Cristo Jesus, […] Lucas, meus cooperadores”. (Filemom 1:23-24) . 

Quem escreveu o Evangelho de Lucas?

A maioria dos estudiosos bíblicos apoia Lucas como o autor do Evangelho de Lucas e do Livro de Atos dos Apóstolos. 

Podemos chegar a essa conclusão por causa da semelhança de estilos de escrita e vocabulário de ambos os livros; outra razão é que Lucas usou o termo “nós” várias vezes para se referir às suas viagens missionárias no livro de Atos. 

Embora Lucas não estivesse presente com Jesus durante Seu ministério, e provavelmente não era um crente até depois da ressurreição de Jesus, a atenção de Lucas aos detalhes e abundantes relatos de testemunhas oculares o servem como um historiador confiável para a vida, morte e ressurreição de Cristo.

O evangelho de Lucas contém várias parábolas e relatos de testemunhas oculares que estão apenas em seu evangelho, como um relato pré-nascimento de João Batista, a história dos dois homens que encontraram Jesus ressuscitado no caminho para Emaús, bem como histórias de milagres e curas. 

Seu evangelho é o mais longo dos 4 evangelhos e inclui as histórias de maiores curas, mostrando seu interesse e compaixão pelos enfermos. 

O evangelho de Lucas também tem o relato mais detalhado do nascimento de Jesus, bem como o relato mais descritivo de sua morte e ressurreição. 

No entanto, o Evangelho de Lucas e o Livro de Atos dos Apóstolos totalizam 52 capítulos, tornando Lucas o autor de 1/3 do Novo Testamento, assim como Paulo.

Contudo, é mais provável que Lucas tenha escrito seu evangelho em 63 d.C. antes da destruição do templo em Jerusalém, já que ele não o menciona. 

Como um escritor detalhista e observador, seria estranho para ele deixar de fora um evento tão histórico, mas ainda há alguns estudiosos que defendem uma data posterior.

Aqui estão portanto, as 5 coisas para saber sobre Lucas da Bíblia:

1. Ele era um gentio

Lucas (ou Loukas) é um nome grego; o autor de Lucas escreve com um estilo grego e é altamente educado com seu vocabulário escolhido, semelhante a outros escritores gregos de sua época. 

No entanto, ele usou expressões gregas em vez de versões hebraicas, mostrando que estava mais confortável com a língua grega. 

Também sabemos que Lucas era um gentio por causa da maneira como o Apóstolo Paulo se dirige a ele em Colossenses 4; Paulo nomeou seus colaboradores judeus primeiro e diz:

“Estes são os únicos judeus entre meus colaboradores para o reino de Deus …”

Então, 2 versículos depois, Paulo se dirige a Lucas dizendo:

“Nosso querido amigo Lucas, o médico e Demas mande saudações”(Col. 4:11 e 14)

Lucas foi o único gentio a escrever um livro da Bíblia, e ele claramente escreveu seu evangelho com um público gentio em mente. 

Certamente ele apontará referências à criação e à circuncisão de Jesus, que um público gentio não teria conhecido. 

Uma parte dos Judeus acreditava que Jesus foi circuncidado no 8º dia, mesmo que não estivesse escrito, já que ele vinha de uma família judia.

Lucas fez questão de dar um relato detalhado de tudo o que escreveu, para que aqueles que não estivessem tão familiarizados com as tradições, costumes, lugares e referências judaicas do Antigo Testamento pudessem entender a história de Jesus e o plano de salvação.

2. Lucas era um médico

Embora não possamos ter certeza sobre todos os aspectos da formação de Lucas, sabemos que ele foi referido por Paulo como “o médico amado” em Colossenses 4:14. 

Ele provavelmente teve uma vida confortável em Antioquia praticando medicina, mas escolheu sacrificar essa vida de conforto para seguir o Senhor. 

Henry Morris, do Institute for Creation Research, compartilha a experiência médica de Lucas:

“Alguns comentaristas notaram a relação irônica entre Marcos 5:26 e  Lucas 8:43 . Marcos havia dito que uma certa mulher que precisava de cura ‘sofreu muitas coisas de muitos médicos, e gastou tudo o que tinha, e nada melhorou, mas piorou”. esta mesma mulher ‘passou toda a sua vida com médicos, e nenhum deles pôde ser curado’. Ou seja, eles fizeram o seu melhor, mas era uma doença incurável”.

3. Era humilde

Lucas nunca se dirige a si mesmo como o autor de nenhum de seus livros.

Ele nunca se chama pelo nome como um dos companheiros de viagem de Paulo, embora use o termo “nós”, nunca menciona sua profissão de médico (só Paulo o faz), e ele nunca menciona seu irmão Tito (2 Cor. 8 e 12). 

Ele não menciona o sacrifício que fez ao desistir de sua prática médica para viajar e cuidar de Paulo. 

Em vez disso, o foco dele está em Jesus e nos milagres que este realizava.

Enfim, o mais importante que ele quer que seus leitores entendam é a salvação em Cristo.

Gordon Franz, dos Associates for Biblical Research, afirma:

“ Quando ele escreveu seu evangelho e o livro de Atos, ele não mencionou seu nome ( At 1:1 ), nem mencionou seu irmão Tito. O Dr. Lucas era uma pessoa humilde e não queria chamar a atenção para si mesmo ou sua família, mas sim, ele queria apontar as pessoas para a Pessoa do Senhor Jesus Cristo e a obra do Espírito Santo em Sua Igreja ”.

4. Lucas conheceu alguns dos apóstolos

Quando Lucas estava escrevendo seu evangelho, o Espírito Santo já havia inspirado outros dois: Mateus e Marcos. 

É aceitável pensar que Lucas os teria entrevistado e pesquisado seus escritos. 

No entanto, Lucas provavelmente teria viajado com Marcos, já que Marcos também viajou com Paulo. 

Lucas teria sido exposto a muitas fontes e, portanto, teria baseado seus escritos em narrativas existentes, com relatos de testemunhas oculares acrescentados que ele reuniu com a ajuda do Espírito Santo. 

Lucas não estava tentando escrever um novo evangelho, ele queria registrar a vida de Jesus com a maior precisão possível para um público gentio mais amplo, incluindo um alto oficial romano chamado Teófilo.

5. Apenas Lucas permaneceu com Paulo até sua morte

Em 2 Timóteo 4, Paulo nos diz que somente Lucas permanece com ele. Por que a maioria dos companheiros de Paulo o abandonaria! 

John MacArthur explica:

“Nero aumentou a perseguição a um nível alto e os cristãos estavam pagando com suas vidas. Francamente, muitos crentes fugiram de Roma. 

E, você sabe, eles podem ter um motivo razoável para fazer isso, para continuar a pregação do evangelho. Não é que todos fossem apenas covardes. 

Mas Lucas não foi. Todos foram embora. E houve muita desistência. Demas o deixou porque amava o mundo presente, diz o versículo 10 . E você tem a idéia de que alguns dos restantes deixaram em abandono do versículo 16, mas ele diz: “Não seja contado contra eles”. 

Mas não Lucas, leal, fiel, corajoso, amigo de longa data, colega de trabalho, companheiro de Paulo, esteve com Paulo por anos e anos e anos, esteve com Paulo por centenas e provavelmente milhares de quilômetros de caminhada.“

John MacArthur também escreve:

“ Então eu digo, depois de Paulo, Lucas é a força de escrita mais poderosa do Novo Testamento, e ainda assim ele é basicamente desconhecido. 

Acho que na minha vida nunca ouvi um sermão sobre Lucas. Sua narrativa histórica se estende por mais de sessenta anos. Começa com o nascimento de João Batista, o precursor de Jesus, e termina no final do livro de Atos, que é o volume dois de seus escritos, termina com o evangelho sendo pregado em Roma, o que significa que o evangelho foi estendido ao mundo. 

Nenhum outro escritor escreveu uma história tão abrangente de Jesus e Seu impacto. Nenhum outro escritor vai desde João Batista até o evangelho tendo chegado à capital do Império Romano. Ele é o contador de histórias mais completo da saga da salvação no Novo Testamento, e ele é praticamente desconhecido para nós .”

Lucas sabia que não foi o primeiro a escrever sobre Jesus nem afirmou ser; ele queria escrever um evangelho que compartilhasse a verdade que já havia sido escrita, mas para um público mais amplo. Ele investigou todas as fontes escritas e orais que pôde, com a ajuda e inspiração do Espírito Santo.

Quem foi Lucas?

Lucas foi evangelista, historiador, médico, pastor, missionário, companheiro, irmão e teólogo. 

No entanto, seu objetivo e propósito ao escrever um evangelho, era escrever a verdade exata sobre Jesus Cristo e o plano de salvação, uma história e teologia infalíveis inspiradas pelo Espírito Santo.

Finalmente com a orientação de Deus foi exatamente o que ele fez.

Não, não sabemos tudo sobre Lucas. Contudo, ele não escreveu um evangelho para fama ou reconhecimento, e é por isso que ele não menciona seu próprio nome em nenhum dos livros que escreveu. 

Lucas queria ensinar às pessoas sobre o Salvador e a gloriosa salvação que Jesus oferece a toda a humanidade.

A vida deste evangelista foi mudada e transformada por Deus da mesma forma que todo pecador se torna: Nova criatura e lavado pelo sangue do Cordeiro!

Botão Voltar ao topo